Diretor de 'Lightyear' diz estar 'satisfeito' com resultado da cena de beijo lésbico

Marcos Leandro - Especial para o Estadão

Dubladora da personagem celebrou que o momento tenha sido mantido no filme

Cena de afeto entre Alisha Hawthorne e sua namorada gerou banimento do filme 'Lightyear' em alguns países.

Cena de afeto entre Alisha Hawthorne e sua namorada gerou banimento do filme 'Lightyear' em alguns países. Foto: Disney

Uma cena em que a personagem Alisha Hawthorne e sua namorada se cumprimentam com um beijo em Lightyear, nova animação da Pixar, acabou gerando confusões em torno da obra. 

O momento havia sido retirado do filme, mas, após protesto de funcionários da Disney, foi reinserido. "Sempre pretendemos que esse relacionamento estivesse lá", disse Angus MacLane, diretor da produção, ao site Yahoo Entertainment.

"Estou muito satisfeito com o resultado final", acrescentou. Além disso, ele afirmou ter ficado surpreso pelo estúdio ter inicialmente cortado a cena. O beijo também gerou o banimento do filme em pelo menos 14 países do Oriente Médio e Ásia. 

Para a produtora Galyn Susman, a cena mostra apenas um relacionamento amoroso e duradouro. "Não é um bom modelo para todo mundo? Que tenhamos relacionamentos que durem a vida inteira."

A atriz Uzo Aduba, que dubla Alisha na versão original do filme, celebrou que o beijo tenha sido mantido. "Estou feliz que esteja lá", disse. "Este filme está abrindo um mundo totalmente novo para como as histórias podem ser contadas, como as histórias podem ser revisitadas."

"E acho incrível que a Disney e a Pixar tenham escolhido esse espaço para não apenas incluir momentos como esse, mas incluir tantos rostos diferentes e tantas histórias em um filme para que todas as crianças – jovens e velhas – possam ver um pedaço de si mesmos na história."