Claro que a culpa não era dos números, da soma ou subtração deles, nem do desalinhamento astral ou da má vontade de cada um dos 138.973 deuses catalogados pelo último levantamento do Instituto DataFé (tô zoando, gente…). Mas o fato é que 2017 começou como 2016 acabou: assassinatos na boate, na família, nas ruas e nos presídios (como um governador pode declarar publicamente que ‘não havia nenhum santo’ entre os mortos? como um presidente da república pode chamar a chacina de ‘acidente pavoroso’? como homens assim ocupam cargos públicos?). Voltando: nem incluo nessa lamentável conta sangrenta os ‘pequenos’ ódios e triviais assassinatozinhos nossos de cada dia: briga de trânsito, de torcida, bebedeira, homofobia, feminicídio. Ou ‘só’ um ou outro espancamento de gays e alguns estuprozinhos banais e corriqueiros. Falando nisso, um cara resolveu matar as (segundo ele) ‘vadias’ da própria família. Matou sua ex, mais 7 mulheres (e também matou 3 homens de lambuja. Inclusive o filho, a quem dizia ‘amar’). Deixou essa pérola da antiliteratura nacional num bilhete: “tenho raiva das vadias que se proliferam e muito a cada dia se beneficiando da lei ‘Vadia’ da Penha“. E teve ‘gente’ na internet que o defendeu, condenando sei lá o quê na conduta da ex-mulher, aquela, que morreu assassinada (pesquisa recente do Datafolha mostra que 1 a cada 3 brasileiros culpa a própria estuprada pelo estupro sofrido). Pode?

Tem ideias, lirismo, indignação e uns números duros nesse poema da Mel Duarte:

E outra pergunta: cadê a legislação específica para crimes de internet? (O ex-jogador e senador Romário elaborou projeto sobre o tema). De calúnias a ofensas, passando por exposição desautorizada da privacidade alheia. De ex-maridos ou namorados rancorosos que expõem fotos e vídeos dos parceiros sexuais que os deixaram, aos militantes políticos que inventam declarações e espalham factoides para denegrir pessoas públicas ou anônimas que lhes contrariam os interesses. Mesmo o Facebook já apresentou medidas contra as postagens de informações não-verídicas. O grande (e pacífico) Gilberto Gil acaba de ganhar processo contra caluniador que inventou uma entrevista que o músico não deu. Li, recentemente, reportagem sobre mulher que entrou na Justiça contra o ex-marido, que por vingança e ciúme, publicou fotos da intimidade deles, após ela tê-lo deixado. A mulher perdeu o emprego e teve até que mudar de cidade pra se livrar das piadas grosseiras e das ameaças que sofria, devido ao estigma que se espalhou após a divulgação das imagens. Num caso desses (aqui, outra história semelhante), qual o valor em dinheiro para uma indenização justa, reparadora e exemplar? A culpa, definitivamente, não era de 2016, não é dos números, nem da desconjunção dos astros ou do abandono simultâneo de nossos milhares de deuses. Tratemos de punir os assassinos, os machistas e homofóbicos, os preconceituosos e intolerantes. E bani-los da internet, das ruas e do convívio social. E, principalmente, afastá-los dos altos postos de governo, claro.

 

… … …

A BANDA MULAMBA

… … …

Presencio cada vez mais pelos saraus, os debates e rodas de conversa sobre liberdade de comportamento, orientação sexual e identidade de gênero. Mais e mais cantores e bandas,  poetas, grupos de teatro e coletivos artísticos, assumem discurso e postura militante em prol da diversidade e contra o machismo e a homofobia. Este blog já deu voz a muitos deles e sempre divulga seus eventos. A banda Mulamba, nasce desse contexto. E vem à luta. Cantando.


mulamba2

O grupo curitibano Mulamba é formado por Amanda Pacífico (vocal), Cacau de Sá (vocal), Caro Pisco (bateria), Fer Koppe (cello), Naíra Debértolis (baixo) e Nat Fragoso (guitarra). Lendo entrevistas, compilei algumas declarações interessantes que elas deram:

“O nome da banda veio para se contrapor ao estereótipo feminino imposto pela mídia. Cantoras impecáveis em suas apresentações, com roupas que evidenciam o corpo, não fazem parte do que queremos passar com nossos ideais, caráter e música.”

Agora o meu papo vai ser só com a mulherada
Nós não é saco de bosta pra levar tanta porrada
Todo dia umas dez morrem, umas 15 são estupradas
Fora as que ficam em casa e do nada são espancadas

“Começamos fazendo cover de Cássia Eller. Mas a Cássia fez o sucesso que fez justamente por ser ela mesma, livre, sem se prender a rótulos ou padrões impostos. Todas nós temos um pouco dela e de tantas mulheres com trajetórias semelhantes, tanto por sermos quase todas homossexuais, por nos vestirmos de acordo com a própria vontade ou por compormos músicas que criticam a atual sociedade.”

“Nos consideramos uma banda de mulheres cuja música é para homens e mulheres. É claro que levantamos a bandeira do feminismo, mas nossa música não é apenas sobre isso. Falamos de amor e trazemos assuntos de cunho social, como a discriminação racial e política.”

Eu às vezes mudo o meu caminho
quando vejo que um homem vem em minha direção

“Quando tocamos a música P.U.T.A em shows ou para amigos, vêm à nossa mente várias situações que se ‘encaixam’, acontecidas com nossas irmãs, amigas e mães.”

“A grande mudança que vimos no cenário musical, foi a transição da mulher intérprete para a mulher compositora. O reconhecimento de letras e músicas compostas por mulheres foi uma conquista lenta.”

“Hoje em dia já vemos muitas mulheres que conseguiram seu espaço tanto nacional quanto internacionalmente, sendo ídolas e influenciando gerações.”

“Uma solução que não resolveria todos os problemas, porém traria uma nova visão, seria a presença de mais mulheres na curadoria e equipe técnica de shows, de eventos e espetáculos culturais, deixando de lado a ideia machista de ‘sexo frágil’.”

 

 

É isso aí, meninas… Que belas palavras! E pensar que existem políticos que montam secretariados e ministérios, sem a presença de uma única mulher. Pode isso, Arnaldo?

 

… … …

AS 25 MÚSICAS MAIS TOCADAS
PELA INDÚSTRIA DO JABÁ

… … …

Circula na net a lista das 25 músicas mais tocadas em 2016. A medição é da empresa Connectmix, cujo sistema está conectado 24h por dia com mais de 5.000 emissoras de rádio e TVs por todo o Brasil. Quando qualquer uma dessas emissoras executa uma canção, o sistema monitora e contabiliza em tempo real. A lista não surpreende: como no ano passado, a música sertaneja dominou as rádios (e tevês) brasileiras. Das 25 mais tocadas, 22 são desse estilo. As exceções são Wesley Safadão, Justin Bieber (único estrangeiro) e Anitta (última do ranking).

maistocadas


Segundo dados de gravadoras, em 2015, o ‘segmento sertanejo’ também foi campeão absoluto com 75% da preferência. Se é que se pode dizer assim, pois a palavra ‘preferência’ pressupõe uma ‘escolha’. Não me cabe aqui julgar supostas e subjetivas ‘qualidades’ artísticas. Nem se trata disso. Vários desses artistas ‘sertanejos’ são muito bons no que fazem e merecem seu sucesso. Mas a discrepância dos números expõe uma evidente manipulação do gosto popular por parte de uma indústria (gravadoras, produtores, programadores de rádio e tevê) que, ao dominar o mercado, elimina a diversidade e provoca o empobrecimento cultural. ‘Escolha’ pressupõe opções, estilos diferentes. Se não há diversidade, qual a representatividade dessa escolha? Pra mim (e pra torcida do Mengo), é zero.

(Sobre o tema, leia o que já comentei aqui e também aqui.)

Então, leitor, faça a conta: quanto sobra para ser dividido entre os muitos outros estilos e artistas? Pouco, muito pouco. Enquanto a música brasileira estiver sendo tratada apenas como entretenimento e não também como o objeto cultural relevante, formador de opinião e forjador de tendências que é, o jabá e os interesses imediatistas da indústria cultural continuarão imperando e roubando espaço, voz e protagonismo de muitos talentos, e os confinando a uma vida artística marginal. Infelizmente, é o que acontece. E é contra isso que este blog luta, ao se posicionar a favor da diversidade.

