Tem o Sarau Irreverência ou Morte, homenageando Hilda Hilst. Tem Jazz Poetry, com o poeta convidado Ademir Assunção. Tem show de Giliane & Gusmão. Tem Bezão e o Folk na Kombi. Tem CiriloAmém na Boutique Vintage. Tem Cordeirovich & Vladinski no Casarão. Tem Carol Naine (com Blubell) no ceu Butantã. Tem lançamento do Lulalivre/Lulalivro. Tem peça, stand-up, clipe, expo, baile, festa e etc & tal. Tem tem tem… tem sarau, luau e o escambau.

 

… … …

IRREVERÊNCIA OU MORTE

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 19h30 … Sarau Irreverência ou Morte … Encontro poético festeja e homenageia vida, obra e legado irreverente da poeta Hilda Hilst. Com curadoria de Rubens Jardim e Carolina Montone, participam do evento mais de 20 escritores e admiradores de HH, com trajetórias marcantes na literatura paulista e brasileira como Beth Brait , Betty Vidigal , Celso de Alencar, César Augusto Carvalho, Claudio Laureatti, Daniel Perroni Rato, Hamilton Faria, Paula Valéria Andrade, Fabiano Fernandes Garcez, Graziela Brum, Pedro Tostes e Luiza Silva Oliveira, entre outros. Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40, na Vila Madalena.

MULHERES POETAS – VOLUME 2 >>> E por falar em Rubens Jardim, comunico que já está disponível na net o segundo volume (de três) do livro ‘As Mulheres Poetas‘, um brilhante levantamento da poesia feminina nacional realizado pelo poeta Rubão, como ele é conhecido (o primeiro volume você encontra aqui). Com apresentação de Wanda Monteiro, reúne 133 poetas, de Maria Luiza Ribeiro (1954) até Claudia Schroeder (1973). Clique, leia ou baixe. É gratuito: https://issuu.com/rubensjardim/docs/livro_mulheres_poetas_volume_2 

 

… … …

CORDEIROVICH & VLADINSKI
NO CASARÃO DE VILA GUILHERME

… … …

DOMINGO – 5 de agosto – 16h30 … Cordeirovich e Vladinski + Livro e Teatro … O escritor J. Cordeirovich lança o livro “Pulsares, Cênicos e Poéticos“, com poemas, peças, pensatas e comentários sobre suas experiências poéticas, teatrais e musicais na periférica Vila Maria dos anos 1970. Deise Capelozza, Cida Sarraf e João Manoel Augusto realizam leitura dramática de um trecho do livro. A dupla Vladinski & Cordeirovich faz pocket-show de mpb autoral e também interpreta músicas dos compositores da região: Pedro Lua, Luiz Carlos Afonso, Glen Martins, José Carlos Guerreiro e Lé Dantas. Participação de Dan Grasso. No Casarão da Vila Guilherme, na praça Oscar da Silva, 110. Entrada franca.

A RESPEITO DE JOSÉ CARLOS CORDEIRO >>> Eu e o Cordeiro hoje somos da mesma idade. Mas, na adolescência, 3 ou 4 anos fazem uma bela (ou espinhosa) diferença. Eu, com meus 16 ou 17 ainda não o conhecia. Só de vista, do páteo do colégio, porque ele era da turma do meu irmão Luiz. Um dia a professora de português elogiou e leu uma redação dele na minha sala. Eu lembro que ele subvertia a linguagem e já usava vários recursos de estilo: versos no meio da prosa, onomatopeias, reiteração de palavras, citações de Oswald, apropriações de Mario & Macunaíma… O cara era incrível mesmo, cheio das ideias. Certa noite, eu tomei coragem e conversei com ele numa festa na casa do Poty. Lembro que estava lá com o meu amigo Valmir Perea. E que tomei umas cachaças a mais e falei um monte de besteiras sobre política e arte (não é Val?). Dei minhas opiniões “sobre isso e aquilo, coisas que nóis não entende nada”, como cravou o grande Adoniran. Mas, fiquei feliz por trocar umas ideias com ‘o cara’. Ele, gentil, ouviu as abobrinhas do bebunzinho com respeito e paciência. Me senti importante. Depois o acompanhei no teatro, dirigindo o Grupo Gesto, na linda montagem do espetáculo ‘Um Pé na Dança Outro na Fala“. A seguir, o cara gravou um disco independente, “Brincadeira Manhã“, com Lé Dantas. Eu admirava as canções e suas performances nos palcos (teatros, feiras, festivais). Tinha (e mantém) a desinibição dos que sabem que têm algo a dizer. É um show-man. Mais tarde, vieram os ‘Bar Noir‘ no Leão XIII, espécie de sarau, abrindo espaço a vários artistas. Vieram os vídeos de suas peças (com Deise e Vladi, na Bentevideo). Vieram os livros de poesia. Vieram novas canções e cds, agora em parceria com Vladinski (e com meu irmão). O cara atravessou as décadas produzindo. O velho menino Cordeirovich que deu a maior força ao ‘nosso futebol’ (mesmo sem jogar) e a este blog (que ele me dá a honra de ler). E que impulsiona, desde o começo, o Sarau da Maria. Que faz a crítica do movimento e comparece pra ajudar. Que fala da turma da Vila como se a gente fosse o Clube da Esquina. Por ele, creio que seria. Ele queria. Ele cria. Ele fez por onde. E continua fazendo a sua parte. Recentemente criou o projeto #issoéoquemove, juntando arte, amizade e muito love. Sempre criando, sempre cantando e escrevendo. Meu amigo Cordeiro, daquela incrível redação que eu continuo lendo.

 

 

… … …

CIRILOAMÉM NO
BOUTIQUE VINTAGE

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 19h … Cirilo Amém – no Boutique Vintage … Excelente banda da ZL, com influências de rock, psicodelia e mpb, apresenta repertório autoral e alguns ‘clássicos lados b’. É formada por Rafael Cirilo (violão, voz), Katia Aqkino (voz) Sergio Basseti (baixo), Telo Ferreira (bateria) e Felipe Cirilo (guitarra). Vai lá que é bom. Na rua padre Adelino, 949. Discotecagem de Apache Forte Seletores.

 

… … …

CINCO SINGLES LANÇADOS
NESTA SEMANA. CONFIRA: 

… … …

Solidão Vira Revolta” é o primeiro single do Obinrin Trio, formado por Elis Menezes, Lana Lopes e Raíssa Lopes. Também com clipe, a música (composta por elas) denuncia o racismo e o extermínio da juventude negra brasileira:
‘Abaixa o farol, vem bem na surdina
olhos no céu, já começo a rezar
Se eles me param
Posso hoje não voltar

Se não me forjam os papelotes
Me mandam pra vala
Quanto é que vale a vida de um preto pra você
Aqui é resistência seguida de morte
Estou na mira Sorte se me prender

O dedo apertou, a bala acertou
A mãe do menino chorou
Solidão vira revolta
O morro levantou, o dia clareou
Mas hoje o pretin não volta
Solidão vira revolta

É tanta crueldade, nem pensam do destino
Idade maior, menor, penal
Nem separa os homem dos menino
Nem separam menina de mulher
Nem advogado de chofer
Nem professor de catador
Mas todos tem a mesma cor’

Nenhum Direito a Menos” é uma canção do novo disco de Paulinho Moska, ‘Beleza e Medo‘, a ser lançado no dia 3 de agosto. A letra é do poeta e ativista Carlos Rennó:
‘Nesse país em que se vende por ganância
Direito à vida, à juventude, e à infância
Direito à terra, ao aborto e à floresta
À liberdade, ao protesto, ao que nos resta
Eu grito: Fora! Esses homens tão pequenos
De interesses grandes como seus terrenos
Não quero mais nenhum direito a menos’

À Deriva” é o primeiro single da cantora e compositora Marília Calderón, artista que costuma se apresentar pelas ruas e em vagões de metrô de éssepê:
‘quero escoar escorrer
entre os mares da gente
enfrentar as frentes opostas das guerras vigentes
quero a viagem entre o cais e a miragem
receber atenta o vento e a coragem
contrariar a corrente
nadar à deriva’

Rhaissa Bittar (cantora de quem já falei aqui) lançou o single de ‘Velhas Sílabas‘, bela canção de Filipe Trielli, cuja letra revela ‘um amor em crise, um par de velhas sílabas e um fim ambíguo’:
‘mas como vou falar da vida
se os poetas, os floristas,
astronautas, beletristas,
loucos, sadomasoquistas,
tanta gente mais inteligente do que eu
não conseguiu falar’

Décimas para Violetas e Margaridas‘ é o novo single da cantora e compositora Kátya Teixeira (idealizadora e organizadora do Projeto Dandô). Retrata a presença da mulher, do campo às grandes metrópoles, a partir de uma releitura do poeta Paulo Nunes para o tema ‘Violetas e Margaridas‘. A música é parceria de Kátya, Paulo e Eva Parmenter:
‘cada menina que nasce
(cada menina que é morta)
tecem estrelas num manto,
assim destecem seu medo,
mais plantam, lutam e cantam
pro amor acordar mais cedo’

 

 

 

… … …

MINHAS ANDANÇAS
PELOS SARAUS

… … …

SÁBADO, NA CARAUARI >>>  E rolou na mercearia da praça Carauari a 46º edição do Sarau dos Conversadores, organizado pela dupla Cacá Mendes e Edson Tobinaga (com assessoria de Silvia Maria Ribeiro, que tem feito um belo trabalho ao aproximar artistas de diversos saraus). Clima legal, encontro de amigos e criadores talentosos: Claire Feliz Regina, Edmilson Felipe, Fernando Vasqs, Kita & Giadas, Edmilson Souza e Carlos Ildefonso, entre outros. Teve expo dos desenhos e quadros de Anderson Novais e dos belos colares e aneis de João Emílio Castro. Eu fui lá curtir e também participei (ouça a minha ‘Barbárie Moderna‘). Veja as fotos do sarau (acima) e saiba mais clicando aqui.

 

DOMINGO, NO CASARÃO >>> No nosso superdomingão sem futebol nem Faustão, rolou a edição especial do Sarau da Maria no Casarão da Vila Guilherme. Convidados pelo administrador cultural do local, o também poeta Juninho Sendro (valeu Juninho! obrigado pelo espaço e pela recepção carinhosa), estivemos lá eu e minhas queridas ‘Marias’: Deise, Selma, Mari, Lalá e Verônica, entre outras e outros colaboradores que já são ‘de casa’. Foi um sarau maravilhoso, com emocionantes performances. Célia, PC Luz e Luiz, da turma de Santos, Sacha, Luka, Seh, Selma e Tião Baia, de São Miguel, Zé Paulo Guerreiro, Oswhaldo Rosa, Vasqs, Amabilidade, Vopo, Grupo Amor, Clayton de Souza, Chero da Poesia, Cirilo & Kátia, Vladinski & Cordeirovich, Marcio Policastro, Volt, Bandalheira e muitos outros. É até chato citar só alguns. Nessas horas a gente sente a força do trabalho coletivo, a beleza da diversidade e a alegria de participar de um movimento que inspira os corações e ilumina as mentes. A gente sai de lá muito feliz. Não posso deixar de destacar, ao menos, a apresentação emocionante da dupla Som da Estrada, formada por Giliane Meireles & Valter Gusmão (acompanhados por Ricardo Felix) que fez um impecável show de encerramento. Não bastasse a beleza melódica de algumas canções de Gusmão, a interpretação de Giliane marejou meus olhos em vários momentos. Todos sabemos que ela é uma cantora excepcional. Mas, nessa noite, amigos, ela esteve simplesmente perfeita. Quem viu, viu. Eu vi, me comovi e agradeço a eles por me ofertarem esse momento mágico. Clique aqui para curtir todas as fotos do mestre Moacir Barbosa (os closes, as panorâmicas, as p&b e as coloridas. O cara é craque!).

 

… … …

LULALIVRE – LULALIVRO

… … …

Neste blog dos saraus, a cultura vem na frente e puxa os vagões das mil e uma discussões. Entre elas, as questões estritamente políticas não podem ser ignoradas. Elas dominam os bate-papos nos eventos culturais e impõem posicionamentos aos coletivos que os organizam. O que ouço e capto em minhas andanças pelos saraus é que há, sim, a opinião geral de que o País foi vitimado por um golpe jurídico e parlamentar (com apoio da grande mídia), perpetrado por grupos políticos supostamente ‘indignados com a corrupção’. Esta mesma que virou ‘tema’ da programação da Globo, por exemplo. Claro que ninguém vai mandar um vídeo se dizendo favorável à corrupção. Mas sabemos o quanto ela está arraigada em todos os setores da vida nacional e se nota em pequenas atitudes cotidianas, das multas no trânsito à sonegação de impostos ou às vantagens em compra de materiais em qualquer empresa, assim como nas fraudes em licitações e em todas as campanhas dos partidos. Entre políticos e empresários, nunca foi diferente. Não tenho provas e não acuso ninguém, mas quem me lê entende perfeitamente o que estou falando, pois sabe que é verdade. Essa introdução é pra dizer que não sou petista e nunca fiz aqui a defesa de nenhum partido ou político. Mas me parece claro e cristalino que a prisão de Lula é um ato político, sim, gestado lentamente por aqueles que não conseguiram ’emplacar nenhum candidato’ e não desperdiçaram a chance de afastar o favorito da população, jogando o País num abismo e, irresponsavelmente, dando margem a que preconceituosos e descerebrados como Bolsonaro se apresentem como salvadores da pátria.

O ATO >>> No sábado passado (28 de julho), um movimento popular, organizado por artistas e intelectuais reconhecidos e aclamados no mundo inteiro, realizou um ato público, no Rio, pedindo a libertação de Lula e condenando a seletividade e a parcialidade política nos julgamentos do STF (no vídeo, Chico Buarque e Gilberto Gil interpretam ‘Cálice’). Reuniu milhares de pessoas sem que isso tenha sido sequer noticiado por grandes jornais ou emissoras de rádio e tevê (noticiado, apenas; já nem digo ‘apoiado’, como vimos acontecer por ocasião dos atos pró-impeachment de Dilma). Isto é ou não é um conluio empresarial que direciona o processo político e torna inútil qualquer escolha popular nas tais ‘eleições livres’?

O LIVRO >>> Em resposta a isso tudo, 86 escritores e cartunistas brasileiros de todas as regiões do País reivindicam o ‘restabelecimento da democracia no Brasil’ e a liberdade de Lula, através de textos (poemas, crônicas, cartas, manifestos), cartuns, fotos, discursos e haicais. No livro ‘Lulalivre/Lulalivro‘ (sem fins lucrativos) estão artistas e intelectuais acima de qualquer suspeita como Aldir Blanc, Alice Ruiz, Augusto de Campos, Carlos Rennó, Chico Buarque, Chico César, Frei Betto, Gero Camilo, Glauco Mattoso, Laerte, Raduan Nassar, Roberta Estrela D’Alva e Xico Sá. Estão escritores e músicos participantes de saraus e promotores de eventos culturais diversos como Ademir Assunção, Rubens Jardim, Edvaldo Santana, Adriane Garcia, Ferrez, Jotabê Medeiros, Lau Siqueira, Lucas Afonso, Marcelino Freire, Marcia Barbieri, Paulo César de Carvalho, Sergio Fantini, Carlos Moreira e Sergio Vaz (clique na capa e leia todos os nomes). O livro será lançado em no dia 11/8 (sábado) em Curitiba, na Vigília Lula Livre, a partir das 9h da manhã. E no dia 13/8 (segunda-feira), no Teatro Oficina, em SP, a partir das 20h.

