Vídeos com dicas domésticas e de exercícios atingem picos de audiência no YouTube

Redação - O Estado de S.Paulo

Produções com ‘em casa’ no título estão recebendo cada vez mais audiência em todo o mundo; plataforma atribui fenômeno ao isolamento contra o coronavírus

Em quarentena para evitar corobavírus, Alice e Joseph Wilkinson fazem uma aula pelo YouTuben, em Manchester, na Inglaterra

Em quarentena para evitar corobavírus, Alice e Joseph Wilkinson fazem uma aula pelo YouTuben, em Manchester, na Inglaterra Foto: Phil Noble/ Reuters

Para driblar o tédio ou a solidão na quarentena de coronavírus, pessoas estão produzindo e assistindo vídeos no YouTube com temas caseiros e tutoriais de exercícios físicos em todo o planeta. Yoga, perda de peso, caminhada em casa, faxina e organização doméstica estão entre os assuntos procurados.

Segundo dados obtidos com exclusividade pelo E+, o upload diário de gravações com "Em casa" ou “Cozinhe Comigo” no título aumentou em média 50% em todo o mundo de 10 a 15 de março, em comparação com a média diária dos dias anteriores deste ano. 

Além disso, o número médio global de envios diários de vídeos com "Treino em casa" no título aumentou em 57% no mesmo período, em comparação com a média diária de 2020 até a data. Nos Estados Unidos, as visualizações e envios diários de vídeos da comunidade fitness do país atingiram o pico desses três primeiros meses do ano em 18 de março.

Questionada pela reportagem, a empresa alega que não divulga os números absolutos das porcentagens mencionadas.