Príncipe Harry e Meghan Markle: tudo que você precisa saber sobre o casamento

ludimila honorato - O Estado de S.Paulo

Confira detalhes sobre o relacionamento deles, a recepção, a comida e o que vai acontecer depois

Oficialmente, o príncipe Harry e Meghan Markle levaram um ano entre o namoro e o pedido de casamento.

Oficialmente, o príncipe Harry e Meghan Markle levaram um ano entre o namoro e o pedido de casamento. Foto: Toby Melville/Reuters

Atualizado às 12h01 de 18/05/2018

Príncipe Harry e Meghan Markle estão quase subindo ao altar. O integrante da família real britânica vai se unir à atriz americana no próximo sábado, 19, para uma cerimônia, digamos, simples.

A singeleza começa pelo local escolhido para realizar o casamento. O casal vai trocar alianças na capela de St. George, um espaço pequeno em comparação com a tradicional Abadia de Westminster, onde o príncipe William e Kate Middleton se casaram.

Por conta do espaço reduzido, os noivos convidaram "apenas" 600 pessoas para assistir à cerimônia, número bem menor do que o do casamento do duque e da duquesa de Cambridge. A história de Harry e Meghan tem chamado tanta atenção pelo 'diferente' que virou até filme.

Conheça mais sobre o relacionamento dos dois e outros detalhes do casamento a seguir:

Quando Harry e Meghan se conheceram?

Os dois teriam se encontrado pela primeira vez em maio de 2016, segundo a entrevista que eles deram à BBC após o noivado. Foram "cinco ou seis bons meses" de relacionamento privado, "o que foi incrível", disse Meghan. Eles teriam sido apresentados por uma amiga em comum.

Em outubro daquele ano, o jornal britânico Daily Express informou que Harry estava namorando a atriz, embora não houvesse confirmação oficial. Dias depois, a realeza britânica oficializou que eles estavam em um relacionamento "há alguns meses".

A primeira aparição pública de Harry e Meghan como casal foi em setembro de 2017.

A primeira aparição pública de Harry e Meghan como casal foi em setembro de 2017. Foto: Mark Blinch/Reuters

O pedido de casamento veio no começo de novembro do ano passado, um ano após o anúncio oficial de namoro. A confirmação, porém, novamente, veio mais tarde. No mês seguinte, eles divulgaram a foto oficial do noivado.

Anel de noivado

Feita pela joalheria britânica Cleave and Company, responsável pelas joias da rainha Elizabeth II, a peça possui três diamantes: dois que pertenciam à coleção da princesa Diana, mãe de Harry, e um, maior e central, que veio de Botsuana, país africano com o qual o noivo tem forte relação. De acordo com o site da revista People, foi o próprio noivo quem criou o design do anel.

Quando será o casamento?

Será no dia 19 de maio deste ano, às 12 horas no horário local enquanto no Brasil serão 8 horas. O anúncio da data escolhida pelo casal foi feito pelo Palácio de Kensington em dezembro do ano passado.

Sabe-se que os convidados vão chegar entre 9h30 e 11 horas, sendo que a chegada da família real deve ser por volta das 11h20. Alguns estarão a pé, como Harry e William, e outros irão de carro.

Para quem não pode prestigiar o casal de perto, o casamento será televisionado. Segundo o site TMZ, foi autorizado o uso de câmeras na capela. O mesmo já havia acontecido quando William e Kate Middleton se casaram na Abadia de Westminster.

O anel que o príncipe Harry entregou para a atriz Meghan Markle possui diamantes da princesa Diana.

O anel que o príncipe Harry entregou para a atriz Meghan Markle possui diamantes da princesa Diana. Foto: Eddie Mulholland/Reuters

Onde será o casamento?

Eles vão se casar na capela de St. George, no castelo de Windsor. Harry e Meghan teriam um grande carinho pelo local, que se tornou especial durante o relacionamento de ambos. O príncipe, aliás, foi batizado na capela em 1984.

O castelo de Windsor tem sido palco de casamentos da coroa britânica há 150 anos. Conheça os casamentos reais que aconteceram no local.

GALERIA: Confira os momentos marcantes de príncipe Harry e Meghan Markle

Eddie Mulholland/Reuters
Ver Galeria 18

18 imagens

Recepções

Haverá duas recepções após a cerimônia: uma no St. George's Hall, onde os convidados terão de levar o próprio lanche, e outra à noite na Frogmore House, que está sendo organizada pelo príncipe Charles, pai de Harry.

A primeira é dedicada para todas as pessoas com quem o casal decidiu compartilhar esse momento, o que inclui 1.200 pessoas 'comuns' do Reino Unido e 200 representantes de instituições beneficentes que os noivos apoiam.

