Vencedora do ‘Bake Off' perde título por omitir informações em inscrição na Argentina

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Foi constatado que Samanta Casais teve experiências na área gastronômica no passado

A campeã do 'Bake Off Argentina' Samanta Casais foi desclassificada e perdeu o prêmio em dinheiro

A campeã do 'Bake Off Argentina' Samanta Casais foi desclassificada e perdeu o prêmio em dinheiro Foto: Reprodução

O último episódio da temporada mais recente do reality show culinário Bake Off Argentina foi ao ar no domingo, 5, e contou com uma reviravolta. Dois meses após sua vitória, que já havia sido gravada, a campeã Samanta Casais perdeu o título e o prêmio em dinheiro após a produção descobrir que ela já tinha experiência profissional como confeiteira, o que não é permitido pelas regras.

Na exibição do último episódio, o anúncio da vencedora foi seguido por uma gravação recente, em que aparecem Samanta, os três jurados e Damián Pier Basile, primeiramente anunciado como vice-campeão.

Os jurados elogiaram o trabalho de Samanta e sua qualidade como confeiteira, mas informaram a ela e ao público sobre a descoberta de sua experiência profissional como confeiteira.

“Aconteceram eventos que demonstraram sua experiência de trabalho e na televisão [com confeitaria] que eram desconhecidas para nós e ausentes no formulário de inscrição", disse o jurado Christophe Krywonis. Foi informado, então, que Samanta foi desqualificada por não ser amadora, perdendo o prêmio de 600 mil pesos argentinos (cerca de R$ 45 mil na cotação atual) e o título de "melhor confeiteira amadora da Argentina".

Segundo o site argentino Infobae, Samanta teria trabalhado em alguns restaurantes na área de gastronomia entre 2011 e 2016. A página também divulgou uma entrevista da mãe da competidora, que disse que a filha achou que o formulário de inscrição falava apenas de experiências com confeitaria, e não gastronomia como um todo, e por isso não informou nada.

“Cometi um erro, sou humana, admito. Peço desculpas e quero deixar claro que não sou confeiteira profissional, não estudei confeitaria ou trabalhei nisso, meu conhecimento com a cozinha foi limitado e veio de uma empresa pequena e familiar”, justificou Samanta. Basile, então, recebeu o título e comentou que ficou feliz com a vitória, apesar da “situação inesperada”. 

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais