'Muito difícil': Roberto Justus relembra dia em que 'foi demitido' em 'O Aprendiz'

Redação - O Estado de S.Paulo

Apresentador também afirmou se considerar melhor que João Doria e Donald Trump à frente do reality show

Roberto Justus no reality 'O Aprendiz' em 2014.

Roberto Justus no reality 'O Aprendiz' em 2014. Foto: Edu Moraes / Record TV / Divulgação

O apresentador Roberto Justus relembrou o dia em que "foi demitido" de seu próprio programa, O Aprendiz, por um participante. Segundo ele, tratou-se de um dos momentos mais difíceis que passou à frente do programa.

Questionado se "teve alguma demissão que foi muito difícil de fazer?", Justus comentou sobre participantes que tinham potencial, mas precisaram ser mandados embora, mas ressaltou uma em especial.

"Teve uma, particularmente, do sujeito que me demitiu. Foi muito difícil dar a volta por cima dele. Eu tinha uma chance ali para 'virar'", afirmou em entrevista ao canal de YouTube Pingue-Pongue com Bonfá.

"Acho que consegui virar bem o jogo pra cima dele, mas foi muito complicado. Nem lembro o nome dele, mas foi difícil."

'Você está demitido da minha vida'

O episódio ocorreu em agosto de 2006, durante a 3ª temporada de O Aprendiz. Na ocasião, o participante Peter Collins se recusou a fazer parte da reunião final, que definiria o eliminado do programa, e fez um discurso para cima de Justus que virou notícia.

"Eu só tive uma empresa até hoje - e ela se chama 'Minha Vida'. Quando todos nós decidimos fazer parte do Aprendiz, cada um fez um compromisso com o programa, com você. Eu sinceramente não entendo muito bem o que o programa tá buscando. Me vem a dúvida de vez em quando", disse Peter, após interromper o apresentador.

VEJA TAMBÉM: Machado, agressão e amigo do diretor: relembre expulsões em reality shows brasileiros

Reprodução de 'Fazenda de Verão' (2012) / Record TV | Reprodução de 'Big Brother Brasil 17' (2017) / Globo | Reprodução de 'Big Brother Brasil 7' (2007) / Globo
Ver Galeria 8

8 imagens

"Me considero presidente da minha vida, e te falo de coração: você como CEO tá demitido da minha vida, Roberto."

Na sequência, Justus ficou irritado e lhe deu uma bronca: "Você já falou, agora falo eu. Quem é o presidente da minha vida e o presidente dessa sala sou eu. Deixei você falar, fui íntegro com você, agora você vai ouvir."

"Você assinou um contrato em que você ia obedecer a estrutura desse programa, você prova mais uma vez pra todos nós que não é capaz de obedecer pelo menos regras assinadas em um contrato de negócio."

Confira a íntegra do momento abaixo:

Comparações com Doria e Trump

Justus também foi questionado sobre quem apresentou melhor o formato do programa no Brasil, ele ou João Doria, governador eleito de São Paulo, que apresentou duas temporadas da atração.

"Acho que fui eu. O João é um cara muito inteligente, não é a toa que chegou agora de prefeito a governador. Porém, para esse programa, tem que ter um pouco mais de estômago duro", opinou.

Sobre o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que também já apresentou a versão norte-americana da atração, contou: "Acho que ele faz bem, mas às vezes considero ele um pouco fraco de conteúdo, de argumento. Alguns programas que assisti dele, eu não teria falado do jeito que ele falou e, modestia à parte, teria feito melhor em algumas situações que vi ele fazer."

"Acho que o Donald não é um sujeito hiperculto. Ele é muito esperto, inteligente, um tubarão dos negócios. Mas não é um cara com tanto conteúdo quanto deveria ter, sempre repete as mesmas frases, é um cara muito óbvio."

Confira a íntegra da entrevista com Roberto Justus abaixo: