Russos estão produzindo uma versão nacional de 'Chernobyl'

Redação - O Estado de S.Paulo

Diretor da trama quer propor uma visão alternativa sobre a tragédia, contrapondo à visão dos norte-americanos

Blocos de apartamentos desertos em Pripyat, na Zona de Exclusão de Chernobyl, na Ucrânia.

Blocos de apartamentos desertos em Pripyat, na Zona de Exclusão de Chernobyl, na Ucrânia. Foto: Bryan Denton para The New York Times

Após o sucesso da minissérie Chernobyl, da HBO, que encerra neste sábado, 8, a emissora russa NTV anunciou que vai criar uma versão nacional sobre o acidente nuclear.

Distante da história hollywoodiana, a trama será fictícia e mostrará agentes soviéticos da KGB tentando descobrir quem é o infiltrado da Agência de Inteligência Americana (CIA, em inglês) enviado pelos Estados Unidos para sabotar a fábrica nuclear do inimigo de Guerra Fria.

O diretor Aleksey Muradov afirmou ao jornal russo Komsomolskaya Pravda que o objetivo é propor uma visão alternativa sobre a tragédia.

"Há uma teoria de que os americanos se infiltraram na usina nuclear de Chernobyl. Muitos historiadores não descartam a possibilidade de que, no dia da explosão, um agente dos serviços de inteligência do inimigo estivesse na estação", disse.

De acordo com o Hollywood Reporter, o Ministério da Cultura da Rússia contribuiu com 30 milhões de rublos (R$ 1,8 milhão, na cotação atual) na produção. Ainda não foram divulgados detalhes sobre a versão russa de Chernobyl.