Disney faz reunião com James Gunn e reafirma que não irá contratá-lo novamente

Redação - O Estado de S.Paulo

O estúdio quer colocar um fim na história que se arrasta há quase um mês

Após reunião com James Gunn, a Disney reafirmou que não irá contratá-lo novamente para dirigir 'Guardiões da Galáxia Vol. 3'

Após reunião com James Gunn, a Disney reafirmou que não irá contratá-lo novamente para dirigir 'Guardiões da Galáxia Vol. 3' Foto: Hannah McKay/Reuters

A demissão de James Gunn da direção dos filmes Guardiões da Galáxia continua causando polêmica dentro da Disney. Após os atores escreverem carta conjunta pedindo a volta de Gunn e a direção da Marvel tentar fazer o estúdio recontratá-lo, a revista Variety informa que Alan Horn, presidente da Disney, se encontrou pessoalmente com Gunn para reafirmar que ele não será recontratado.

A revista explica que o encontro foi organizado após pedidos dos empresários de Gunn, onde Horn explicou a decisão para o ex-diretor, de que eles não voltariam atrás por conta da impressão ruim que as piadas de mau gosto que ele fez no Twitter deixaram junto à direção do estúdio.

Kevin Feige, responsável pelo universo cinematográfico da Marvel, não participou da reunião, mas, segundo a revista, apoia as decisões da Disney, apesar de ter tentado convencê-los a recontratar Gunn. Com a produção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 programada para se iniciar em 2019, o estúdio agora terá que correr para contratar um substituto no comando do filme.