CNN demite Kathy Griffin após fotos com cabeça falsa de Trump decapitada

Steve Gorman - Reuters

Rede de TV norte-americana considerou as imagens 'desagradáveis' e 'ofensivas'

Kathy Griffin posou com uma cabeça ensanguentada de Donald Trump e até o Serviço Secreto foi envolvido na história.

Kathy Griffin posou com uma cabeça ensanguentada de Donald Trump e até o Serviço Secreto foi envolvido na história. Foto: REUTERS/David McNew

A rede CNN demitiu nesta quarta-feira,31, a comediante Kathy Griffin de sua transmissão anual de Noite de Ano Novo após ela atrair fortes críticas por posar para fotografias segurando uma cabeça decapitada parecida com a do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A rede anunciou a demissão após criticar anteriormente as fotos como “desagradáveis e ofensivas”.   

Kathy publicou um pedido de desculpas gravado em vídeo na noite de terça-feira, 30, em meio a críticas de republicanos e democratas, incluindo condenação de Trump.  

“Kathy Griffin deveria ter vergonha de si mesma”, escreveu Trump. “Meus filhos, especialmente meu filho de 11 anos, Barron, estão tendo dificuldades com isto. Doentio!”

O Serviço Secreto dos Estados Unidos, responsável pela segurança presidencial, abriu uma investigação sobre a postagem de Griffin posando com a réplica decapitada, disse um porta-voz em Los Angeles, quando perguntado se a agência estava analisando o incidente como uma possível ameaça à vida do presidente.

“Estamos cientes disso e estamos investigando isso”, disse o porta-voz, George Fernandez, à Reuters. Ele se negou a elaborar.

Kathy, de 56 anos, duas vezes vencedora do Emmy e conhecida por seu estilo de humor deliberadamente provocativo, tem participado desde 2007 como coapresentadora da transmissão da Noite de Ano Novo da CNN, feita na Times Square, em Nova York, com o âncora Anderson Cooper.

 A CNN não deixou claro se estava encerrando o contrato de Noite de Ano Novo com Griffin somente para a transmissão de 2017 ou em definitivo.