Emissora suspende apresentadores por gesto racista contra seleção da Coreia do Sul

- EFE

Caso ocorreu em um programa da Telemundo, logo após a eliminação da Alemanha e da classificação do México

Apresentadores de programa do Telemundo foram suspenso após gestos pejorativos contra sul-coreanos. 

Apresentadores de programa do Telemundo foram suspenso após gestos pejorativos contra sul-coreanos.  Foto: Reprodução de cena/Telemundo

A Telemundo, emissora americana que produz conteúdo em espanhol, anunciou nesta quinta-feira, 28, que "suspendeu indefinitivamente" a dois apresentadores de um de seus programas que apareceram na tela fazendo gesto de esticar os olhos para fazer chacota da equipe sul-coreana na Copa do Mundo da Rússia 2018.

"Nossa companhia leva esse tipo de comportamento inapropriado muito a sério porque vai contra nossos valores e visões", diz um comunicado do canal.

A medida disciplinar afeta o che James Thahhan e a Janice Bencosme, que formam parte do elenco de Un Nuevo Día, que celebravam a classificação da seleção do México à segunda fase do mundial junto a seus companheiros quando o programa estava no ar na quarta-feira, 27.

Thahhan, coapresentador do programa, estreitou seus olhos com os dedos em uma clara referência a equipe sul-coreana que possibilitou a classificação do México para as oitavas de final ao derrotar a Alemanha e a encarregada de dar informações metereológicas Benscome o imitou, em meio a uma algazarra. Ambos se desculparam com todas as pessoas que se sentiram ofendidas por seus gestos "inapropriados e insensíveis com a comunidade asiática".

"O Mundial é uma grande oportunidade para unir amigos, pessoas queridas, familiares e países inteiros, e não para dividir nossas comunidades", disse Tahhan, que é venezuelano. "Eu também cometi o mesmo erro e quero pedir desculpas", ressaltou a dominicana Bencosme, que acompanhou o apresentador em uma mensagem transmitida pele Telemundo.

* Da EFE