Mariana Spinelli, da ESPN, é confundida com mulher acusada de racismo e atacada nas redes sociais

João Paulo dos Santos - Especial para o Estadão

Jornalista teve que explicar a confusão e desabafou em suas redes sociais após receber mensagens de ódio

A jornalista da ESPN, Mariana Spinelli.

A jornalista da ESPN, Mariana Spinelli. Foto: Instagram / @marianaspinelli

A jornalista Mariana Spinelli, da ESPN, recebeu ataques nas redes sociais nesta segunda-feira, 14, ao ser confundida com uma mulher acusada de racismo que tem o mesmo nome. 

A apresentadora do SportsCenter leva o mesmo nome - Mariana Spinelli - da mulher que, ao lado do marido, acusou, sem provas, um jovem negro de ter roubado a bicleta deles. A bicicleta era do próprio rapaz.

Após o casal ter a identidade revelada, a jornalista recebeu mensagens de ódio e ataques em suas redes sociais, de quem, sem checar, achou que fosse a mesma pessoa.

O caso aconteceu no Rio de Janeiro, já a jornalista mora em São Paulo, onde ficam os estúdios da ESPN. Mariana se pronunciou nas suas redes sociais sobre o ocorrido.

“Pessoal, hoje um vídeo de um casal sendo racista no Rio de Janeiro foi publicado e divulgado nas redes sociais. Infelizmente, a menina tem o mesmo nome que o meu. Algumas pessoas estão confundindo os nomes. Obviamente, não fui eu. Responsabilidade nesse momento é importante. Abraço e minha solidariedade ao rapaz no RJ que é a real vítima da história. Abração!”, escreveu.

 

 

A jornalista recebeu apoio de seus seguidores e de colegas da ESPN e do jornalismo brasileiro.