Maurício Mattar é internado após sofrer enfarte; quadro é estável

Ludimila Honorato - O Estado de S.Paulo

Cantor deu entrada na UTI do Hospital Estadual de Bauru na madrugada desta segunda-feira

O cantor e compositor Maurício Mattar em novembro de 2016

O cantor e compositor Maurício Mattar em novembro de 2016 Foto: Christina Rufatto/Estadão

O cantor e ator Maurício Mattar, de 55 anos, foi internado no Hospital Estadual de Bauru, interior de São Paulo, após sofrer um enfarte na madrugada desta segunda-feira, 16. Na tarde de hoje, ele foi transferido para o Hospital das Clínicas de Botucatu.

Segundo informações do primeiro centro médico, o compositor deu entrada na unidade de terapia intensiva (UTI) por volta de 3h30.

O artista foi avaliado pela equipe médica e, com quadro estável e consciente, foi transferido às 12h30 ao Hospital das Clínicas de Botucatu, onde passará por tratamento cardiológico.

Em contato com o segundo hospital, às 13h35, a reportagem foi informada que o cantor ainda não havia chegado à unidade. O E+ ainda tenta contato com a assessoria do compositor. Antes de passar pelos dois centros médicos, Mattar já tinha sido atendido na Unidade de Pronto Atendimento Geisel, em Bauru.

Procurada pelo E+, a produtora do ator enviou o seguinte comunicado:

"Maurício Mattar se sentiu mal neste Domingo, em Bauru, depois de um 'pico' de pressão. Teve diagnóstico de infarto, foi atendido, medicado e monitorado no Hospital de Bauru. Nesta segunda-feira, de manhã, foi transferido à Unidade Coronariana do Hospital das Clínicas de Botucatu, onde foi submetido a um cateterismo que detectou uma pequena obstrução,  mas nada grave, não sendo necessária nenhuma cirurgia, apenas mudanças de hábitos. Boa Notícia!"

Leia abaixo, na íntegra, o comunicado do Hospital Estadual de Bauru:

"Com a expressa autorização do paciente, o Hospital Estadual de Bauru (HEB) informa que o ator Maurício Mattar Kirk de Souza, 55, deu entrada na UTI da unidade às 3h27 de 16/12/2019, por infarto, vindo da UPA Geisel. O paciente, avaliado pela equipe médica da instituição do HEB, está consciente e estável e foi transferido às 12h30 desta segunda, 16, para o Hospital das Clínicas de Botucatu da Faculdade de Medicina da Unesp para tratamento cardiológico."

Entenda o enfarte

As doenças cardiovasculares são as que mais matam homens e mulheres ao redor do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 17,9 milhões de pessoas morrem todos os anos devido a alguma complicação cardíaca ou de vasos sanguíneos — o equivalente a 31% de todas as mortes mundiais. O enfarte é um dos principais motivos de óbito e ocorre devido ao entupimento das artérias responsáveis por levar sangue para o coração.

Sem a passagem de sangue, o órgão sofre também com a falta de oxigênio, o que provoca a morte das células naquela região. A principal causa de enfarte é a aterosclerose, doença caracterizada pelo acúmulo de gordura, colesterol e outras substâncias no interior das artérias coronárias. Quando alguma dessas placas obstrutivas se rompe, forma-se um coágulo e há interrupção do fluxo sanguíneo.

Causas do enfarte

Os fatores de risco para a ocorrência de um enfarte são variados, mas os principais são tabagismo, colesterol alto, hipertensão, obesidade, dieta inadequada, estresse e diabete. Fatores genéticos também podem contribuir.

Sintomas do enfarte

O sintoma clássico de um enfarte é desconforto ou dor forte no peitoral que se espalha para rosto, costas e braço esquerdo. Nas mulheres, os sinais são mais discretos e, em alguns casos, diferentes, como dor de estômago. Entenda melhor aqui.

Essa dor no peito costuma ser intensa, durar bastate tempo e vir acompanhada da sensação de peso ou aperto sobre o tórax. Pode haver ainda suor frio, palidez, falta de ar e sensação de desmaio.

Prevenção do enfarte

A principal recomendação dos especialistas é manter uma vida saudável, com alimentação balanceada, prática de exercícios físicos e interrupção de hábitos nocivos, como alcoolismo e tabagismo. Esse estilo de vida previne o enfarte e outras doenças que podem levar ao quadro.

* Atualizada às 18h14 de 16 de dezembro de 2019.