Morre Fernando Gaitán, roteirista colombiano e criador de ‘Betty, a feia’

Redação - O Estado de S.Paulo

Novela foi declarada, em 2010, a mais bem-sucedida de todos os tempos pelo Guinness

A atriz Ana Maria Orozco, que vive a protagonista da novela colombiana 'Betty, a feia'.

A atriz Ana Maria Orozco, que vive a protagonista da novela colombiana 'Betty, a feia'. Foto: Reprodução/ Rede TV!

O roteirista Fernando Gaitán tinha 58 anos de idade e fez sucesso em produções colombianas. Ele morreu nesta terça-feira, 29, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

A mais conhecida produção de Gaitán, Betty, a Feia, ocupa o livro Guinness World Records, desde 2010, como a mais bem-sucedida novela de todos os tempos. No Brasil, foi transmitida por emissoras como SBT e Rede TV!. Com o nome Ugly Betty, em inglês, foi transmitida em 120 países e teve 28 adaptações.

Há dois anos, Fernando Gaitán fez uma releitura de Betty, a Feia para o teatro. Os atores eram os mesmos da televisão e a peça saiu em turnê por vários países da América Latina.

Fernando Gaitán iria desenvolver uma minissérie de comédia romântica e thriller e havia assinado contrato com a Sony Pictures. 

O roteirista também criou outras novelas colombianas como A corazón abierto, em 2010, Hasta que la plata nos separe, de 2006, e Café com aroma de mulher, de 1994, inclusive transmitida pelo canal de TV brasileiro SBT.