Justiça manda Facebook excluir publicações contra atriz que ofendeu beneficiários do Bolsa Família

Redação - O Estado de S.Paulo

Em 2016, Alexia Dechamps falou contra os nordestinos: 'Calem a boca que nós já pagamos o Bolsa Família de vocês', o que gerou posts a acusando de racismo e xenofobia

A atriz Alexia Dechamps. 

A atriz Alexia Dechamps.  Foto: Instagram/@alexiadechamps

Em outubro de 2016, a atriz Alexia Dechamps foi chamada de racista nas redes sociais após dizer que "pagava o Bolsa Família" de nordestinos durante uma audiência pública na Câmara dos Deputados que discutia a proibição da vaquejada. A fala gerou vídeos e comentários críticos no Facebook e então a atriz processou a rede sociais – e, recentemente, teve sua primeira vitória.

Há uma semana, o juiz Ledir Dias de Araújo, da 13ª Vara Cível do Rio de Janeiro, decidiu que o Facebook deve tirar do ar imediatamente seis publicações que ofendem Alexia, nas quais ela é chamada de "racista, xenofóbica e drogada". A cada dia que o Facebook descumprir a ordem, deve pagar uma multa de R$ 5 mil.

Cinco dos vídeos são do deputado Pedro Vilela (PSDB-AL), que discutiu com a atriz ainda durante a sessão na Câmara. Outro vídeo é da página Na Política e na Rua, em que um homem chamado Oliver Brasil acusa Alexia de racismo, xenofobia e ainda fala que ela é drogada, enquanto defende a prática da vaquejada.

A decisão foi proferida no dia 26 de julho e o juiz deu prazo de 48 horas para o Facebook cumprir, porém, até esta terça-feira, 7, todas as publicações ainda estavam no ar. De acordo com a assessoria, o Facebook ainda não foi notificado da decisão.