 

… … …

KEN LOACH E SEU
CINEMA HUMANISTA

… … …

Durante 3 posts consecutivos (1 – reflexões, 2 – resoluções e 3 – estamos de olho), comentei aqui sobre arte, trabalho, previdência, lazer e aposentadoria.  Como o assunto é quente, posto algumas frases extraídas da ótima entrevista que o diretor de cinema Ken Loach deu ao El Pais e (pra quem não viu) o trailer de seu premiado filme ‘Eu, Daniel Blake’, que ganhou a Palma de Ouro, em Cannes (sobre isso, leia o artigo do jornalista especializado Luiz Zanin).

loach

Frases do britânico Ken Loach, diretor de cinema:

“O Estado cria a ilusão de que, se você é pobre, a culpa é sua”

“Há um sistema burocrático que te pune por ser pobre. A humilhação é um elemento-chave. Rouba a dignidade e a autoestima do pobre. E o Estado contribui para a humilhação com toda essa burocracia estúpida.

“O cinema norte-americano cultua a riqueza. Os personagens têm dinheiro e casas bonitas. E nunca se explica de onde vem esse dinheiro. Há uma agenda de direita nesse cinema”

“Todas as histórias humanas são políticas e têm consequências políticas. Nem Katie nem Dan (personagens do filme) são animais políticos. Não fazem discursos, nem participam de reuniões. Mas a situação em que se encontram é determinada pela política”

“Gostaria de ser lembrado como alguém que não se rendeu. Não se render é importante, porque a luta continua. E as pessoas tendem a se render quando ficam velhas”

 

… … …

SARAU TOCA DO AUTOR
… … …

tarica11

tarica2

tarica3

tarica4

Na terça-feira participei do sarau Toca do Autor, organizado pelo cantor e compositor Alexandre Tarica, com o auxílio luxuoso do músico Brau Mendonça e das cantoras Rosângela e Regina Célia (os quatro participam do grupo Roda Viva, que faz shows emocionantes com as inesquecíveis canções da era dos festivais).  Muita gente boa se apresentou por lá: Ruan Trajano (que está para lançar seu EP) cantou com Daniella Alcarpe duas belas e comoventes canções. Raquel Martins mostrou suas levadas suingadas. O Chêro da Poesia, trio formado por Kita, Helen e Giadas, realizou uma de suas melhores performances. Ainda teve o pessoal do Clube Caiubi muito bem representado por Álvaro Cueva e Marcio Policastro (que cantaram a bela ‘Amor de Emaranhar’), além de Kana e Léo Nogueira, Adauto Peregrino, Nando Távora e Zi Stafuzza. Tarica e o pessoal da casa também se apresentaram. O mágico e músico (ex-Secos & Molhados) Tato Fischer cantou com Regina Célia. E eu, que estava junto com a turma do Sarau da Maria, além de convidar a todos para nosso sarau de aniversário,  dia 4 de fevereiro (veja cartaz no final do agendão), cantei duas de minhas músicas. O Toca do Autor, que era mensal e passará a ser quinzenal, transcorreu num astral superelevado. O bar do Cambridge Hotel é muito bem decorado (pelas paredes há fotos de mitos como Elvis, Marilyn e Sophia Loren) e tem uma iluminação avermelhada que cria um clima quente e envolvente. Enfim, é mais um espaço legal para os cantores e compositores apresentarem seu trabalho. Só posso agradecer a acolhida afetuosa e dar parabéns aos organizadores.

tarica8

tarica1

tarica6

tarica5

Além dessas fotos que roubei e postei, veja outras imagens e vídeos do evento aqui no álbum da Selma Bizon, que é uma das organizadoras do Sarau da Maria.

 

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Eis aqui a ‘superagenda dos saraus’ para o seu findi, com fotos, cartazes, links e vídeos. Devido a grande quantidade de eventos, às vezes eu posto apenas o cartaz, sempre acompanhado de um link para mais informações. Acompanhe também as muitas opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

 

De 7 de janeiro a 23 de fevereiro … Ensaio Aberto … O Conselho de Cultura da Prefeitura Municipal de São Vicente convidou vários músicos da região para apresentações diferentes: em vez de fazer um show formal, cada grupo fará um ensaio aberto, com direito a erros e repetição de músicas. A população terá acesso aos bastidores de um grupo musical, permitindo um mergulho profundo no trabalho do músico. Clique no link para ver a programação. Na Tenda do Itararé, em São Vicente.

