Ex-namorada de Marcelo Rezende diz que vai brigar por pensão

Redação - O Estado de S.Paulo

'Eu tenho uma filha e vou pensar em mim, eu vou brigar por meus direitos', disse Lu Lacerda, que relatou estar desempregada

Lu Lacerda e Marcelo Rezende. 

Lu Lacerda e Marcelo Rezende.  Foto: Instagram/@marcelorezende.oficial

Nesta quinta-feira, 14, o Fofocalizando exibiu uma entrevista com Lu Lacerda, ex-namorada de Marcelo Rezende, na qual ela falou que está desempregada e que vai lutar para ter direito à pensão ou a herança. Rezende morreu no dia 16 de setembro após lutar por quatro meses contra um câncer no pâncreas

"Ninguém sabe o que eu vivi com o Marcelo. Eu morei com o Marcelo e estava com ele em tempo integral", disse Lu, que parou de trabalhar para cuidar de Rezende em tempo integral em seus últimos meses de vida, a pedido dele.

Ela não confirmou, porém, se vai entrar na Justiça para lutar pelo dinheiro. "Hoje, eu estou pensando em mim, eu tenho uma filha e vou pensar em mim, eu vou brigar por meus direitos", disse Lu. De acordo com Leo Dias, ela está pensando em pedir uma pensão provisória, de um ano, até conseguir um emprego e se reestabelecer.

Lu ainda falou que, desde que Rezende foi internado, os filhos do jornalista cortaram o contato com ela.

Apresentador lutou contra o câncer por 4 meses. O apresentador Marcelo Rezende, que vinha lutando contra um câncer no pâncreas, morreu aos 65 anos às 17h45 do dia 16 de setembro, no Hospital Moriah, em São Paulo.

Após ter iniciado sua carreira como repórter esportivo na mídia impressa, teve experiência marcante como jornalista investigativo. Foi de Rezende a reportagem veiculada no dia 31 de março de 1997 pelo Jornal Nacional, da TV Globo, que revelou o caso da Favela Naval, em Diadema. A reportagem mostrou sessões de tortura, espancamento e fuzilamento durante abordagens de policiais militares na periferia da cidade do ABC paulista. 

O jornalista também atuou como apresentador do programa Linha Direta, da TV Globo, ao fim da década de 1990. Em seguida, acumulou passagens por RedeTV!, Bandeirantes e Record TV, última emissora na qual trabalhou e onde comandava o telejornal Cidade Alerta

Na televisão, Rezende ficou conhecido por seus bordões, o principal deles é o “corta pra mim”.