Relembre momentos polêmicos dos 20 anos do 'Altas Horas'

Redação - O Estado de S.Paulo

Programa apresentado por Serginho Groisman foi palco de debates calorosos desde sua estreia em 2000

Vida inteligente. Formato do programa de Serginho Groisman já tem três décadas

Vida inteligente. Formato do programa de Serginho Groisman já tem três décadas Foto: Globo/ Fábio Rocha

O Altas Horas, programa apresentado por Serginho Groisman na Globo, completa 20 anos de sua estreia, ocorrida em 14 de outubro de 2000, nesta quarta-feira.

Relembre a seguir alguns momentos polêmicos que ocorreram no palco da atração.

Piada racista de César Menotti

Em junho de 2018, a dupla sertaneja César Menotti e Fabiano fez um comentário considerado racista ao contar uma história de um dia que teriam feito uma apresentação em um presídio e um espectador pedia "canta um samba".

"Eu falei: 'desculpa, é que realmente a gente não sabe cantar nenhum samba. O Fabiano [disse]: 'e tem mais, na minha opinião, samba é música de bandido. Vamos cantar mais um modão, aí", relatou César, que posteriormente pediu desculpas pelos comentários.

Em 2020, Serginho Groisman falou sobre o caso em entrevista ao Roda Viva. Assista abaixo.

Debate tenso entre Conte Lopes e 509-E

Já em 2000, os rappers Dexter e Afro-X, que formavam a dupla 509-E e estavam presos, receberam autorização para participar de um debate com Conte Lopes, então deputado estadual por São Paulo, no programa Altas Horas, apresentado por Serginho Groisman.

Após um bate-boca com troca de críticas entre os dois lados, Serginho Groisman precisou encerrar o debate por conta do clima tenso: "Por absoluta falta de condição mais de diálogo aqui, eu queria agradecer a vinda do deputado Conte Lopes e do 509-E. Obrigado."

Relembre trechos do momento abaixo.  

Anitta x Pitty

Em 2014, as cantoras Anitta e Pitty tiveram um embate durante conversa sobre temas relacionados a machismo.

"As mulheres lutaram tanto para ter os mesmos direitos que os homens, que quando chegou o momento que elas tiveram, ela quis tomar conta da situação. [...] A mulher acabou querendo tomar o lugar do homem em todas as situações. É do instinto masculino querer fazer a parte do cavalheiro, mas agora o homem fica desestimulado", comentou Anitta.

Pitty rebateu: "Anitta, só uma ressalva: nós não temos os mesmos direitos. Quase não é lá. Eu acho que a gente ainda tem muito para conquistar. A partir do momento que a gente questiona a uma plateia masculina se uma mulher sair com os amigos é ruim, por exemplo, e isso causa tanta comoção, acho que a gente está longe".

Anitta prosseguiu em outro momento: "Continuo acreditando que a mulher precisa se dar ao respeito. Falo isso porque eu vivo a noite, a boate, e vejo o comportamento feminino que dá margem, realmente, para um homem achar a coisa X ou Y da mulher. Aí eu penso: como que um homem não vai tratar a mulher assim se várias delas estão se comportando dessa maneira?"

"Ele está errado! Ele não tem que achar nada, quem tem que fazer o que você quer é você, cara!", respondeu Pitty.

Na sequência as duas ainda discordaram em outros pontos. Relembre no vídeo abaixo.

Rogério Flausino x Pichadores

Em 2014, o Altas Horas exibiu uma entrevista com alguns defensores da pichação de muros, janelas e monumentos da cidade.

"O parâmetro de respeito na rua é o da transgressão. Se o grafite foi feito de forma ilegal, a gente respeita. Se não foi, a gente já não é obrigado a respeitar", comentou um dos entrevistados em determinado momento. 

A reportagem gerou revolta de Rogério Flausino, do Jota Quest, um dos convidados da atração naquele dia: "Esse vídeo não me acrescentou absolutamente nada. Só consegui ter a certeza de que são uns idiotas. São uns idiotas."

As 'pegadinhas' do Altas Horas

Em determinadas ocasições, Serginho Groisman levou um ator para se passar por membro da plateia e fazer perguntas incômodas ou ofensivas a convidados como os cantores Junior Lima, Wanessa Camargo, Dinho Ouro Preto e a boxeadora Duda Yankovich. Relembre alguns destes momentos abaixo.