Jandira começa debate dizendo que Globo apoiou o golpe e TV retruca

- O Estado de S. Paulo

O embate dos candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro começou com provocação da deputada do PC do B à emissora

Jandira Feghali, candidata do PC do B à prefeitura do Rio, usou sua primeira pergunta para dizer que a Globo 'apoio o golpe contra à democracia'

Jandira Feghali, candidata do PC do B à prefeitura do Rio, usou sua primeira pergunta para dizer que a Globo 'apoio o golpe contra à democracia' Foto: Reprodução

Um dos momentos mais provocativos do debate da TV Globo entre candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, 29, não foi um embate entre políticos. O clima ficou tenso entre Jandira Feghali, do PC do B, e à própria emissora. Em sua primeira pergunta Jandira preferiu atacar à Globo. "Essa emissora apoiou o golpe contra à democracia", disse a candidata disse no ponto alto de sua provocação. "Você de casa vai poder ver quem é que tem mais compostura para ser prefeito do Rio", rebateu Ana Paula Araújo em defesa à TV.

"Boa noite, nós estamos aqui na TV Globo e eu não poderia deixar de registrar que essa emissora apoiou o golpe contra à democracia e contra uma mulher eleita. Esse golpe interrompeu o mandato de uma mulher eleita, que melhorou a vida de todos os vocês e investiu muito nesta cidade", afirmou Jandira. Nos últimos segundos de sua pergunta, a candidata se limitou a dizer "Pedro, como você jogou tanto voto fora e agora pede voto?" se dirigindo a Pedro Paulo, candidato do PMDB.

A jornalista Ana Paula Araújo repreendeu a candidata do PC do B e foi aplaudida no estúdio. "A TV Globo foi citada pela candidata Jandira e eu quero, por respeito a você telespectador, esclarecer que a TV Globo não é obrigada a realizar debate. Se a emissora faz isso, é exatamente por apreço a democracia e inclusive se expondo a ter críticas ao vivo dos candidatos que estão aqui. Quero lembrar também que não é a TV Globo que está sendo avaliada aqui, são os candidatos e é você de casa que vai poder ver as propostas e comparar as ideias e ver quem é que tem mais compostura e competência para ser prefeito do Rio."