01quinta
Quinta-feira – 19 de janeiro – 19h … Sarau de Quinta … Sarau com música, poesia, teatro e barracas de comidas e bebidas. Presença de Miltinho Edilberto, Janayna Pereira (Bicho de Pé), Tião Carvalho, Grupo Cupuaçú e ainda tem o Palco dos Bonecos. Entrada franca. Na Vila do Forró, no Centro de Tradições Nordestinas.

02raquel
Quinta-feira – 19 de janeiro – 19h … Raquel Martins e Bia Clemente no Espaço Parlapatões … Raquel (violão e voz) e Bia (saxofone) apresentam um repertório formado por canções autorais e releituras de clássicos da mpb. Entrada franca (colabore no chapéu). Praça Roosevelt, 158.

luma

Quinta-feira – 19 de janeiro – 21h … Luma Aiub – no Sampa Jazz … Cantora e compositora interpreta clássicos do jazz. Na rua Arcipreste Ezequias, 245, no Ipiranga.

04giselle
Quinta-feira – 19 de janeiro – 22h30 … Giselle Maria – Especial Elis Regina – no All of Jazz … Giselle relembra as canções consagradas na voz de Elis, acompanhada por Anete Ruyz (piano), Gabriel Cose (guitarra), Stefano Moliner (baixo) e Gabriel Marotti (bateria). Entrada R$30. Na rua João Cachoeira, 1366, no Itaim Bibi.

05vilane
Sexta-feira – 20 de janeiro – 0h … Show – Marco Vilane … Na madrugada de sábado, o compositor e cantor Marco Vilane apresenta canções do seu repertório, além de inéditas do novo projeto “Palavra e meia” (em fase de produção). Show com música, poesia e cordel. Ingressos a R$30 e R$15. No teatro Parlapatões, à praça Roosevelt, 158.

07bodega

Sexta-feira – 20 de janeiro – 18h … Bodega Circulante – na Galeria Olido … Sarau Bodega do Brasil, em sua edição ‘circulante’, se apresenta na Galeria Olido, com o cantor e cordelista Costa Senna à frente, para o lançamento do livro ‘São Paulo em Cordel’, que tem 14 autores (alguns estarão presentes). Entrada franca. Na av. São João, 473.

Sexta-feira – 20 de janeiro – 19h … Slam Função – 1º edição de 2017 … O Slam Função é uma batalha de poesias autorais, realizada toda terceira sexta-feira de cada mês na Ocupação Cultural Casarão, na Praça da Estação de Trem Jardim Helena, na Vila Mara (Linha 12 Safira – CPTM). Convidado do mês: TemaRap. As inscrições são gratuitas e feitas na hora.

07jc
Sexta-feira – 20 de janeiro – 20h30 … JC Zeppelin – Acústico … FlashBack dos grandes clássicos do rock dos anos 1960/70: Led Zeppelin, Pink Floyd, The Who, Beatles, Elvis, Yes, Supertramp, Nazareth, Bee Gees, Elton John e Creedence. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria.

08mercedes
Sexta-feira – 20 de janeiro – 21h … Tributo à Mercedes Sosa – no Teatro UMC … A cantora Nacha Moretto e o violonista Jorge Menares (ambos ex-integrantes do grupo Raíces de América) convidam os músicos Chico Pedro e Oscar Segóvia (da formação atual) para homenagear a grande Mercedes Sosa, madrinha do grupo. Déo Miranda, artista sergipano que tem a música latina como influência, faz show de abertura. Na av. Imperatriz Leopoldina, 550, na Vila Leopoldina. Ingressos a R$30 e R$40.

10kehl

Sexta-feira – 20 de janeiro – 21h … Juliana Kehl – Lançamento de “Lua Full” no Sesc Pompeia … Juliana lança seu cd “Lua Full”, que tem parcerias com Tulipa Ruiz, Alzira E, Marcelo Jeneci e Serena Assumpção. No show, participação de Thiago Pethit e Zé Pi. Na rua Clélia, 93.

09cordel

Sábado – 21 de janeiro – 11h30 … O ‘Autor na Praça’ celebra o aniversário de São Paulo … Para comemorar os 463 anos da cidade, o projeto Autor na Praça recebe o “Sarau Bodega do Brasil” que lança o livro “São Paulo em Cordel”, onde quatorze cordelistas apresentam em versos os monumentos turísticos e/ou históricos da cidade. Haverá leituras e apresentações musicais com a presença de Cacá Lopes, Carlos Moura, Cleusa Santo, Costa Senna, Daniela Bontempi, Jublio Jacobino, Mateus Muradas e Ornela Jacobino, entre outros. No Espaço Plínio Marcos – Tenda Feira de Artes, na Praça Benedito Calixto, em Pinheiros.

li

Sábado – 21 de janeiro – 14h … Li Sousa … Cantora se apresenta com Luis Mea (violão) e Astro da Sanfona (acordeon). Couvert a R$13. No 38 Social Clube, à rua cel. Castro de Faria, 38, na Vila Romana.

