Pegadinha homofóbica revolta telespectadores na França

Redação - O Estado de S. Paulo

Anunciantes também deixaram o programa ‘Touche Pas à Mon Poste’, do canal C8

Cyril Hanouna comandou pegadinha em programa francês

Cyril Hanouna comandou pegadinha em programa francês Foto: Joel Saget/AFP

Uma pegadinha homofóbica exibida na TV francesa gerou indignação de diversos telespectadores e abalou a imagem do programa Touche Pas à Mon Poste, exibido pelo canal C8.

A ‘brincadeira’ filmada pelo programa começou com a publicação de um falso anúncio pela produção do programa, no site VivaStreet, em que um homem busca parceiros para relações sexuais.

Alguns interessados ligaram para o número do anúncio e foram atendidos, ao vivo e em horário nobre, pelo apresentador da atração, Cyril Hanouna. Durante os telefonemas, ele imitou vozes e trejeitos afeminados, além de fazer diversas piadas homofóbicas.

O quadro rendeu uma chuva de comentários negativos de telespectadores nas redes sociais. Até mesmo a ex-ministra da Justiça da França, Christiane Taubira, mostrou sua indignação.

“Podemos rir de tudo, mas pisar em cima da dignidade alheia é outra coisa. Tolerar uma discriminação justifica todas as outras #stophomofobia", escreveu Taubira, política responsável pela aprovação do casamento gay no país em 2013.

Além da revolta dos telespectadores, alguns anunciantes também retiraram suas peças de publicidade da atração. Empresas como a telefônica Orange, a grife Chanel, a loja de materiais esportivos Decathlon, a marca de ferramentas Bosch e o parque Disneyland Paris foram algumas delas.

Confira o vídeo da pegadinha: