Filha de Lilia Cabral foi incentivada por Manoel Carlos a ser atriz

Redação - O Estado de S.Paulo

No ‘Conversa com Bial’, artista revelou que não queria que Giulia decidisse pelo teatro, mas a jovem insistiu e agora as duas trabalham juntas

Lilia Cabral e Giulia Bertolli estão em cartaz com o espetáculo 'A lista'.

Lilia Cabral e Giulia Bertolli estão em cartaz com o espetáculo 'A lista'. Foto: Instagram / @lilia_cabral

Na última terça, 15, as atrizes Lilia Cabral e Giulia Bertolli foram as convidadas do programa Conversa com Bial, da Rede Globo. No encontro, mãe e filha falaram sobre os desafios de exercer o teatro em meio à pandemia e sobre como as duas lidam com o teatro dentro de casa.

A atriz comentou que estava gravando a novela Viver a Vida quando Giulia decidiu seguir os seus passos e ela disse que não. Ao desabafar com Manoel Carlos, amigo da família e diretor da novela, Lilia, que interpretava Tereza, uma mãe que havia desistido da carreira de modelo e não queria que esse fosse o sonho da sua filha, Luciana, interpretada por Alinne Moraes, ouviu do diretor que deveria apoiá-la.

“É a profissão mais bonita para uma mulher”, foi o que Manoel Carlos teria dito. No mesmo dia da entrevista com Pedro Bial, ela publicou um agradecimento ao amigo nas redes sociais.

Giulia comentou que a decisão de seguir com o teatro foi muito natural e que o martelo foi batido depois que ela contou com a ajuda de uma orientadora educacional para perceber o quanto amava a carreira da mãe e que essa deveria ser a sua também.

Foi assim que ela decidiu o que cursar, na época do vestibular. Lilia comentou que o apoio de Manoel Carlos foi o que mudou seu jeito de enxergar a carreira que a filha queria seguir.

“Quando ele falou aquilo, pensei assim, 'é a coisa mais linda que ela podia me dar de presente' porque eu não forcei, não falei, nunca! Foi extremamente normal e natural", contou à Pedro Bial. 

Desde a pandemia, mãe e filha decidiram entrar em cena juntas. Em A Lista, Lilia interpreta Laurita, uma professora aposentada com desvios de caráter. Já Giulia interpreta Amanda, uma jovem sonhadora que quer se tornar cantora e se muda para a cidade grande em busca desse sonho.

Bial pergunta à Giulia: “É muito esquisito contracenar com a mãe no palco, Giu?”. E a jovem atriz responde que não. “Acho que não tenho muito essa relação no palco de que ela é a minha mãe. A gente sempre entra para se divertir e para dar o nosso melhor”, responde.