Penélope Cruz muda visual para viver Donatella Versace em ‘American Crime Story’

Redação - O Estado de S. Paulo

Atriz colocou peruca loira para gravações da nova temporada da série

De morena a loira: Penélope Cruz muda aparência para viver Donatella Versace

De morena a loira: Penélope Cruz muda aparência para viver Donatella Versace Foto: Luke MacGregor / Reuters

As gravações da série O assassinato de Gianni Versace: American Crime Story já estão a todo vapor. A produção é baseada na história real da morte do estilista italiano e, por isso, o elenco já está passando por transformações de visual.

Imagens divulgadas nesta segunda-feira, 15, mostram que Penélope Cruz ganhou uma peruca loira para interpretar Donatella Versace, irmã de Gianni. A atriz espanhola foi vista durante as tomadas de cena em Miami, nos Estados Unidos.

Segundo o jornal inglês Daily Mail, a equipe tentou manter Cruz escondida, levando-a a uma entrada nos fundos da mansão Versace, onde as principais cenas da série são produzidas. Mesmo assim, os paparazzi conseguiram capturar o novo look da atriz.

Além do cabelo quase platinado, Cruz também ganhou uma forte maquiagem, que é marca registrada de Donatella.

 

Get the first look at @penelopecruzoficial as @donatella_versace filming #AmericanCrimeStory in Miami : Splash News

Uma publicação compartilhada por ET Canada (@etcanada) em

Os atores Edgar Ramirez, que viverá o próprio Versace, e Ricky Martin, que será o amante do estilista, Antonio D'Amico, também foram flagrados.

Com previsão de estreia para 2018, a terceira temporada de American Crime Story é baseada no livro de Maureen Orth, lançado em 1999 - dois anos após a morte de Versace.

A série antológica retrata crimes reais que ganharam grande repercussão midiática. Na primeira temporada, o caso interpretado foi o julgamento do jogador de futebol americano OJ Simpson. A segunda leva de episódios, que será lançada no segundo semestre deste ano, abordará as consequências do Furacão Katrina, que devastou cidades do sul dos Estados Unidos em 2005.