Segundo os premiados escritores Ademir Assunção e Marcelino Freire (nas fotos acima), organizadores do livro Lula Livre/Lula Livro, a publicação manifesta “o inconformismo com o processo que aprisionou Lula. Um processo travestido com togas cheias de furos e remendos, simulação grosseira dos ritos legais que deveriam nortear a Justiça e que obedece a um objetivo calculado: eliminar da disputa presidencial de 2018 o candidato com mais chances de vitória”. Acesse aqui a versão digital. O poema-visual de abertura da matéria é de Augusto de Campos, e consta do livro, assim como este texto de Aldir Blanc:

ALDIR BLANC >>> “Não entendo a prisão do Lula, a não ser como mais um golpe dentro do golpe. Parece que virão outros. Como Lula pode pegar pena maior que Mamaluf, o maior LADRÃO do Brasil, em casa, mergulhado em sua piscina do Tio Patinhas ao lado de um chôpis e dois pastel?
Os juízes de Porto Alegre são pobres, pífios, com o agravante de serem ligados ao samurai Fugiro (em homenagem aos que escaparam do escândalo Banestado, 19 bilhões de dólares, nenhum preso) Tukanomoro, não chegam às meias de Faoro ou Sobral Pinto, Dallari, entre outros.
Negar visitas é abuso de podres poderes.
Enquanto Temereca, Elizeu Quadrilha, Moreira Angorá, os bandidos todos, FHC pedindo “o de sempre” ao Odebrecht, a justi$a, que deixou escapar Aócio, o Mineirinho, não merece crédito.
Por isso, Lula LIVRE ou vivemos já num estado de exceção”.

 

… … …

JAZZ POETRY,
TERCEIRA EDIÇÃO

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Jazz Poetry … Evento mensal em que um grupo de escritores lê seus textos ao som de jazz (eles próprios escolhem as músicas). Com Marcelo Montenegro, Aline Bei, Carcarah, Carol Teixeira, Bruno Bandido, Lucas Mayor e Mario Bortolotto. No Teatro Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384. Ingressos a R$10. O escritor convidado desta edição é o poeta e letrista Ademir Assunção, autor do poema abaixo:

MICOSE NA PELE DO TEMPO
(segundo monólogo interior de Lili Maconha)

Há tempos o faquir polia as pontas dos pregos
com areia do Mojave.

Há tempos e dimensões perdidas
apenas esperando o momento certo da conexão.

Há o tempo lá fora, chuva de granizo,
fagulhas de fogos de artifício
e brumas que se movem.

Há o tempo dos estalidos distantes das estrelas.

E há o tempo do Aqui, esse templo da linguagem
que se enrola em frases-serpentes
enquanto escrevo

e que talvez continue traçando sinuosidades
muito tempo depois.

Mas de tempos em tempos
alguém estoura os miolos, alguém explode uma aeronave
alguém fecha o livro

e não o abre nunca mais.

 

 

… … …

QUEM MATOU MARIELLE?

… … …

MAIS UMA SEMANA SE PASSOU >>> Vários ‘suspeitos’ presos na semana passada. E… nada! Vocês acreditam que a polícia (num Rio de Janeiro sob intervenção militar) ainda não descobriu quem são os assassinos de Marielle Franco? Pois é. Ainda não. Já são quase cinco meses de impunidade. No dia 14 de março a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Protestos e manifestações contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos. As balas que a mataram também atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Queremos a resposta: quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

 

 

… … …

FORMAS BREVES – OFICINA DE
DRAMATURGIA – 8 ENCONTROS

… … …

TERÇAS-FEIRAS – a partir de 7 de agosto – das 19h às 21h … O ator, dramaturgo e diretor de teatro Lucas Mayor promove e ministra os oito encontros (ao lado de Marcos Gomes). Parte dos textos desenvolvidos na oficina farão parte do projeto ‘Quinta em Cena’, evento mensal que também acontece no Cemitério de Automóveis (rua Frei Caneca, 384), com encenação de peças curtas. Segundo Mayor, ‘a ideia é estudar somente peças curtas e alguns contos brevíssimos. Tô preparando uma brochura com textos de Silvia Gomez, Mário Bortolotto, Daniela Pereira de Carvalho, Renata Mizrahi, Julia Spadaccini, Leonardo Cortez, Jô Bilac, Lydia Davis, George Saunders, Raymond Carver, Julio Cortázar, David Foster Wallace e outros tantos’. Para mais informações, clique no cartaz.

 

 

… … …

3 BANDAS LEGAIS EM CAMPANHA
DE FINANCIAMENTO COLETIVO

… … …

CARCAJU >>> Banda formada por Rodrigo Passos (guitarra), Claudia Dantas (voz e composições), Felipe Rezende  (bateria),  Pedro Canales (baixo) e Ivan Liberato (violão e composições), foge da mesmice e mistura as harmonias ricas do violão de mpb a um som viajandão de guitarra de rock progressivo, com letras poéticas, ritmos variados e um espírito permanentemente conectado à inovação. Apoie, no Catarse, o projeto de financiamento do primeiro cd deles.

MEIA DÚZIA DE 3 OU 4 >>> Banda paulistana formada por Luisa Toller(voz, teclado, sanfona), Marcos Mesquita (baixo e voz), Mike Reuben (flauta, sax e voz), Pedro Prado (bateria), Sergio Wontroba (clarinete, sax e voz) e Thiago Melo (violão, cavaco e voz). O álbum já está disponível para download e em todas as plataformas streaming. Clique aqui e saiba mais sobre a campanha de financiamento para o lançamento do cd físico.

ANHANGABAHY >>> O trio formado por Rui Condeixa Xavier, Hévelin Gonçalves e Wady Issa Fernandes gravou seu primeiro cd ‘Sonhar é a Solução – Ao Vivo‘ e abriu campanha de crowdfunding (com comissão livre e metas múltiplas) para arrecadar fundos e mixar, editar e masterizar o material. Para colaborar e saber mais, entre aqui.

 

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Eis aqui a superagenda dos saraus para o seu findi, com fotos e vídeos (clique nas palavras azuladas para acessar links e nos cartazes para ampliar a imagem e ler detalhes). Acompanhe também as muitas opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 19h … Exposição “Teatro da Existência” – por Guilherme Kramer … Seleção de diferentes abordagens, materiais e formatos. Até 31 de agosto, na Art Lab Gallery, à rua Doutor Melo Alves, 369.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 19h … Sobrenome Liberdade … Na edição 85 do sarau, o capixaba Janio Silva lança seu livro “Bonde“, escrito em viagens no transporte coletivo, que se divide em dois capítulos: “Pequenos versos escritos em longas horas de viagem” e “grandes versos espremidos pelo horário de pico”. Os rappers da dupla Labirinto Insano (Mailliw e Caboco) fazem pocket-show e lançam o cd “Nunca foi Fácil“. No Relicário Rock Bar, à rua Manoel de Lima, 178.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 19h … Quinta Blues … O Carlos de Lucca Blue Trio apresenta clássicos de Carlos Santana, BB King, Amy Winehouse e até Nirvana. No Boutique Vintage Brechó e Bar, à rua Padre Adelino, 949.
… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 19h30 … Sarau Irreverência ou Morte … Encontro poético festeja e homenageia vida, obra e legado irreverente da poeta Hilda Hilst. Com curadoria de Rubens Jardim e Carolina Montone, participam mais de 20 escritores admiradores de HH, com trajetórias marcantes na literatura paulista e brasileira (clique no cartaz e saiba mais). Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40, na Vila Madalena.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 19h30 … Amigos pela Democracia: Música, causos e cachaça … Grupo de músicos participa de show com renda revertida ao Instituto São Paulo pela Democracia. Couvert R$10. No República Bar e Gastronomia, à rua Visconde de Itaboraí, 233.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h … Ocupação Clariô – no Ágora Teatro … Prossegue a celebração aos 10 anos de trajetória do premiado espetáculo Hospital da Gente. Nesta quinta, “O Auto do Negrinho” (Teatro do Terreiro Encantado) e na quinta que vem, show com as Clarianas. Ingressos a R$20. À rua Rui Barbosa, 672, na Bela Vista.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h30 … Quinta dos Infernos – Stand Up … Sexta edição tem apresentação de vários comediantes (clique no cartaz). Entrada R$15 (para quem confirmar presença pelo inbox). Na rua Coronel José Eusébio, 109.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Baile Fios de Choro – no Al Janiah … Quarteto de chorinho mistura outros ritmos da cultura popular a seus arranjos, composições e improvisações. Entrada R$10. Na rua Rui Barbosa, 269.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Izzy Gordon … Show de lançamento de ‘Pra Vida Inteira‘, quarto álbum da cantora, tem participação de Bocato e Tony Gordon. Na banda, Rogério Rochlitz, Gilberto De Syllos e Thiago Silva. No Sesc 24 de Maio, à rua 24 de maio, 109.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Mariane Claro – Teatro da Rotina … Cantora apresenta as canções do cd “Pra Não Esquecer” acompanhada pelo quarteto formado por Henrique Villas Boas (piano), Maurício Biazzi (baixo), Bruno Menegatti (violão e rabeca) e Guegué (percussão). Ingressos a R$40 e R$20. Na rua Augusta, 912.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Os Beneditos – nas Quintas dançantes do Komb Bar … Banda formada por Rafael Cirilo, Benedito Cardoso Rapé e Pithy Cajoneiro agita a noite da ZL. Na praça Miguel Ramos de Moura, 175. Entrada franca.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … BossaNova60 … Show do Sexteto Serau e da cantora Hilda Maria abordando o movimento que modernizou nossa música e apresentou ao mundo nomes como Tom, Vinícius e João Gilberto. Também no dia 9 de agosto. Ingressos R$20 e R$10. No Teatro Arthur Azevedo, à avenida Paes de Barros, 955, na Moóca.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h30 … Dagruta no Rasta Bier … Banda apresenta seu rock com influências de rap, reggae, música eletrônica e mpb. Com Victor Salgado (voz e guitarra), Denis Salgado (voz e guitarra) e Wilson Santos (bateria). Entrada R$5. Na rua Antônio Hélio de Azevedo Marques, 70, na Vila Inglesa.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 22h … Quinta de Forró no CCB com a Banda Sarrabulho, que une a tradição do tambor de crioula com o forró (entradas às 22h e meia-noite). No Centro Cultural Butantã, à av. Corifeu de Azevedo Marques, 1882.

… … …

QUINTA-FEIRA – 2 de agosto – 22h … Coco de Oyá encontra Um Tza Fanfarra … O trio de mulheres do Coco de Oyá e seus baianás, coco rural, ciranda e coco de roda encontra com o estilo festeiro e a celebração das “Balkan Brass Bands” da Um Tza Fanfarra. No Jai Club, à rua Vergueiro, 2676, na Vila Mariana.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 12h … Wellington Silva na Biblioteca Cassiano Ricardo … O jovem violonista Wellington Silva apresenta composições e arranjos para violão de sete cordas solista. Na av. Celso Garcia, 4200, no Tatuapé.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 18h … Casa de Cultura Sao Mateus apresenta Eduardo e Zona de Risco, No show de abertura, Armamentes. Na rua José Francisco dos Santos, 502.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 18hIvan Valle comemora niver tocando com músicos de vários trabalhos que já participou. Na Shake Baby Bar, à rua Ipanema, 70, em São Paulo.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 18h … Douglas Mam & os Famigerados … Banda se apresenta no Teatro Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 19h … Carol Naine no Ceu Butantã – participação Blubell … Cantora e compositora indicada ao Prêmio da Música Brasileira em 2017 apresenta o show “Qualquer pessoa além de nós” acompanhada pelo trio Alexandre Vianna, João Benjamin e Rafael Lourenço. Entrada franca. Na av. Eng. Heitor Antônio Eiras García, 1870, no Jardim Esmeralda.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 19h … Cirilo Amém – no Boutique Vintage … Banda tem influência de mpb, psicodelia e rock. É formada por Rafael Cirilo (violão, voz), Katia Aqkino (voz) Sergio Basseti (baixo), Telo Ferreira (bateria) e Felipe Cirilo (guitarra). Na rua padre Adelino, 949. Discotecagem de Apache Forte Seletores.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 19h30Projeto Som das Almas apresenta Banda Blues em Revista. Com Pedro Blues Boy (bateria), Limão (baixo), Halcsik (gaita) e Mr. Burin (guitarra). Na rua Coronel José Eusébio, 109.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 20h … Sandro Mendes toca o melhor do country rock e rockabilly no Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 20h … Trio Anhangabahy toca músicas do seu show ‘Sonhar é a Solução’. Na Galeria Crua, à rua Conselheiro Nébias, 1441.

