SBT adia estreia de reality de Glenda Kozlowski devido ao coronavírus

Redação - O Estado de S.Paulo

‘Uma Vida, Um Sonho’ contará com os treinadores Joel Santana e René Simões

Após ter saído da TV Globo, onde passou mais de duas décadas, Glenda Kozlowski foi anunciada em novembro de 2019 como apresentadora de um reality show ligado ao mundo do futebol, que será exibido pelo SBT em 2020.

Após ter saído da TV Globo, onde passou mais de duas décadas, Glenda Kozlowski foi anunciada em novembro de 2019 como apresentadora de um reality show ligado ao mundo do futebol, que será exibido pelo SBT em 2020. Foto: Instagram / @glendakozlowski

O SBT informou, em nota oficial, que o reality show esportivo Uma Vida, Um Sonho, que será comandado por Glenda Kozlowski, foi adiado para 4 de outubro devido à pandemia do novo coronavírus. A estreia estava prevista para maio de 2020.

Além da proteção dos funcionários, o diretor do programa, Mário Rogério Ambrósio, destacou que as olimpíadas adiadas e os campeonatos paralisados em todo mundo também foram motivos que levaram à decisão.

"Essa mudança é pensando na melhor maneira de realizarmos nossa estreia respeitando a vida dos atletas, nossos técnicos e toda nossa equipe de produção", afirmou.

Além de Glenda, o reality contará com os treinadores Joel Santana e René Simões, que chegou a ser infectado com o novo coronavírus, mas já está curado. A princípio, as gravações serão feitas no Rio de Janeiro e a primeira temporada deve ir até 6 de novembro deste ano.

Após 23 anos na Globo, Glenda optou por não renovar o contrato com a emissora em outubro de 2019. Ela apresentava o programa Tá na Área, do SporTV e participou da cobertura da Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Quando anunciou sua nova etapa na carreira, ela falou sobre seu interesse por novidades ter sido uma das razões de ter ido para o SBT.

“Sempre gostei de buracos negros, aqueles momentos em que você pisa no nada para entender o todo. Só que buracos negros trazem a tal da insegurança, do nada para lugar nenhum. Sentiu o frio na barriga? É aí que entra a adrenalina. Estar aberta ao novo, sem medo, sem vergonha, sem o ego infernizando, sem freios. Apenas de braços abertos. É como nascer novamente”, disse.