Raul Gil diz que foi responsável por não deixar a Record falir

Redação - O Estado de S.Paulo

'Acho que sou o mais antigo da Record que tá vivo, o resto já foi!', brincou o apresentador sobre sua relação com a emissora

O apresentador Raul Gil em seu programa, em setembro de 2005.

O apresentador Raul Gil em seu programa, em setembro de 2005. Foto: Record TV / Divulgação

O apresentador Raul Gil afirmou que foi um dos principais responsáveis por não ter deixado a Record TV ir à falência há algumas décadas.

"A Record tava falindo. Aí o Paulo Machado de Carvalho Filho me falou: 'Você quer fazer um programa, você faz, mas nós vamos fechar'. O dono!", relembrou.

Na sequência, Raul contou que procurou Jaime, então dono de uma fábrica chamada Móveis Brasil, para buscar patrocínio - e que gerou uma reunião com a alta cúpula da emissora.

"A Record devia 11 milhões de cruzeiros. Fizeram o papo lá e a Móveis Brasil comprou oito anos de TV Record. Raul Gil toda noite, das 23h à 1h, de segunda a sexta. Sábado, programa Raul Gil, das 13h às 19h, ao vivo, e Raul Gil, eu e as crianças, domingo, das 14h às 17h."

"Enfiaram 18 milhões em papéis. A Record virou aqueles 18 em 14, pagou 11, sobrou três e não fechou", disse.

Raul conta que, em gratidão ao fato, foi chamado por Paulo para receber uma boa notícia: "Eu pensei que ele ia me dar a sociedade. Aí ele falou: 'Vou te dar um programa a cores. Você vai ser o primeiro programa a cores da Record'."

Raul ainda brincou sobre a longevidade de sua carreira: "Comecei na Record em 1960, dia 11 de dezembro, na Rádio Record. Acho que sou o mais antigo da Record que está vivo, o resto já foi!"

Confira o trecho da entrevista de Raul Gil abaixo:

VEJA TAMBÉM: Artistas que passaram pela Record e você nem lembrava mais

Domício Pinheiro / Estadão | Eduardo Nicolau / Estadão | Arquivo / Estadão | Kathia Tamanaha / Estadão
Ver Galeria 11

11 imagens