Criador explica fim de 'Vikings': ‘Não tinha motivos para continuar'

Redação - O Estado de S.Paulo

Série chega ao fim na sexta temporada, mas deve ganhar continuação

'Vikings' encerra após sexta temporada.

'Vikings' encerra após sexta temporada. Foto: Divulgação/History

O criador da série Vikings, Michael Hirst, explicou que a série chegou ao fim porque ele sentiu que já teria dito tudo o que precisava sobre a história do personagem Ragnar e seus filhos.

“Eu sempre soube onde eu queria chegar e mais ou menos onde acabaria se fosse me dada a oportunidade. O que eu estava tentando fazer era escrever a saga de Ragnar Lothbrok e os seus filhos. Depois de seis temporadas e 89 episódios, eu senti – finalmente – que tinha conseguido. Nós paramos de gravar no final de novembro e eu senti que tudo o que eu precisava dizer sobre Ragnar e seus filhos, eu tinha dito. Eu não tinha motivos para continuar além disso”, afirmou em entrevista à Variety na quarta-feira, 30.

Vikings chega ao fim em 2020, com a exibição de 20 novos episódios na sexta temporada. “Nós visitamos três novos mundos nesses episódios, passamos por grandes tragédias e grandes heroísmos. Se você tiver lágrimas para chorar, esteja preparado enquanto assiste à sexta temporada”, disse Hirst, acrescentando que se sente “orgulhoso pela série”.

Michael ainda revelou a possibilidade de criar uma nova série para continuar a história: “Não precisa envolver necessariamente os mesmos personagens. Não posso entrar em mais detalhes além disso, mas aos fãs da série será uma continuação da experiência de Vikings”.