De vendedor de cocos a maquiadora e advogada: as profissões dos campeões do 'BBB'

Redação - O Estado de S.Paulo

Ao longo de 21 edições do 'Big Brother Brasil', maioria dos ganhadores era estudante; veja a lista completa

Juliette entrou como advogada e maquiadora e hoje também é cantora e influencer 

Juliette entrou como advogada e maquiadora e hoje também é cantora e influencer  Foto: Reprodução/TV Globo

Desde 2002, o Big Brother Brasil rende especulações e torcidas para quem irá faturar o prêmio de R$ 1,5 milhão.

De vendedor de cocos a maquiadora e advogada, as edições contaram com vencedores que entraram no jogo com as mais variadas profissões.

A estreia da edição deste ano está marcada para a próxima segunda-feira, 17.

Para ajudar no palpite de quem será o campeão da próxima edição do BBB, confira a lista das profissões dos ex-vencedores:

Vendedor de cocos (BBB 1)

Kleber Bambam foi o primeiro vencedor da história do Big Brother Brasil e faturou o prêmio que, à época, era de 500 mil reais.

Após a edição, Bambam chegou a entrar para o elenco de A Turma do Didi, na Globo, e a fazer participações no Show do Tom, da Record TV. Desde 2018, o ex-campeão mora nos Estados Unidos e hoje é fisiculturista.

 

Domador de cavalos (BBB 2)

Rodrigo Leonel, mais conhecido como Cowboy, conquistou o público da 2ª edição do programa. Estava sempre usando um chapéu de vaqueiro, em que carregava uma imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Hoje, Cowboy vive em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, e se divide entre as funções de personal trainer de cavalos e corretor em uma imobiliária.

 

Secretário parlamentar (BBB 3)

Dhomini foi o terceiro ganhador do Big Brother Brasil. Hoje, o ex-BBB vive afastado dos holofotes e é pai de 5 filhos. Ele e a esposa são vendedores de cosméticos.

Babá (BBB 4)

Cida dos Santos foi a primeira mulher a vencer o reality e faturou o prêmio que ainda somava meio milhão de reais. No Instagram, Cida ainda diz sentir saudades do BBB. Atualmente, ela é mãe de Victor e Victoria.

 

Professor de história (BBB 5)

Jean Wyllys foi o único homem gay a vencer o programa e foi o primeiro a faturar o prêmio de R$ 1 milhão. Desde 2009, Jean vem construindo uma trajetória política e é afiliado ao PT (Partido dos Trabalhadores).

Atualmente, ele é jornalista, doutorando em Ciência Política na Universidade de Barcelona, pesquisador e escritor.

Auxiliar de enfermagem (BBB 6)

Mara Viana entrou para a 6ª edição do programa com o objetivo de ganhar um carro para conseguir levar a filha com deficiência à escola. No final, foi a grande vencedora.

Hoje, ela está cursando a segunda graduação, em psicologia, e é formada em teologia. Ela investiu em imóveis, foi dona de uma pousada em Porto Seguro e apoia um projeto social na Bahia.

Administrador (BBB 7)

Diego Gasges, mais conhecido como Diego Alemão, venceu com 91% dos votos na edição de 2007. Diego chegou a trabalhar como apresentador, mas decidiu seguir carreira como investidor imobiliário. Hoje, ele é empresário e surfista.

Músico (BBB 8)

Rafinha venceu o reality com uma vitória apertada de 50,15% dos votos. Na época, era verdureiro e vocalista de uma banda de rock, mas hoje trabalha como tatuador em Campinas, interior de São Paulo.

Artista plástico (BBB 9)

Max Porto afirma que, por conta de suas tatuagens, ainda é reconhecido nas ruas. Ele entrou como artista plástico e, mesmo após o fim do programa, continua no universo artístico. Atualmente, ele também coordena uma escola criativa para crianças e adultos.

Lutador (BBB 10)

Marcelo Dourado também havia entrado para o elenco do BBB 4, mas faturou o prêmio de R$ 1,5 milhão apenas na segunda participação. Ele usou o dinheiro para investir na carreira de atleta e hoje é empresário no meio esportivo.

Atriz (BBB 11)

Maria Melilo foi a terceira mulher a vencer na história do programa. Ela é autora do livro “Desperte a mulher poderosa que existe em você”, em que relata a experiência dela durante o tratamento contra um câncer no fígado e faz um alerta contra o uso de anabolizantes. Atualmente, ela é modelo e digital influencer.

Veterinário (BBB 12)

Fael Cordeiro foi o 12º vencedor do programa e, após, decidiu investir em empreendimentos. Hoje, ele possui duas fazendas para criação de gado, uma para plantação de gado e também é dono de uma boate sertaneja no interior do Mato Grosso do Sul.

Advogada (BBB 13)

Fernanda Keulla também investiu o valor do prêmio após o programa. Ela já trabalhou como repórter e apresentadora nos programas da Globo e hoje apresenta o Encrenca na RedeTV!.

Modelo (BBB 14)

Vanessa Mesquita também foi uma das vencedoras que descobriu novos rumos após o programa. Atualmente, ela continua sendo modelo, mas também dedica uma parte do tempo à medicina veterinária.

Estudante de direito (BBB 15)

Cézar Lima concluiu a graduação em advocacia e hoje dedica as redes sociais para divulgar o cotidiano com a família. Ele é dono de uma fazenda no interior do Mato Grosso do Sul.

Estudante (BBB 16)

Munik Nunes tinha apenas 19 anos na época em que ganhou o prêmio da casa mais vigiada do Brasil. Aproveitou a fama para se tornar empresária, influenciadora e possui o sonho de ser atriz. Ela ainda vive de aplicações do prêmio.

Estudante (BBB 17)

Emilly Araújo disputou uma vaga no reality com a irmã gêmea, Mayla, e acabou sendo a grande campeã da 17ª edição. Atualmente, ela é influenciadora e apresentadora na RedeTV!.

Estudante de psicologia (BBB 18)

Gleici Damasceno foi a primeira da família a concluir o ensino médio e a entrar para a faculdade. Engajada com pautas sociais e políticas, Gleici hoje é atriz, influenciadora e participou da última edição de No Limite.

Advogada (BBB 19)

A vitória de Paula von Sperling foi criticada pela maioria do público por conta de comentários racistas e intolerantes durante a participação. Hoje ela é influencer.

Médica (BBB 20)

Thelma Assis foi a única negra a se formar em uma turma de medicina com mais de 100 alunos. Thelminha hoje é influenciadora, apresentadora e, em 2021, recebeu o Troféu Raça Negra.

Advogada e maquiadora (BBB 21)

Juliette Freire se tornou a participante mais seguida no Instagram na história do reality e foi a última vencedora do grande prêmio. Após o “fenômeno Juliette”, a advogada também investiu na sua carreira como cantora e influenciadora digital.