Índios que salvaram Santo em 'Velho Chico' fazem ritual para Domingos

- O Estado de S.Paulo

"Ele se tornou um novo protetor do rio São Francisco. Esse rio não pode morrer", disseram

  

   Foto: Globo / Estevam Avellar

Os índios da tribo Tafkea, que participaram da novela Velho Chico, disseram estar de luto pela morte de Domingos Montagner e fizeram um ritual pela alma dele.

No programa Encontro desta sexta-feira, Fátima Bernardes leu uma mensagem enviada pelos índios. Segundo eles, durante o ritual, o senhor disse: "Por que estão querendo trazer a alma dele de volta? Ele nasceu de novo hoje, ele se tornou um novo protetor do rio São Francisco, que estava tão esquecido, porque esse rio não pode morrer." 

A mensagem ainda dizia: "A novela contou todos os mistérios do rio, e esse é mais um desses. Mas ele se tornou um ser de luz, pois a água não tira a vida, dá a vida e fiquem felizes pela alma dele, pois quando ele entrou no rio, ele se despediu do corpo e alma, nasceu em um mundo melhor. Algum dia, os brancos irão entender isso, então temos que fazer um ritual para que os brancos entendam e sejam fortes, pois ele está bem. Ele, agora, é um protetor do rio São Francisco."

Na novela, índios da tribo Tafkea salvaram o personagem Santo, interpretado por Domingos, após ele se afogar no rio.

Cauã Reymond, que já contracenou com o ator, ficou emocionado. "É delicado isso, mas às vezes dá uma calma para pensar e tentar entender o ponto de vista dos índios. Pelo menos eles conseguem olhar para um lugar diferente do nosso. É difícil encarar dessa forma também", disse.

Veja aqui o programa completo.