Cortejo

Após a cerimônia, Harry e Meghan Markle vão fazer um passeio pela cidade de Windsor em uma carruagem Ascot Landaus, uma das cinco utilizadas pela família real em eventos oficiais.

Os cavalos que guiarão o veículo também foram escolhidos: Storm e Tyrone, que são pai e filho.

Convidados - e não convidados

Para a cerimônia, foram convidadas 600 pessoas entre familiares e amigos do casal. Para as recepções, foram chamadas pessoas da sociedade britânica e representantes de entidades beneficentes que eles apoiam.

Como tem bom relacionamento com as ex-namoradas, o príncipe Harry convidou três delas para a cerimônia. Chelsy Davy, a atriz Cressida Bonas e Ellie Goulding - último relacionamento que Harry teve antes de namorar Meghan - vão testemunhar o "sim" do casal.

Sarah Ferguson, tia de Harry, foi convidada para a cerimônia, mas não para a segunda recepção privada organizada pelo príncipe Charles. A decisão teria a ver com polêmicas nas quais ela está envolvida, inclusive durante seu casamento com o príncipe Andrew, irmão de Charles.

Capela de St. George, no castelo de Windsor, onde príncipe Harry e Meghan Markle vão se casar.

Capela de St. George, no castelo de Windsor, onde príncipe Harry e Meghan Markle vão se casar. Foto: Luke MacGregor/Reuters

Quanto aos pais de Meghan, somente a mãe dela, Doria Ragland, estará presente. Semanas antes da cerimônia, o pai da atriz, Thomas Markle, sofreu um ataque cardíaco e passou por uma cirurgia para desobstrução de artérias. Dois dias antes do grande dia, ela confirmou que ele não compareceria e, depois, foi anunciado que o príncipe Charles conduziria a noiva até o altar - mas só por um trecho.

Algumas pessoas que se esperava participar do casamento, porém, não foram convidadas. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu antecessor, Barack Obama, assim como a primeira-ministra britânica, Theresa May, não estão na lista.

Embora não haja confirmação oficial, pode ser que o grupo Spice Girls se apresente no casamento. Em entrevista ao programa The Real, a cantora Mel B contou a novidade. Outro nome esperado para cantar no grande dia é Ed Sheeran. O convite ao cantor teria sido feito pessoalmente por Harry.

Padrinhos, madrinhas, pajem e florista

Seguindo a tradição, o príncipe Harry convidou o irmão William para ser seu padrinho de casamento. A escolha é como uma retribuição, uma vez que o futuro marido de Meghan Markle esteve no mesmo posto quando o irmão se casou com Kate Middleton.

Príncipe George e princesa Charlotte serão, respectivamente, pajen e florista no casamento de Harry e Meghan Markle.

Príncipe George e princesa Charlotte serão, respectivamente, pajen e florista no casamento de Harry e Meghan Markle. Foto: Kay Nietfeld/Reuters

Meghan não terá dama de honra. Segundo o site Town&Country, a atriz teria um grupo de amigas muito queridas e não queria escolher uma em detrimento da outra. É certo, porém, que todos os 'assistentes' da noiva serão crianças e tanto o príncipe George quanto a princesa Charlotte terão papel nisso: o menino será pajem e a menina será florista.

O vestido da noiva

A escolha oficial só será conhecida no dia do casamento, mas há especulações. O traje, que pode custar cerca de R$ 500 mil, deve ser da marca australiana Ralph & Russo, que lidera as apostas. A grife já havia sido escolhida por Meghan Markle para as fotos oficiais de noivado.

Outras marcas cotadas para o casamento são a Erdem, do estilista turco-canadense Erdem Moralioglu, e a britânica Burberry.

Bolo e decoração

Fugindo à tradição britânica do bolo de frutas em casamentos reais, o bolo do casamento de príncipe Harry e Meghan Markle será orgânico. Claire Ptak, proprietária da confeitaria londrina Violet Bakery, será a responsável pelo preparo. A pedido do casal, o bolo será de limão e flor de sabugueiro, que "irá incorporar os sabores brilhantes da primavera", anunciou o Palácio de Kensington. Ele será coberto com buttercream [creme de manteiga] e decorado com flores frescas.

Meghan já conhecia Claire Ptak: a atriz entrevistou a chef confeiteira para o seu antigo blog, The Tig (que foi encerrado um pouco antes do anúncio do noivado com Harry). O frescor é uma marca de estilo dos bolos feitos pela confeitaria: no Instagram da casa, há várias fotos de bolos de casamento decorados com buttercream e arranjos coloridos de flores e frutas frescas.

