Crianças discutem diversidade social e noções de cidadania em programa dos irmãos Neto no YouTube

Caio Nascimento* - O Estado de S.Paulo

Racismo, arte, proteção animal e respeito às pessoas com deficiência são alguns dos temas tratados; maioria dos canais infantis da plataforma ainda não foca em conscientização do público infantil

Crianças vão conversar sobre assuntos sociais e subjetivos, a fim de trabalharem a empatia e o respeito ao olhar para o próximo.

Crianças vão conversar sobre assuntos sociais e subjetivos, a fim de trabalharem a empatia e o respeito ao olhar para o próximo. Foto: Divulgação / Irmãos Neto

O que é racismo? Por que respeitar pessoas com deficiência? O que é amizade? Essas perguntas parecem óbvias e, muitas vezes, são alvo de preconceito entre adultos. No entanto, a visão das crianças sobre esses temas pode surpreender e mostrar um conhecimento até então pouco explorado no mundo dos pequenos.

Assim, o canal dos Irmãos Neto (Felipe e Luccas), no YouTube, vai estrear na quinta-feira, 28, o Kid+, um programa para discutir a diversidade da sociedade brasileira com 25 meninos e meninas de cinco a 13 anos. "Alguns pais não conseguem explicar para o filho certas situações por não viverem a realidade do outro", diz a apresentadora e influenciadora infantil Bruna Gomes. "Queremos que as famílias mostrem para as suas crianças as diferenças que existem entre as pessoas", completa ela, que namora Felipe Neto.

Para atingir esse objetivo, a primeira temporada, que foi gravada no Youtube Space Rio, vai até maio com 12 episódios, vai trazer um tatuador que trabalha apenas com um braço, um paraquedista tetraplégico, um deficiente visual medalhista paralímpico de futebol, além de outros perfis ainda não divulgados.

De acordo com a diretora e roteirista do programa, Roby Amaral, as crianças interagem com essas pessoas de forma livre, sem preparo prévio, para que elas digam o que pensam e sentem. "Selecionei as curiosas. Não queria atores, mas as que descomplicassem o mundo", explica.

Dentre os pequenos com essa característica está Heitor, de sete anos. O garoto é cadeirante e, segundo Bruna, demonstra revolta ao falar sobre a falta de acessibilidade nas ruas mesmo com pouca idade para entender o problema. "Ele se expressa em tom de protesto, e sentir isso vindo de uma criança causa um impacto no público, fazendo que tenha um maior alcance e espalhe empatia para o público infantil", diz a apresentadora.

Poucas iniciativas de youtubers infantis focam na conscientização social de crianças

Segundo um levantamento recente da Rede Snack, que monitora e analisa o mercado audiovisual digital, os três canais dos irmãos Neto (Irmãos Neto, Luccas Neto e Felipe Neto), dupla responsável pelo Kid+, figuraram entre os quatro mais influentes entre o público infantil do YouTube em 2018, com mais de 13 bilhões de visualizações.

Outros gigantes - como o canal da Camila Loures, do Rezendeevil e o da Turma da Mônica - também alcançaram bilhões de interações na plataforma, mas nenhum publicou, até hoje, programas de longo prazo com foco na cidadania e na conscientização social das crianças. Assim, Bruna Gomes analisa que a iniciativa vai na contramão da baixa quantidade de espaços digitais que dão poder de voz ao público infantil.

Bruna Gomes, que namora Felipe Neto, vai mediar as conversas das crianças.

Bruna Gomes, que namora Felipe Neto, vai mediar as conversas das crianças. Foto: Divulgação / Irmãos Neto

O programa terá três quadros, que vão propor discussões entre as crianças de diferentes formas:

- Kidcionário: Bruna Gomes mostra uma lista de palavras relacionadas ao tema do episódio para as crianças e elas falam o que acreditam ser o significado, sem certo ou errado. Num dos episódios, os pequenos serão apresentados a uma associação que salva animais traficados. A intenção é mostrar a importância dos bichos e os riscos que eles enfrentam. Assim, a apresentadora perguntará o que é esse tipo de contrabando para elas, por exemplo.

- Foca em você: as crianças contam o que pensam sobre diversos assuntos. Além disso, os convidados são entrevistado pelas crianças com perguntas formuladas por elas sem quaisquer filtros.

- Ki rebuliço: esse é o momento em que os pequenos mostram suas habilidades nas brincadeiras e dinâmicas propostas, sempre com base no tema escolhido.

Sinopse dos episódios que já foram gravados

- Medo do escuro: Algumas crianças têm medo do escuro, mas já imaginaram como é viver a vida inteira assim? Convidado: Sandro, deficiente visual, atleta e medalhista paraolímpico de futebol para cegos.

- Eu posso!: Os limites físicos não são maiores do que a superação de obstáculos. Convidado: Fabinho, um dos primeiros paraquedistas tetraplégicos a saltar nessa condição.

- Mídias Sociais: As novas gerações já nascem habituadas às mídias sociais, mas elas entendem as boas práticas nas redes? A conversa será com a apresentadora Bruna Gomes.

- BFF - Melhores Amigos: A fraternidade e o companheirismo sob a ótica infantil. A amizade entre as crianças é a mais pura? Convidados: integrantes do filme Batalha do Passinho.

- Isso é arte!: O que é arte? Como os pequenos entendem as expressões artísticas? Convidado: Tauê, tatuador com apenas um braço.

- Frustração X Êxito: As frustrações fazem parte da vida. Como as crianças lidam com elas? Convidado: ex-surfista Carlos Burle

- Heróis da vida real: Vingadores é um filme legal, mas as crianças falam sobre alguns dos verdadeiros heróis do cotidiano, como os cachorros policiais. Convidado: Policial do Batalhão de Ações com Cães.

*Estagiário sob a supervisão de Charlise Morais