Wolf Maya fala sobre o início da carreira de Tatá Werneck: ‘O Silvio de Abreu odiava ela’

REDAÇÃO - O Estado de S.Paulo

Em podcast, Wolf Maya falou sobre dificuldades enfrentadas para incluir humoristas em novelas

Silvio de Abreu e Tatá Werneck foram citados por Wolf Maya em entrevista à podcast.

Silvio de Abreu e Tatá Werneck foram citados por Wolf Maya em entrevista à podcast. Foto: Juan Guerra/Estadão / Instagram/@TataWerneck / Samantha Dalsoglio

Na quinta-feira, 28 de abril, o diretor Wolf Maya foi entrevistado por Sérgio Mallandro e Renato Rabelo para o Podcast Papagaio Falante. Na ocasião, o diretor abriu o jogo sobre como a TV Globo recebe humoristas para fazer papéis em novelas.

Segundo Wolf, muita gente se opõe a dar oportunidades a novos talentos na TV. Ele teria enfrentado oposições para investir em novos nomes. O diretor citou alguns artistas que iniciaram a carreira em suas novelas e depois se tornaram fenômenos, como Lázaro Ramos e Tatá Werneck, que teria sido odiada por Silvio de Abreu, que a taxou de sem graça.

“Eu achava Tatá de um talento! Mas tinha muita gente que pensava diferente. Eu suei, cara! Tinha sempre alguém mandando na Globo. O Silvio de Abreu odiava ela. Ele achava sem graça, eu entendia ele. Ele me falou: ‘Ela é uma atriz de uma personagem só’ e eu falei: ‘Aguarde’”.