Kathleen Kennedy seguirá no comando da Lucasfilm por mais três anos

Mike Nelson - EFE 

Os quatro filmes mais recentes da saga 'Star Wars' foram lançados sob a tutela da executiva

 Mark Hamill, Adam Driver e Kathleen Kennedy em evento promocional do filme 'Star Wars: The Last Jedi' em Tóquio, no Japão, em dezembro de 2017

 Mark Hamill, Adam Driver e Kathleen Kennedy em evento promocional do filme 'Star Wars: The Last Jedi' em Tóquio, no Japão, em dezembro de 2017 Foto: REUTERS/Kim Kyung-Hoon

Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm e responsável pelos novos filmes sobre o universo Star Wars - desde a venda da franquia para a Disney, seguirá no comando da produtora por mais três anos.

As informações foram divulgadas pelo site The Hollywood Reporter. A sequência de Kennedy no cargo representa um voto de confiança da Disney em seu trabalho, que começou na empresa depois de a Lucasfilm ser comprada de George Lucas por US$ 4 bilhões.

Os quatro filmes da saga Star Wars lançados sob a tutela de Kennedy já renderam US$ 4,5 bilhões em bilheterias no mundo todo, valor que não inclui os lucros com marketing e produtos licenciados.

No entanto, a presidência de Kennedy foi marcada por polêmica, a principal delas quando decidiu demitir Chris Lord e Phil Miller da direção de Solo: Uma História Star Wars, em junho do ano passado.

Kennedy também não hesitou quando contratou Tony Gilroy para a Rogue One: Uma História Star Wars e quando decidiu demitir Colin Trevorrow antes das gravações de Star Wars: Episódio IX, filme que será dirigido por J.J. Abrams.

O relativo fracasso comercial de Solo: Uma História Star Wars, que arrecadou US$ 392 milhões no mundo todo, o que gerou perdas de até US$ 80 milhões e fez a Lucasfilm decidir desacelerar o calendário de projetos relacionados com a franquia.

O único filme em produção é o episódio 9 da saga principal, que chegará aos cinemas em dezembro de 2019.

A Lucasfilm não quer perder também o mercado da televisão e está planejando criar séries ligadas à Star Wars para a plataforma de streaming que a Disney lançará no próximo ano.