11urbanista

Sábado – 21 de janeiro – 14h … Sarau do Urbanista Concreto … O sarau é parte das realizações culturais entre a Força Cultural e o escritor e poeta Germano Gonçalves, do Sarau Urbanista Concreto, cujo intuito é o de habituar os moradores da região à literatura urbana marginal periférica. Presença da fanzineira Thina Curtis e do coletivo Poetas do Tietê. Na rua Francisco Lobo, 10, no parque São Rafael.

marcy

Sábado – 21 de janeiro – 18h às 22h … Atlantis Produções – primeiro show de 2017 … Bandas novas e muito rock, pop e mpb em apresentações simultâneas. Um palco para som acústico (Xandó, Lua Vilk, Lucas Elfara, Victor Pangaré e Gabriel Fernandes) e outro para plugado (Ninguém Precisa Ser Herói, Marcy Santtos (foto), Anchor Music Band e Rumo Norte). Ingressos a R$15 e R$20. No Espaço Magma, à av. Nazaré, 1747, no Ipiranga (Próx. ao Metrô Alto do Ipiranga).

Sábado – 21 de janeiro – 20h … Grátis! Festival de Clipes e Bandas na Casa do Mancha … Festival apresenta Kali, Moxine e Júnior da Violla Experience, artistas que se destacaram no mês de dezembro de 2016. Além deles, discotecagem no começo do evento e nos intervalos entre os shows. Entrada franca. Na Casa do Mancha, à rua Felipe de Alcaçova, s/n.

Sábado – 21 de janeiro – 20h … Capitão Bourbon no Menino Muquito Bar … Num reduto da cultura independente na ZL, rock and roll autoral de primeira com a banda Capitão Bourbon. Entrada franca. Na avenida Vila Ema, 5090.

10kana
Sábado – 21 de janeiro – 20h … Kana – Pré-Carnaval no Viana Grill … A cantora e compositora Kana Nogueira começa o ano com uma nova parceria, desta vez com o Viana Grill, onde irá se apresentar nos próximos sábados, dias 21 e 28 de janeiro. No repertório, uma mescla de mpb, canções autorais, além de sambas e marchinhas carnavalescas. Entrada franca. Na rua José Maria Lisboa, 618, no Jardim Paulista.

12wilder
Sábado – 21 de janeiro – 20h30 … Wander Wildner na Sensorial Discos … O cantor e compositor Wander Wildner se apresenta pela primeira vez no ambiente superlegal da Sensorial Discos. Discotecagem por conta do Marcelo Costa, do site Scream & Yell. Entrada R$15. Na rua Augusta, 2389, nos Jardins.

Sábado – 21 de janeiro – 23h59 … Blubell canta Madonna – no Z Carniceria … No show “Blubell canta Madonna”, a artista (de quem já falei AQUI) relê sucessos da rainha do pop acompanhada pelo quarteto: Marcelo Pereira (sax), Daniel Grajew (piano), Igor Pimenta (baixo) e Carlinhos Mazzoni (bateria). Ingressos a R$30 e R$15. Na av. Brigadeiro Faria Lima, 724, em Pinheiros.

Domingo – 22 de janeiro – 14h … Sarau Feminilitude … Roda de conversa sobre ‘Sexualidade Lésbica’ com Audrei Teixeira, exposição de fotos de Ana Barbara dos Santos, de telas de Ju Costa, shows da dupla Café com Pinga e da cantora e compositora Anna Bueno (cantando canções de seu cd Inspir’Ação). No Parque Raul Seixas, à rua Murmúrios da Tarde, 211.

12mulher

Domingo – 22 de janeiro – 16h … Mulher, qual a tua LUTA? – Roda de Conversa – Pocket Shows – Expos … Evento organizado pelas integrantes da banda As Despejadas (de quem já falei AQUI) pergunta: ‘o que você já deixou de fazer por ser mulher? Quantas vezes você já se sentiu sem voz? Quantas vezes sua arte foi subestimada? Quantas vezes já questionaram sua liderança? E aí, mulher, qual é a sua luta?’ Roda de Conversa com Camilla de Morais, Tabata Tesser e Luiza Coppieters, além de pocket-shows com Bolivía (Carolina Piñones Bolívia) e Jéssica Rosa e exposições de Camila Rhodes, Joanah D’ark, Tabata Tesser e Jackeline Nunes. Na escola Antônio Viana de Souza Professor, à rua Turim, 192, em Guarulhos.

13tomze

Domingo – 22 de janeiro – 16h … Show de Tom Zé – Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha … O grande Tom Zé (de quem já falei AQUI) apresenta repertório de vários discos de sua carreira acompanhado por Daniel Maia (guitarra), Jarbas Mariz (voz, violão e percussão), Cristina Carneiro (teclado), Felipe Alves (baixo) e Rogério Bastos (bateria). A canção “São, São Paulo” serviu de inspiração para o show que celebra 463 anos da capital paulista. A abertura será de Re Suizu (às 15h), artista descoberta no estúdio da Fábrica de Cultura de Vila Nova Cachoeirinha, que desenvolve um trabalho de mpb e música experimental alternativa. Na rua Franklin do Amaral, 1575.

13peixe

Segunda-feira – 23 de janeiro – 19h … 2º Peixe Barrigudo Ao Vivo … O canal, que divulga a cena autoral independente, promove encontro de artistas na Casa Clam, espaço cultural independente de Guarulhos. Na abertura, show de Gabriel Peri e da banda Carbonica. Depois, microfone aberto: os artistas que desejarem se apresentar devem colocar o nome na lista ao chegar. Entrada franca.

14premmero

Terça-feira – 24 de janeiro – 21h … P.D.P. Saudando Canções Que Homenageiam O Rock’n Roll … O ‘P.D.P.’ é Sandro Premmero no vocal e contrabaixo, Leandro Delpech na guitarra, e o lendário e Franklin Paolillo na bateria. Além de clássicos do rock, do blues e do jazz (Jethro Tull, Pink Floyd, E.L.P., Deep Purple, Black Sabbath, Led Zeppelin, Beatles, Stones, Cream, Hendrix, Nina Simone e Howlin’ Wolf), haverá canções que ‘homenageiam’ o rock (Tutti Frutti, Casa das Máquinas, Made in Brazil, O Terço, Mutantes, Sá, Rodrix & Guarabira). No Santa Sede Rock Bar, à av. Luiz Dummont Villares, 2104, na Parada Inglesa.

15grao
Terça-feira – 24 de janeiro – 21h … Sarau Encontro de Expressões … Sonoridades variadas, encontro poético, inspirações e performances. Sarau que acontecia no ECLA, agora ocorre no Grão Espresso, à rua Voluntários da Pátria, 3558, em Santana.

Terça-feira – 24 de janeiro – 21h … SON Estrella Galicia – Anelis Assumpção e Depedro … O espanhol DePedro traz canções de seu álbum “El Pasagero”. A brasileira Anelis Assumpção (de quem já falei AQUI), mostra toda sua musicalidade em arranjos criativos, pitadas de dub, afrobeat e os grooves brasucas das músicas de seu cd “Amigos Imaginários”. No Centro Cultural Rio Verde, à rua Belmiro Braga, 181, na Vila Madalena. Ingressos de R$20 a R$40.

15barum
Terça-feira – 24 de janeiro – 21h … Marcelo Barum … Cantor e instrumentista conhecido por seu trabalho no grupo Tarumã, se apresenta no Bar do Frango, à av. São Lucas, 479, com entrada franca.

 

16jardim
Quarta-feira – 25 de janeiro – das 11h às 20h … Jardim Secreto Fair – SP 463 … No aniversário da cidade, feira com exposição e venda de produtos manuais nacionais, principalmente de SP. Com barracas de bebidas e comidas, rock de garagem, coletivos de artistas, bordadeiras e expositores de cosméticos, vestuário, gastronomia, acessórios, decoração, artes gráficas, ilustração, marcenaria e muito mais. Compre do pequeno produtor e incentive a economia local. Sem trabalho escravo e sem abuso do meio ambiente. Na praça dom Orione, no final da rua 13 de Maio, no bairro do Bexiga.

