Produtor indica que 'Family Guy' não terá mais piadas sobre gays

Redação - O Estado de S.Paulo

'Hoje, entendemos que algumas piadas não são aceitáveis', afirma Alec Sulkin

'Uma Família da Pesada' foi lançada em 1998.

'Uma Família da Pesada' foi lançada em 1998. Foto: Reprodução de cena de 'Family Guy' / Fox

No ar desde 1998 e conhecida por seu humor 'sem limites', a série Family Guy - também conhecida como Uma Família da Pesada - parece estar pronta para mudar o tom de algumas piadas consideradas homofóbicas. Em entrevista ao site TVLine, os produtores Rich Appel e Alec Sulkin explicaram por que a série não fará mais piadas sobre homossexuais.

A revelação veio à tona quando foram questionados se estavam falando sério em relação à frase em que o personagem Peter Griffin diz que a série está "tentando superar" piadas sobre gays.

“De certa forma, sim. Se você assistir a uma série de 2005 ou 2006 e colocar ao lado de uma série de 2018 ou 2019, elas terão algumas diferenças. Algumas coisas que nós nos sentíamos confortáveis em falar e fazer piadas àquela época, hoje, entendemos que não são aceitáveis", explicou Sulkin.

Appel acrescentou que essa decisão acompanha o ritmo de evolução da sociedade, que mudou a forma em que vê as piadas: “Se uma série ficou literalmente 20 anos no ar, a cultura mudou. O clima é diferente, a cultura é diferente e nossas visões são diferentes. Elas foram moldadas pela realidade ao nosso redor, então eu acho que a série precisa mudar e evoluir de diversas maneiras."