Estreia de ‘Coringa’ preocupa famílias de massacre em cinema dos EUA

Camila Tuchlinski - O Estado de S.Paulo

Em carta à Warner Bros, vítimas pedem à empresa apoio para acabar com contribuições políticas aos candidatos que apoiam armas

Joaquin Phoenix posa para a pré-apresentação do filme 'Coringa' no festival de Toronto, no Canadá. 

Joaquin Phoenix posa para a pré-apresentação do filme 'Coringa' no festival de Toronto, no Canadá.  Foto: REUTERS/Mario Anzuoni

Famílias envolvidas em um tiroteio em massa no cinema dos Estados Unidos em 2012 pediram ao estúdio por trás de Coringa que ajude a pressionar pela reforma de armas, expressando preocupação com o filme que retrata violência.

Em carta à Warner Bros, as famílias de algumas das vítimas também pediram à empresa para encerrar quaisquer contribuições políticas para os candidatos que recebem dinheiro da Associação Nacional do Rifle (NRA, na sigla em inglês) e para financiar programas de intervenção contra a violência armada.

A carta não pede que o filme seja retirado, mas diz: “Com grande poder vem uma grande responsabilidade. É por isso que pedimos que vocês usem sua enorme plataforma e influência para se juntar a nós na luta para construir comunidades mais seguras com menos armas”.

O documento, visto pela revista Variety e outros veículos da indústria de Hollywood, vem antes da estreia de Coringa, estrelado por Joaquin Phoenix como o vilão do Batman, nos cinemas dos Estados Unidos, em 3 de outubro. 

Assista ao trailer:

O filme conquistou o prêmio principal no festival de Veneza em setembro e ganhou aplausos por sua descrição perturbadora de um pária social que causa violência aterrorizante. Os analistas de bilheteria preveem que o filme arrecade até US$ 80 milhões (aproximadamente 320 milhões de reais) nas bilheterias norte-americanas no fim de semana de estreia.

O melhor ator de Coringa para o cinema e TV

E para você, qual foi o melhor Coringa de todos os tempos? Além do mais recente, vivido por Joaquin Phoenix, o vilão foi interpretado por Cesar Romero, Jack Nicholson, Heath Ledger, Cameron Monaghan e Jared Leto.

Massacre em cinemas nos EUA e Brasil

Em 2012, 12 pessoas foram mortas e 70 ficaram feridas durante uma exibição no cinema à meia-noite de Batman - O Cavaleiro das Trevas, também sobre o personagem do Coringa, em Aurora, no Colorado, por um atirador solitário que agora cumpre pena de prisão perpétua. 

Na época, o incidente lembrou um episódio parecido que aconteceu em 1999 no Brasil, na cidade de São Paulo. O estudante de Medicina Mateus da Costa Meira matou três pessoas e deixou quatro feridas no cinema do MorumbiShopping, zona Sul da capital. Na ocasião, estava sendo exibido o filme Clube da Luta.

Condenado a 110 anos de prisão, ele cumpre pena desde 2007 na Bahia. Em 2009, Meira tentou matar um colega de cela. Em julgamento nesta ação, ele foi declarado inimputável, por sofrer de distúrbios psiquiátricos atentados por laudos médicos.

 

\Com informações da agência Reuters