José Loreto relembra 'esporro' de Laura Cardoso em gravação de 'Flor do Caribe'

Redação - O Estado de S.Paulo

Ator relembrou história em tom bem-humorado e afirmou que contracenar com veterana foi um 'presente divino'

José Loreto (Candinho) e Laura Cardoso (Veridiana) em cena de 'Flor do Caribe'

José Loreto (Candinho) e Laura Cardoso (Veridiana) em cena de 'Flor do Caribe' Foto: Reprodução de 'Flor do Caribe' (2013) / TV Globo

José Loreto falou sobre ter trabalhado com Laura Cardoso em entrevista coletiva com parte do elenco de Flor do Caribe realizada pela Globo nesta quinta-feira, 20. A novela das 6 volta à programação da emissora com reprises a partir do próximo dia 31.

"Tenho uma história boa. Traumática... [risos] No início da novela, cenas de muita gente, estava sentado no cenário, ela chegou perto no passinho dela, devagarzinho. Eu só levantei pra ela: 'Laura, quer sentar?'", relembrou.

Em seguida, prosseguiu, de forma bem-humorada: "Ela me deu o maior esporro! 'Se quiser sentar, eu sento, se quiser eu te tiro! Petulância!'. Foi um esporro que eu fiquei uns dois meses 'travado' com ela".

José Loreto ainda fez questão de destacar a convivência com a atriz, que tem 92 anos: "A Laura é a pessoa mais gigante, mais divina com a qual contracenei. Ela é demais o tempo inteiro, é astral. Eu vi ela como uma parceirona, mesmo, é de uma vitalidade, sabedoria..."

Henri Castelli, que também contracenou com a atriz em Flor do Caribe, também fez elogios: "Você não via a Laura sem saber o texto em nenhum momento. Fiz três novelas com ela".

VEJA TAMBÉM: Relembre momentos marcantes da carreira de Laura Cardoso

Juan Guerra / Estadão
Ver Galeria 23

23 imagens

Ela é dedicada, esforçada e nos ensina o tantos anos que ela tem de carreira. Eu morava no mesmo hotel que ela [durante as gravações]. Às vezes eu ia até o quarto dela e ela mostrava os textos ao lado da cama, sempre ali, marcador de texto", contou. 

Na trama, José Loreto vivia Candinho, neto de Veridiana, interpretada pela atriz veterana. Sobre a reprise, ele acredita que Flor do Caribe é uma novela "solar", "perfeita para começar num momento de pandemia".

"É o personagem mais leve. Talvez eu nunca consiga fazer um personagem tão puro novamente quanto o Candinho. Achei uma ousadia, porque eu vinha do Dakson, que era malandro. Foi muito importante para mim em termos de carreira", relembrou, citando seu personagem em Avenida Brasil.

O ator também afirmou que fica feliz em poder mostrar o trabalho à sua filha, Bella, de dois anos, fruto de seu relacionamento com Débora Nascimento: "não vai ter beijo, não vai ter nada explícito, vai ter só pureza".

Em Flor do Caribe, o personagem de José Loreto chegou a viver um romance com Taís, interpretada pela própria Débora, com quem já tinha um relacionamento na vida real.