Marcos Palmeira conta detalhes das gravações da primeira versão de 'Pantanal'

Redação - O Estado de S. Paulo

Em entrevista ao 'Domingão com Huck', ator revelou que o clima entre o elenco era quente

O ator Marcos Palmeira falou sobre as gravações de 'Pantanal' em entrevista ao 'Domingão com Huck'.

O ator Marcos Palmeira falou sobre as gravações de 'Pantanal' em entrevista ao 'Domingão com Huck'. Foto: TV Globo

O ator Marcos Palmeira, que interpreta o personagem José Leôncio no remake da novela Pantanal, da Rede Globo, tem muita história para contar sobre a produção. Além de participar da versão atual, ele também fez parte do elenco da novela original, exibida na TV Manchete em 1990.

O artista interpretou o personagem Tadeu, filho de Zé Leôncio, e hoje vivido pelo ator José Loreto. Neste domingo, 5, Palmeira participou do Domingão com Huck e revelou detalhes sobre os bastidores das gravações da década de 1990.

"Pantanal ficou sete anos na gaveta da Globo. Quando soube da história, fiquei louco. Fui lá e pedi para fazer", contou o ator ao apresentador Luciano Huck.

Segundo ele, o sucesso da primeira versão só foi descoberto pelo elenco quando chegaram ao aeroporto e viram o público correndo atrás dos protagosnistas.

"Passei cinco meses direto aqui [na fazenda]. A novela estreou sem a gente saber que era um sucesso, descobrimos quando descemos no aeroporto de Campo Grande. O grupo Dominó também estava descendo, e o público que estava o esperando o grupo saiu correndo atrás de Jove e Juma [Marcos Winter e Christiana Oliveira]", disse.

Marcos ainda contou que o clima esquentava entre o elenco: "Não tinha água quente no início, não tinha televisão e dormia todo mundo no mesmo quarto. Tinha umas correntes que ficavam se arrastando aí de madrugada", brincou. "O gerador apagava 22h, ficava aquele silêncio, mas ficavam sempre aquelas correntes por aí".