16pira
Quarta-feira – 25 de janeiro – das 12h às 18h … Pira na Arte da Vila Madalena … Projeto especial para comemorar o aniversário da cidade com arte, através da realização de pinturas e intervenções artísticas em guarda-chuvas brancos (ideia da artista plástica Helena Ribeiro). Um grande bloco de artistas desfilará com suas artes pela rua Wisard, num carnaval fora de época. Haverá também a participação dos poetas Daniel Medina, Daniel Perroni Ratto, Laura Navarro, Pedro Tostes, Rubens Jardim e Vlado Lima, declamando suas poesias.Na Rua Wisard, entre Girassol e Harmonia.

17ato
Quarta-feira – 25 de janeiro – 12h … Abraçaço no CCSP contra a privatização das bibliotecas … Ato repudia a intenção manifestada pelo novo prefeito (através de entrevistas de seu secretario) e prega por novos profissionais concursados, mais editais de apoio à cultura, e formação continuada para os profissionais que já trabalham no setor. O abraçaço é um ato simbólico contra a privatização do CCSP e de mais 52 bibliotecas públicas. No Centro Cultural São Paulo, à rua Vergueiro, 1000.

17charada

Quarta-feira – 25 de janeiro – das 13h às 22h … Video Clube Charada Apresenta: A Idade da Terra em Transe 5 … A locadora é um dos últimos redutos do VHS em SP e promove regularmente feiras de vinil, pôsteres antigos, revistas e dvds, para troca ou venda. Neste feriado, show com várias bandas de rock, pop e mpb (ver cartaz), além de discotecagem, sarau, exposições de arte e antiguidades. O vídeoclube fica na rua José Antonio Fontes, 62, no Sapopemba.

18slamdaponta
Quarta-feira – 25 de janeiro – 14h … Slam da Ponta no Parque Raul Seixas – Valendo vaga na final 2017 … O Slam da Ponta é uma batalha de poesias autorais que acontece toda primeira sexta-feira do mês no Instituto Reação Arte e Cultura, na Cohab José Bonifácio. Nesse ano, haverá edições extras, com o intuito de aumentar as possibilidades dos poetas da região participarem do Slam Brasil, que dá vaga para a Copa do Mundo de Poesias, na França. Na programação especial, oficina de poesia com Rafael Carnevalli, apresentação da Família Nada Consta e microfone aberto. Na Casa de Cultura Raul Seixas, à rua Murmúrios da tarde, 211, em Itaquera.

elio

Quarta-feira – 25 de janeiro – 15h … Chama Poética – Histórias De Macunaíma … Apresentação artística em formato de aula-show, adaptada do romance Macunaíma, de Mário de Andrade. Fernanda de Almeida Prado, idealizadora do sarau Chama Poética e o músico e compositor Élio Camalle (foto), que criou algumas canções inspiradas no livro, convidam outros artistas para recontar a história do mais célebre herói de nossa literatura moderna. Na Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, à rua Lopes Chaves, 546, na Barra Funda.

palavras
Quarta-feira – 25 de janeiro – 17h … São Paulo em Palavras – Lançamento + Sarau … Para celebrar a cidade, um grupo de escritores foi reunido pelo editor e artista múltiplo Wagner Merije com o intuito de criar uma obra única e coletiva que mostrasse a relação de cada autor com a metrópole. O resultado é a antologia ‘São Paulo em Palavras’, compêndio de 160 páginas à venda por R$30. Sarau com declamação de poemas do livro e microfone aberto. No Sesc Pinheiros, à rua Paes Leme, 195.

19lia

Quarta-feira – 25 de janeiro – 21h … Show – Lia Cordoni – em Londrina … Cantora retorna ao palco do “Bar Valentino” onde iniciou sua carreira solo. No repertório, além de clássicos da mpb, canções autorais de seu cd “Samba-Fusão” e inéditas. Participação de Celsinho Pacheco (violão), Marquinhos Santos (violão/guitarra) e Jairo Cechin (violão). Na rua Prefeito Faria Lima, 486, em Londrina.

SARAU DA MARIA – 4 anos … Quarto aniversário de um dos melhores saraus da cidade. Dia 4 de fevereiro, na Vila Maria. Se prepare:

BROESP11: ESTADO-PRIMEIRA-_MODELOS_ [BR]

… …

BOM NIVER DE SAMPA,
BOM FINDI A TODOS
E ATÉ A SEMANA QUE VEM!

… … …