Kanye West faz críticas à indústria musical e aparece urinando em Grammy

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Rapper fez diversas publicações no Twitter criticando o baixo repasse de lucro para cantores por parte de gravadoras, e publicou cópias de seus contratos

Kanye West fez várias críticas à indústria musical e o controle sobre as músicas de cantores, em especial negros

Kanye West fez várias críticas à indústria musical e o controle sobre as músicas de cantores, em especial negros Foto: REUTERS / Mario Anzuoni

O rapper Kanye West chamou atenção novamente no Twitter nesta quarta-feira, 16, depois de realizar uma série de publicações na rede social criticando a indústria musical. Em um dos posts ele aparece se filmando enquanto faz xixi em um dos prêmios Grammy que ganhou.

“Eu sei que muitos músicos não têm permissão de falar alguma coisa, mas eu não posso ser silenciado ou cancelado então eu vou dizer tudo como sempre”, disse o rapper de manhã.  Ele chegou a classificar o controle das gravadoras musicais sobre as músicas dos artistas uma forma de "escravidão moderna".

Kanye então fez várias publicações criticando a baixa remuneração que músicos recebem em seus contratos com gravadoras: “nós ficamos confortáveis em não ter o que merecemos. Eles nos deixam ter pouco dinheiro das turnês”.

Ele criticou em especial a falta de controle dos cantores das gravações originais de suas músicas, e disse que a situação é pior com cantores negros. “Não existe NBA ou indústria musical sem negros. Contratos justos importam, propriedade [das gravações] importa”, disse ele.

O artista então publicou cópias de todos os seus dez contratos com a gravadora Universal Music, e destacou que a empresa não informa o valor de suas gravações originais porque “sabe que eu poderia comprá-los”. O cantor disse que quer comprar os direitos pelas suas gravações originais, para que seus filhos possam ter controle delas.

Ainda criticando a indústria musical, Kanye publicou um vídeo em que aparece urinando em uma de suas estatuetas do prêmio Grammy, um dos mais importantes da música. Ao longo de sua carreira, o rapper ganhou a premiação 21 vezes. Na publicação, ele disse que "não irei parar". 

Apoio nas redes

Enquanto West compartilhava suas críticas no Twitter, diversos usuários compartilharam e comentaram as publicações do rapper, destacando a importância da crítica dele e que ela já havia sido feita por outros cantores, como Nicki Minaj, Katy Perry, Lady Gaga e até Taylor Swift, com quem Kanye teve algumas polêmicas nos últimos anos.

Taylor, por exemplo, perdeu os direitos dos seus primeiros álbuns depois de mudar de gravadora, já que a gravadora anterior continuou com o controle das gravações. Em abril de 2020 a gravadora, Big Machine Label Group, disse que iria relançar algumas gravações da cantora, que classificou a ação como "ganância descarada".

Confira alguns comentários nas redes sociais:

Kanye West e bipolaridade

Essa não é a primeira vez que Kanye acaba gerando repercussão depois de fazer dezenas de posts no Twitter com poucos minutos de diferença. Depois de um desses episódios, a esposa do cantor, Kim Kardashian, disse que Kanye tem transtorno bipolar, e pediu compaixão com o marido.

“Como muitos de vocês sabem, Kanye tem transtorno bipolar", escreveu Kim, destacando que o marido é uma "pessoa brilhante, mas complicada". À época, Kanye disse que a família estaria tentando interná-lo em uma instituição psiquiátrica, mas pediu desculpas para Kim pelas publicações.

Atualmente, Kanye lançou sua candidatura para a presidência dos Estados Unidos, concorrendo de forma independente. Ele conseguiu reunir assinaturas e recursos para ter o nome na cédula de votação em apenas alguns estados do país, já que cada um possue regras e prazos específicos para a inscrição de candidatos.

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais