'Fico nervosa pelas besteiras que ele tem falado', desabafa Patrícia Abravanel sobre Silvio Santos

Redação - O Estado de S.Paulo

Gravação do programa 'Lady Night' aconteceu antes da polêmica no Teleton envolvendo Claudia Leitte e o dono do SBT

Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos, durante programa 'Lady Night', no Multishow.

Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos, durante programa 'Lady Night', no Multishow. Foto: Reprodução/Multishow

Em um clima descontraído, Tatá Werneck recebeu Patrícia Abravanel no programa Lady Night, no Multishow. A filha de Silvio Santos contou sobre a relação com o pai, a criação e o convívio no SBT.

"Ele era bem durão, disciplinador. Não era essa coisa assim, que você vê na televisão, onde tudo pode. A gente foi bem... diria super protegida, até demais", contou.

Tatá perguntou se Patrícia fica nervosa ao gravar programas com o pai. "Fico mais nervosa pelas besteiras que ele tem falado. Ele anda assim...", confessou Patrícia, sem concluir o pensamento.

No último sábado, 10, durante edição do Teleton, Silvio Santos negou dar um abraço na cantora Claudia Leitte por temer ficar 'excitado'. No dia seguinte, a cantora declarou, nas redes sociais, que se sentiu constrangida.

Durante o programa Lady Night, Patrícia Abravanel relembrou que o pai sempre participou da vida das filhas e se intromete, segundo ela, 'de um jeito bom'. "Ele dá conselhos sábios, que fazem a gente tomar boas decisões", disse.

Tatá Werneck fez uma série de perguntas diretas a Patrícia no quadro 'Isso o SBT não mostra'. "Você recebia mesada por aviãozinho?", questionou a apresentadora, fazendo uma alusão ao programa Topa Tudo por Dinheiro, em que o dono do SBT jogava notas de dinheiro em formato de avião. "Não", respondeu Patrícia.

Tatá também quis saber coisas íntimas da família Abravanel, como se Silvio Santos anda de cueca pela casa. "Quando ele fazia esteira, tinha uma 'cuequinha' para segurar 'as partes' e aí ele saia com as cuecas que seguravam as partes", revelou, arrancou risos da plateia.

Sobre a infância 'abastada', Patrícia disse que o empresário segurava o dinheiro. "Meu pai conseguia não dar as coisas pra gente", disse.

Assista ao vídeo: