Globo lança nova série para internet sobre HIV

- O Estado de S.Paulo

Serão cinco episódios baseados na atual temporada de Malhação

No último sábado, 2, a Globo lançou sua nova série para internet, que faz parte de Malhação, Eu Só Quero Amar, que tem como tema central a vida de casais sorodiferentes, isto é, uma das pessoas tem HIV e a outra não.

A série começa com a história de Henrique, interpretado pelo ator Thales Cavalcanti, que herdou o vírus da AIDS da mãe, e namora Camila, vivida por Manuela Llerena. O objetivo da trama é levantar no público jovem o debate sobre esse tipo de relação, quais as dificuldades no convívio social de um casal sorodiferente, como a discriminação. 

O novo produto da emissora é fruto de uma parceria entre o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) e a área de Responsabilidade Social da Globo. "Pela primeira vez na história da televisão brasileira, estamos indo além de prevenção, testagem e tratamento do HIV. Estamos falando também de sexualidade, estigma e discriminação - e diretamente para o público jovem, que é o mais afetado hoje no País", afirma Georgiana Braga-Orillard, diretora do UNAIDS no Brasil. 

Serão, no total, cinco episódios, um em cada sábado do mês de abril. A série para internet é inspirada na atual temporada de Malhação: Seu Lugar no Mundo, escrita por Emanuel Jacobina. Os roteristas de Eu Só Quero Amar são Filipe Lisboa e Giovana Moraes, e colaboração de Gabriel Estrëla, do Projeto Boa Sorte, que é ator, cantor e diretor e tem HIV.