Daniel Filho compara pandemia com guerra mundial 'onde não há inimigo atirando'

Redação - O Estado de S.Paulo

Cineasta afirma que tem três filmes prontos e não tem onde passar; um deles é com direção de Lázaro Ramos

Daniel Filho durante papo com o jornalista Pedro Bial

Daniel Filho durante papo com o jornalista Pedro Bial Foto: Reprodução / Globo

Daniel Filho deu entrevista ao programa Conversa com Bial na segunda-feira, 25, e falou sobre a situação do Brasil diante do novo coronavírus.

Aos 82 anos e diretor de sucessos como Se Eu Fosse Você, Malu Mulher e Chico Xavier, Filho comparou a pandemia com uma nova guerra mundial "onde não tem inimigo atirando". Na visão dele, isso se demonstra pelas desigualdades sociais, nas quais os mais pobres saem mais prejudicados durante a crise.

Daniel Filho lembrou também do início da TV no Brasil para falar sobre as dúvidas a respeito do futuro causadas pelo novo coronavírus. “Quando a gente começou a fazer a televisão, a gente não sabia o que fazer com a televisão. Ela chegou e ficamos olhando para as câmeras e todo mundo ficou pensando ‘O que a gente faz com isso?’”,

O cineasta conta que está com três filmes prontos, mas não tem onde passar. "Um dos filmes é a refilmagem do Boca de Ouro, do Nelson Rodrigues, o longa O Silência da Chuva, que está pronto, e o Medida Provisória, que foi dirigido por Lázaro Ramos e tem a minha produção."

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus