Cansado do velho 'Hoje é um novo dia...'? Dê uma chance à vinheta deste ano

Luiza Pollo - O Estado de S.Paulo

Depois de 45 anos da música, dupla canadense 'Choir! Choir! Choir!' é chamada para fazer versão mais 'crua'

Daveed Goldman e Nobu Adilman, do 'Choir!Choir!Choir!', dizem que o mais importante é se divertir com a música

Daveed Goldman e Nobu Adilman, do 'Choir!Choir!Choir!', dizem que o mais importante é se divertir com a música Foto: Globo/ Maurício Fidalgo

Atualizado em 28/11/16

Os versos 'hoje é um novo dia, de um novo tempo que começou' quase nos fazem salivar com gosto de panetone, espumante e uva passa das festas de fim de ano. Ok, talvez você não seja um grande fã da musiquinha que toca anualmente, sem falta, há 45 réveillons na Rede Globo.

Depois de mostrar muitos artistas, crianças, atletas e até o William Bonner vestido de carteiro (!) a emissora resolveu tentar algo ainda mais diferente em 2016. Trouxe dois canadenses, que nunca tinham ouvido a musica antes, para fazer o arranjo e reger o coro de mais de 1200 pessoas, entre artistas, jornalistas e 'anônimos'. 

Daveed Goldman e Nobu Adilman, criadores do Choir!Choir!Choir! estão acostumados a lidar com literalmente centenas de cantores amadores nas 'sessões' que fazem pelo país. "Nós tivemos seis anos para desenvolver um estilo, que eu geralmente chamo de caos controlado", explica Nobu.

Apesar de o caos ser 'controlado', trabalhar com tanta gente ao mesmo tempo – e que nem sempre fala a mesma língua – pode gerar alguns atritos. Foi o que aconteceu quando os 'globais' estavam conversando muito e Daveed resolveu fazer uma piada com humor mais ácido. "Eu gritei bem alto de brincadeira: 'Parem de se divertir. Ninguém se diverte aqui. No Canadá não tem diversão'", conta. "E uma atriz, me disseram que ela é bem famosa, pegou o microfone do tradutor e disse: 'A gente se diverte aqui. Nós somos inteligentes. Isso que você fez não foi uma brincadeira', como se eu fosse gritar daquele jeito com alguém."

O nome da atriz em questão não foi revelado, mas Nobu brinca que 'forças maiores' estiveram presentes naquele momento. Tirando o pequeno choque cultural, a dupla afirma que ficou muito feliz em trabalhar com a equipe. "Todo mundo estava tão animado em cantar essa música. Foi tipo uma grande festa", diz Nobu. E como foi. Taís Araújo e Tiago Leifert comprovaram nas redes sociais.

"Quando chegamos no hotel e mencionamos que iríamos cantar essa música, a pessoa que estava na recepção já começou a cantar. Todo mundo conhece, é quase como um passaporte aqui", notou Nobu. 

E transformar uma canção tão conhecida dos brasileiros em algo original não foi fácil, segundo a dupla. Além disso, eles nunca tinham trabalhado com uma música inteira em outra língua. Nobu conta que precisou reescrevê-la palavra por palavra, foneticamente, para decorar. "No começo nós éramos os que sabiam menos a música, mas conseguimos chegar ao nível de todo mundo, e eles chegaram à nossa 'vibe'."

Carol Castro e Fabiana Karla entre os participantes da gravação da Mensagem de Final de Ano

Carol Castro e Fabiana Karla entre os participantes da gravação da Mensagem de Final de Ano Foto: Globo/ Paulo Belote

No fim das contas, nós, telespectadores, recebemos uma versão bem mais 'crua' da música. Sem playback, cenário montado ou roupas extravagantes, neste ano a vinheta promete ser mais 'real'. 

Além disso, uma serie de vídeos sobre pessoas que fizeram a diferença foi veiculada na internet, como complemento da mensagem de fim de ano. Essas pessoas também estiveram presentes na gravação da música.

Se o Brasil vai gostar da mudança? "Isso são os brasileiros que vão ter que responder", diz Daveed. "Mas esse momento vai ser diferente dos anos anteriores", promete.

 

Veja também o vídeo da música Hallelujah, de Leonard Cohen, um dos mais conhecidos da dupla: