'Jornal Nacional': Renata Vasconcellos se emociona com quadro que conta vida de jornalistas; veja

Redação - O Estado de S.Paulo

Globo decidiu humanizar histórias de profissionais que trabalham com as notícias na contramão das fake news

Os apresentadores do 'Jornal Nacional', da TV Globo, William Bonner e Renata Vasconcellos

Os apresentadores do 'Jornal Nacional', da TV Globo, William Bonner e Renata Vasconcellos Foto: TV Globo

O Jornal Nacional, da TV Globo, deu início, na noite desta quinta, 10, a uma série de histórias dos jornalistas que trabalham no programa em meio à pandemia do novo coronavírus. São áudios trocados por repórteres e familiares durante o cotidiano e a apuração das notícias. 

"Nos intervalos da programação, a Globo vai dividir com você alguns momentos da intimidade de nós, jornalistas. Você vai ouvir mensagens de áudio de celular que nós trocamos com parentes nossos, com as nossas famílias", disse William Bonner.

Depois do vídeo apresentado durante o JN, Renata Vasconcellos não conseguiu conter a emoção: "A partir de hoje, filmes como este vão mostrar que nós, jornalistas, damos as notícias que nós próprios vivenciamos. Nós somos jornalistas. E nós estamos aqui por você, pelo nosso país, cada um de nós. Essa é a nossa missão. É como a gente pode ajudar". A fala teve diversas pausas entre as frases, evidenciando que a apresentadora fez de tudo para conter as lágrimas.

Assista ao vídeo:

 

O ofício de jornalista no Brasil em meio à pandemia de covid-19 foi considerado um trabalho essencial desde o início. Opresidente da República, Jair Bolsonaro, editou, em março de 2020, um decreto enfatizando a imprensa como atividade essencial que não pode ser paralisada, principalmente em meio às medidas de enfrentamento ao coronavírus.

A norma dispõe que as restrições impostas pela Lei 13.979/2020, que trata das ações de combate ao coronavírus, não podem afetar o “exercício pleno” e o funcionamento das atividades e serviços relacionados à liberdade de imprensa.