… … …

SEXTA-FEIRA E SÁBADO – 3 e 4 de agosto – 20h30 … Eles Não Usam Black Tie … Clássico da dramaturgia nacional, de Gianfrancesco Guarnieri, tem montagem de formatura da Turma Yoná Magalhães da Escola Recriarte. Na rua Fradique Coutinho, 994.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 21h … Os cantores e compositores Juliano Gauche e Giovani Cidreira se apresentam na Casa Do Mancha, à rua Felipe de Alcaçova. Ingressos a R$20.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 21h … Folk na Kombi – DVD “Ao Vivo no Auditório Ibirapuera” … O Folk na Kombi (Bezão, Jonavo e Felipe Camara) lança seu segundo trabalho autoral, com participações de Zé Geraldo, Nô Stopa e Fernando Anitelli. Ingressos a R$30 e R$15. Na av. Pedro Álvares Cabral, Parque do Ibirapuera, Portão 2.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 21h … Branca Lescher – Teatro da Rotina … A cantora, compositora e poeta apresenta as canções autorais de seu segundo cd acompanhada por Sidney Ferraz (piano e arranjos), Fabio Bergamini (bateria), Paulo Pascali Jr (sax e flauta) e Felipe (baixo). Na rua Augusta, 912. Ingressos a R$40 e R$20.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 21h30 … Banda EntreLatinos apresenta repertório de clássicos e novidades da música lationamericana. Couvert R$12. No Bar Exquisito, à rua Bela Cintra, 532.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 22h30 … Banda Mayombe interpreta os clássicos do Buena Vista Social Club na Noite Latina do Centro Cultural Butantã. Entrada R$10 (até 23h). Na av. Corifeu de Azevedo Marques, 1882.

… … …

SEXTA-FEIRA – 3 de agosto – 23h … Trupe Chá de Boldo – no Mundo Pensante … Banda toca as canções de seu quarto disco Verso‘. A Trupe Chá de Boldo é formada por Ciça Góes, Felipe Botelho, Gustavo Cabelo, Gustavo Galo, Guto Nogueira, Julia Valiengo, Leila Pereira, Marcos Ferraz, Pedro Gongom, Rafael Werblowsky, Cuca Ferreira, Remi Chatain, Filipe Nader e Tomás Bastos. Ingressos de R$15 a R$25. Na rua Treze de Maio, 830.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 10h … Entrevista da ISSOO na Rádio Cidadã FM … Banda fala sobre seu primeiro cd “Sonhos Líquidos” no programa de Regina Antunes.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 11h … “1º Concurso de Música de Rua – Toca Aí” … Dez músicos tocam diante do público e dos jurados para tentar vaga na final. Depois, o cantor São Yantó se apresenta. No Pátio do Metrô São Bento.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 11h … Sarau Literário no Centro Histórico e Cultural Mackenzie … Lançamento de cinco antologias com a participação de diversos autores brasileiros. Na rua Maria Antônia, 307, Prédio 1 – Higienópolis.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 12h … Mulheres Negras Transformam o Mundo … Exibição do teaser ‘Feminismo Negro Contado em Primeira Pessoa – Parte 2’ e roda de conversa com Thainara Lima, Shirley Casa Verde e Mahu Lima. Com desfile, discotecagem e Sarau DasPrê. Na Livraria Africanidades, à rua Paulo Ravelli, 153.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 13h … Feijoada e rock and roll no niver da Patty com a banda True Rock. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 14h … Vem Pra Pindorama .. Festival de música chega à grande final (ver cartaz). Na Feeling, à rua Domingos de Morais, 1739. Ingressos a R$20 e R$30.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 14h30 … Sarau Selvagem Voz Ativa Pública … Evento em lugares públicos do Grupo Primitivos. Na rua da Praia, em frente a Praça da Alfandega, em Porto Alegre. Poesia, contra cultura e revolução. Entrada franca e participação livre.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 15h … Festival de Música Ceu Quinta do Sol apresenta três bandas com músicas próprias: Beatriz Villanova, Julia Sanchez e Themyscira. Na avenida Luiz Imparato.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 16h … Slam Função – edição de agosto … Para concorrer, inscreva 3 textos autorais de até 3 minutos de duração. Na Casa de Cultura Hip Hop Leste, à rua Sarah Kubitscheck, 165, na Cidade Tiradentes.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 16h … o Teatro Popular União e Olho Vivo recebe a Companhia Estudo de Cena em sua sede no Bom Retiro para uma apresentação do espetáculo ‘Guerras Desconhecidas‘. As cenas remetem a três guerras que não aparecem na história oficial de nosso País: a Guerra do Pau de Colher, a Guerra de São Bonifácio e a Guerra do Quintino Gatilheiro. Entrada franca. Na rua Newton Prado, 766.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 17h … Canto de Árvore/Lucina + Canções Velhas Para Embrulhar Peixes … Primeiro, o novo trabalho de Lucina, com participação do poeta arrudA. Depois (às 20h), show de Peri Pane & arrudA, com participação de Lucina. Ingressos a R$40 e R$20. No Centro da Música Carioca Artur da Távola, à rua Conde de Bonfim, 824, no Rio de Janeiro.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 19h … Show de hard core. Na sequência, show da Banda Jubarte. No Menino Muquito Bar, à av. Vila Ema, 5090.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 19h … Black Mantra convida Thaíde. Na Sala Olido, com entrada franca. Na av. São João, 473.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 19h … IIº Debate Performance Mater … Debate sobre manifestações literárias em contraste com abordagem mercadológica de produção artística. Com Evandro Rodrigues e Márcio Abecê (que lança o romance “Estado Bruto”). Mediação de Laercio Silva. Na Casa das Rosas, à av. Paulista, 37.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 19h30Pocket Show Illumik – Rock … Victor, Murilo, Abner e Lucas tocam pop/rock nacional e internacional. Couvert R$10. No Republica Bar e Gastronomia, à rua Visconde de Itaboraí, 233.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 20h … Cabaré JT … Espetáculo teatral e musical no Centro Cultural Butantã. Até 25 de agosto (só aos sábados).

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 20h … Som da estrada + Editora Fractal … Apresentação do Som da Estrada, duo formado por Giliane Meireles e Valter Gusmão (que se apresentaram domingo passado no Sarau da Maria – ver matéria, no alto). No local, feira de livros a preços promocionais. Entrada para o show R$15 (o acesso à feira é livre). No Gambalaia, à rua das Monções, 1018, em Santo André.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 20h … Zulu de Arrebatá apresenta o show ‘Cena de Cinema‘ em Mogi das Cruzes. Clique no cartaz.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 20h … Estúdio Veredas convida para show com o quarteto Parcialmente Nublado. Na rua Paulistânia, 232, no Sumarezinho.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 20h30 … Mora na Filosofia – Sarau Arte Canal … Poesia, música e teatro no sarau que tem por tema a filosofia (clique no cartaz). Na Aldeia Satélite – Espaço Cultural, à rua Tenente Luiz Fernando Lobo, 118.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 21h … Projeto Cultural “o Som Do Bando” ItineranteSebah de Assis faz pocket-show com as canções do cd “Idas e Vindas“. Depois, sarau com microfone aberto. No Espaço Cultural Rock Na Padoka, na Praça Waldemar Bassi, 78.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 21h … 100 anos Violeta Parra … O Grupo Palimpsesto homenageia a autora chilena apresentado suas músicas e mostrando sua influência na música latino-Americana. No Teatro UMC, à av. Imperatriz Leopoldina, 550. Ingressos a R$25 e R$50.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 21h … Indy Naíse no Aparelha Luzia … Cantora e compositora baiana radicada em SP apresenta repertório autoral. Indy aborda questões como feminismo, negritude, racismo, machismo e desigualdade social. Participação de Gê de Lima. Na rua Apa, 78. Entrada franca.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 21h … SPIO Orquestra, Choro e Jazz … Noite de música autoral, experimental e improvisada, com clássicos do chorinho brasileiro. Três apresentações: SPIO Orquestra (sob a regência e coordenação de Daniel Carrera), o grupo Choro (formado por Paulo Rogério Nóbrega, Carla Prandini e Isadora Bertolini) e o trio Jazz (composto por Igor Bollos, Pedro Lacerda e Jackson Lourenço). Na Casa Do Mancha, à rua Felipe de Alcaçova. Entrada R$20.

… … …

SÁBADO – 4 de agosto – 22h … Mani Padme Trio na Casa de Francisca … Trio apresenta as músicas do cd ‘Voo’, além de novas composições. Com Yaniel Matos (piano), Sidiel Vieira (baixo) e Ricardo Mosca (bateria). Na rua Quintino Bocaiúva, 22.

… … …

DOMINGO – 5 de agosto – 15h … Sarau Suburbano convida çarau do burro e lançamento selo doburro. Com poetas do selo: Daniel Minchoni, Eveline Sin, Pedro Blanco, Luiza Romão, Sergio Silva, Lâmia Brito, Paulo D’Auria, Anna Zêpa, Fernanda Senna, Bruno Pastore, Victor Rodrigues, Beto Bellinatti e Magiu Pinheiro, entre outros. À rua Treze de Maio, 70, Bela Vista.

… … …

DOMINGO – 5 de agosto – 16h30 … Cordeirovich e Vladinski + Livro e Teatro … O escritor J. Cordeirovich lança seu livro “Pulsares, Cênicos e Poéticos“. Deise Capelozza, Cida Sarrafi e João Manoel Augusto realizam leitura dramática de um trecho do livro. A dupla Vladinski & Cordeirovich faz pocket-show de mpb autoral. Participação de Dan Grasso. No Casarão da Vila Guilherme, na praça Oscar da Silva, 110. Entrada franca.

… … …

DOMINGO – 5 de agosto – 18h … Gafieira João de Barro no Café Piu Piu. Grupo apresenta sambas dançantes com pitadas de forró. Na rua 13 de maio, 134. Entrada R$20.