 

Flea Market on Wilton Way today in my lockup! 11-5 come on over!!! Xxxxx #violetweddingcakes

Uma publicação compartilhada por Violet By Claire Ptak (@violetcakeslondon) em

Para a decoração, Philippa Craddock foi a designer floral escolhida. Baseada em Londres, a florista é mais conhecida por seu trabalho no mundo da moda com marcas como Alexander McQueen e Dior - e, por isso, é muito requisitada para executar a decoração de grandes eventos na Inglaterra. 

Os arranjos escolhidos para o casamento real incluirão rosas de jardim brancas, dedaleiras e peônias - estas últimas seriam as favoritas de Meghan, segundo o Town&Country. Já o Daily Mail explicou que as folhagens utilizadas para adornar a capela de St. George - faia, bétula e álamo - virão do Windsor Great Park, uma área verde de 5 mil acres mantida pela Coroa britânica na região de Windsor. Depois da cerimônia, as flores serão doadas a organizações beneficentes.

Peônias e rosas brancas estão entre as flores que vão decorar o casamento de Meghan com Harry.

Peônias e rosas brancas estão entre as flores que vão decorar o casamento de Meghan com Harry. Foto: Jeremy Selwyn/Reuters

Lua de mel

O casal viajará em lua de mel, mas não logo após o casamento, uma vez que já marcaram compromissos oficiais para uma semana depois do evento. Ainda não foi anunciado para onde eles irão, mas sites internacionais especulam que seja algum país africano, como Namíbia ou mesmo Botsuana, para onde eles viajaram juntos antes.

Futura casa

Atualmente, Harry e Meghan moram em Nottingham Cottage, uma pequena residência no Palácio de Kensington. Depois do casamento, os rumores é de que eles vão se mudar para o Apartamento 1, situado ao lado da moradia de William e Kate Middleton (Apartamento 1A) e que tem 21 quartos.

Harry e Meghan, melhor casal

O interesse do público pelo príncipe Harry e a atriz Meghan Markle só cresceu desde que anunciaram o noivo. Juntos, o casal fez aumentar cerca de 500% o número de visualizações de vídeos relacionados a eles no YouTube. Um dos vídeos mais vistos deles juntos é o da primeira aparição pública já como noivos:

Só neste ano, Meghan Markle ultrapassou a princesa Diana nesse quesito, que antes era considerada a integrante da família real britânica mais vista em vídeos na plataforma. Globalmente, as visualizações de vídeos sobre o príncipe tiveram um aumento de 174%, enquanto os de Meghan atingiram um crescimento de 311%.

Uma das fotos oficiais do noivado entre o príncipe Harry e Meghan Markle.

Uma das fotos oficiais do noivado entre o príncipe Harry e Meghan Markle. Foto: Cortesia do Palácio de Kensington via Reuters

E para matar um pouco mais a curiosidade, um canal de TV dos Estados Unidos produziu um filme sobre eles. Intitulado Harry & Meghan: The Royal Love Story, a produção mostra como eles se conheceram e os esforços para manter o relacionamento em segredo até tornarem o namoro público. O filme vai ao ar no Brasil na quarta-feira, 16, às 22 horas no canal Lifetime.

Pequenos problemas

Mas nem só de flores vive o relacionamento de um casal da realeza, e alguns 'probleminhas' também se tornaram públicos. O irmão da atriz Meghan Markle enviou uma carta ao príncipe Harry pedindo para que ele cancelasse o casamento.

Segundo ele, a irmã não seria uma "mulher adequada" para o príncipe. "Quanto mais se aproxima o casamento, mais fica claro que esse é o erro mais grotesco na história das bodas reais", escreveu na missiva. Ele ainda culpa Meghan pelo abandono do pai, Thomas Markle - o que levantou dúvidas (refutadas oficialmente pelo Palácio de Kensington, como já foi dito) se ele acompanharia Meghan até o altar no dia da cerimônia.

O casal também passou por um susto no começo deste ano. Uma carta com pó branco foi enviada aos dois, mas, após a suspeita de um ataque com antrax, testes descartaram a periculosidade do conteúdo.

A meia-irmã de Meghan também se envolveu em polêmicas. Ela admitiu ter contratado uma empresa de paparazzi para tirar fotos 'positivas' de Thomas Markle a fim de que ele fosse melhor visto pela imprensa. Segundo ela, "a mídia estava fazendo com que ele parecesse uma pessoa ruim".

GALERIA: Relembre outros casamentos da família real que pararam o Reino Unido

Toby Melville / Reuters
Ver Galeria 12

12 imagens