Família Obama não é convidada para casamento entre Harry e Meghan

- Reuters e ANSA

Donald Trump e a primeira-ministra britânica, Theresa May, também não estão na lista

Convidados para o casamento de Harry e Meghan incluem mais pessoas comuns do que líderes políticos.

Convidados para o casamento de Harry e Meghan incluem mais pessoas comuns do que líderes políticos. Foto: Ben Birchall / Reuters

A lista de convidados do casamento do príncipe Harry com a atriz Meghan Markle foi divulgada nesta terça-feira, 10, e não inclui lideranças políticas entre os cerca de 600 nomes.

Segundo o jornal The Telegraph e outras mídias britânicas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu antecessor, Barack Obama, não foram convidados. O porta-voz do palácio se recusou a comentar a informação. A primeira-ministra britânica, Theresa May, também não está na lista.

Houve especulações de que a família Obama poderia ser convidada devido ao relacionamento próximo entre o ex-presidente e Harry, mas teria sido diplomaticamente constrangedor convidar os Obama e não os Trump.

Ainda que o atual mandatário dos EUA não tenha assistido ao casamento entre William e Kate Middleton, líderes britânicos puderam acompanhar a cerimônia. Quanto aos Obama, acredita-se que Meghan e Harry visitem a família "muito em breve".

Os convidados do casamento serão pessoas com relações diretas com o noivo ou a noiva, ou com ambos, disse uma fonte do Palácio de Kensington, residência oficial de William e Harry.

"Foi decidido que uma lista oficial de líderes políticos - tanto do Reino Unido como internacional - não é exigida para o casamento do príncipe Harry e da senhorita Markle. O governo da sua majestade foi consultado nesta decisão, que foi tomada pela Royal Household", disse um porta-voz do palácio.

A cerimônia matrimonial será no dia 19 de maio, ao meio-dia (horário local), na Capela St. Georges, no Castelo de Windsor.