… … …

DOMINGO – 5 de agosto – 20h … Slam da Norte – Edição Especial do slam que trouxe as batalhas poéticas pra ZN. Na Casa de Cultura Municipal da Freguesia do Ó, no Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, 215.

… … …

DOMINGO – 5 de agosto – 22h50 … Bob Dylan “Nobel” – na Fm & web … Clássicos & narrativa … Especial de uma hora conduzido por André Zeppeln na rádio fm Roquete Pinto, em 94,1 (também na web, na página da emissora) apresenta os clássicos e a biografia do grande Bob Dylan.

… … …

TERÇA-FEIRA – 7 de agosto – 19h … Mesa de conversa com a jovem autora do Zimbábue, Rutendo Tavengerwei, sobre o seu romance lançado no Brasil pela Kapulana, “Esperança para voar”. A conversa abordará sua obra de estreia, assim como a repressão e medo no ambiente em que o livro se passa, no Zimbábue de 2008. No Sesc Avenida Paulista, no número 119.

… … …

TERÇA-FEIRA – 7 de agosto – 22h … Dani Mattos, Edu Batata e Tito Longo no Cabaret da Cecília … Artistas apresentam doze sambas antigos do repertório de Carmen Miranda, Aracy de Almeida, Lupicínio Rodrigues e outros cantores e compositores da Velha Guarda da mpb. Na rua Fortunato, 35, em Santa Cecília.

… … …

QUARTA-FEIRA – 8 de agosto – 19h … Desconcertos de Poesia … O poeta Claudinei Vieira apresenta mais uma edição do sarau com palco aberto e convidados como Artur Gomes, Carol Peixoto, Sílvia Palaia, Daniel Wachowicz, Willian Delarte, além do artesanato do Bazar Para Tudo. Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40, na Vila Madalena.

… … …

QUARTA-FEIRA – 8 de agosto – 19hAlessandro Azevedo (Palhaço Charles), Juliana Cardoso (vereadora paulistana) e Nabil Bonduki (ex-secretário de Cultura) realizam debate sobre a importância da cultura estar no centro da política. No Teatro Studio Heleny Guariba, à Praça Franklin Roosevelt, 184.

… … …

QUARTA-FEIRA – 8 de agosto – 19h30XVIII é um projeto experimental onde a dupla Renato Cardoso (violão) e Caio Kenji (eletrônica e vídeo) apresentando e mesclando seus trabalhos autorais. Na Casa Rosa Manjericão, à rua Antonio Cavaglieri, 15, em São Roque.

… … …

QUARTA-FEIRA – 8 de agosto – 20h … Tributo a Gonzaguinha … Espetáculo musical idealizado e produzido por Flor Garcia resgata e preserva a história do grande compositor. No palco estarão: Flor Garcia no vocal, Adolfo Mendonça no piano, teclados e backing vocal, Rafael Santos na guitarra, Douglas Carvalho no contrabaixo, Rogério Sousa na bateria e Débora Viana no backing vocal, com participação de Marinho Miguel no cavaquinho e Marcílio Junior na percussão. No Auditório – Conservatório de Guarulhos, à rua Abilio Ramos, 122.

… … …

QUARTA-FEIRA – 8 de agosto – 20h … Cracolândia Jazz … Evento poético-musical arrecada agasalhos para o povo que vive nas ruas da região. Às 18h, a Banda Loquazz se apresenta com Richard Fermino (sax), Fernando Amaro (bateria), Rob Ashtoffen (baixo) e Mari G (dj). Na abertura, participação dos poetas Aline Binns, Thiago Calle e Giovani Baffô. Às 19h20, o grupo Prog Jazz do Absurdo lança seus discos. Com Conrado Vieira (teclado), Vitor Coimbra (bateria), Rob Ashtoffen (baixo), Richard Fermino (sax tenor), Sintia Fermino (sax soprano) e Ted (trompa). Na rua Helvetia, 133.

… … …

QUARTA-FEIRA – 8 de agosto – 20h … Quarta é Feira com VinilDj Fred Lima & Vj Foga fazem discotecagem com vinil e projeções. No Bebo Sim, à avenida Professor Alfonso Bovero, 1107.

… … …

ATÉ 12 DE AGOSTO … Ocupação Antonio Candido … No ano do centenário de nascimento, o crítico literário e professor Antonio Candido é tema de exposição que traz originais de textos manuscritos e datilografados, cadernos, fotos, livros, documentos, entrevistas em vídeo e conta com um site. De terça a sexta-feira, das 9h às 20h. Aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h. No Itaú Cultural, à avenida Paulista, 149. Entrada franca.

… … …

ATÉ 1 DE DEZEMBRO … Exposição: O mundo das maravilhas de Monteiro Lobato … Nos 70 anos da morte do escritor exposição homenageia sua contribuição para a literatura e cultura nacional. Na Biblioteca Monteiro Lobato, à rua General Jardim, 485. De segunda a sexta, das 8h às 18h. Sábados das 10h às 17h e domingo das 10h às 14h. Entrada franca.

… … …

EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS – Plano, seco e pontiagudo >>> Fotografias, cujo tamanho varia de 2 a 7 metros, expostas em cinco fachadas dos edifícios das ocupações da Frente de Luta por Moradia (FLM). As fotos fazem parte do fotolivro chamado Plano, seco e pontiagudo” (co-edição/Editora Ipsis e Editora Madalena, 80 páginas), de Monica Zarattini. Nos seguintes endereços do centro de SP:
rua Álvaro de Carvalho, 427
rua José Bonifácio, números 137 e 237
rua Quintino Bocaiúva, 242
av. Rio Branco, números 47 e 53

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem um post novo. 

… … …