Pesquisa mostra opiniões no Brasil sobre a representação LGBT+ em séries e filmes

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Segundo levantamento encomendado pela Netflix, 81% das pessoas disseram que ver personagens LGBT+ ajudou-os a se sentir mais confortáveis com o grupo

Cena da série 'Sense8'

Cena da série 'Sense8' Foto: Netflix / Divulgação

O mês de junho é tradicionalmente dedicado à celebração e conscientização sobre o movimento LGBT+, ficando conhecido como Mês do Orgulho. Uma pesquisa encomendada pelo serviço de streaming Netflix divulgada nesta quarta-feira, 10, analisou a opinião e efeitos da representatividade LGBT+ em séries e filmes. 

A pesquisa foi feita pela empresa NetQuest em maio de 2020, com base em mais de 1400 respostas de entrevistados, todos com mais de 18 anos e das cinco regiões do Brasil. Dentre os entrevistados que não se identificavam como LGBT+, 81% disseram que ver personagens LGBT+ em séries os ajudou a se sentir mais confortáveis com as pessoas que conhecem e fazem parte desse grupo.

Já entre o público LGBT+ entrevistado, 87% opinou que a representação desse grupo em séries e filmes tem sido mais precisa hoje em dia do que há dois anos. Mesmo assim, eles apontaram quais áreas de representação ainda precisam ser mais exploradas: histórias com pais e famílias LGBT+, maior diversidade racial e situações que abordem a imagem corporal e os relacionamentos de pessoas queer com familiares e amigos.

Ainda nesse público, 85% disse que o entretenimento ajudou suas famílias a entender melhor a comunidade LGBT+, mostrando a  importância da representatividade. Eles também apontaram quais personagens e séries trabalharam essa representação com mais precisão e qualidade. 

O personagem Eric Effiong, da série 'Sex Education'

O personagem Eric Effiong, da série 'Sex Education' Foto: Netflix / Divulgação

A lista é composta por Casey Gardner, de Atypical, Eric Effiong, de Sex Education, Lito Rodriguez de Sense8, Omar Shanaa de Elite, Piper Chapman de Orange is the New Black, Robin Buckley de Stranger Things, Theo Putnam de O Mundo Sombrio de Sabrina, além de RuPaul de RuPaul’s Drag Race.

Como forma de celebrar o Mês do Orgulho a Netflix criou algumas listas com séries, filmes e documentários que abordam temas ligados ao movimento LGBTQ+ e dirigidas ou estreladas por integrantes do grupo. Confira as listas clicando aqui

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais