'Bridgerton': com menos nudez, segunda temporada destaca romance e protagonismo feminino

Sofia Hermoso - Especial para o Estadão

Em entrevista ao Estadão, quatro atores do elenco comentam suas expectativas para o lançamento da nova temporada e revelam perspectivas sobre seus personagens

'Bridgerton' traz a família Sharma, composta apenas por mulheres, para o protagonismo da segunda temporada e mostra sensibilidade entre as irmãs Kate (Simone Ashley) e Edwina (Charithra Chandran).

'Bridgerton' traz a família Sharma, composta apenas por mulheres, para o protagonismo da segunda temporada e mostra sensibilidade entre as irmãs Kate (Simone Ashley) e Edwina (Charithra Chandran). Foto: Liam Daniel/Netflix

Atenção: Este conteúdo contém spoilers.

Nobreza, bailes, casamentos, romances, sexo, sedução e muita fofoca. Esse é o pacote completo de Bridgerton, que ganha sua segunda temporada nesta sexta-feira, 25. A segunda série mais assistida da Netflix, desbancada apenas por Round 6, está pronta para o olhar crítico dos fãs da escritora Julia Quinn, autora dos livros adaptados para uma das produções de maior sucesso da plataforma de streaming.

Baseada no romance O Visconde Que Me Amava, a segunda temporada de Bridgerton acompanha a jornada de Lord Anthony Bridgerton (Jonathan Bailey) em busca de uma esposa. Criada por Chris Van Dunsen, a série ganha novos e importantes personagens para agitar a alta sociedade de Londres. Com Shonda Rhimes à frente da produção do fenômeno global, o protagonismo fica por conta das mulheres e ganha ainda mais diversidade. 

"Na Shondaland, nós garantimos que a equipe e as pessoas por trás dos bastidores sejam tão multiculturais quanto as pessoas que você vê na frente da câmera. Nos certificamos de que elas tenham diferentes idades, habilidades e gostamos de assegurar que os elencos, as equipes e os escritores representem o mundo real. Acho que é o melhor para a narrativa e a torna mais autêntica e complexa", afirmou Shonda, em entrevista oficial à Netflix.

Com a chegada das irmãs Kate Sharma (Simone Ashley) e Edwina Sharma (Charithra Chandran) da Índia, é dado início ao novo ciclo de dramas da nobreza britânica. Em uma temporada com menos cenas explícitas do que a primeira, a tensão sexual, no entanto, não fica para trás. O clima entre os protagonistas Anthony e Kate, construído ao longo dos oito episódios da trama, é um prato cheio para os românticos de plantão.

Kate Sharma (Simone Ashley) e Anthony Bridgerton (Jonathan Bailey) vivem relação conturbada na segunda temporada de 'Bridgerton'.

Kate Sharma (Simone Ashley) e Anthony Bridgerton (Jonathan Bailey) vivem relação conturbada na segunda temporada de 'Bridgerton'. Foto: Liam Daniel/Netflix

Sem Regé-Jean Page no papel de Simon Basset, Phoebe Dynevor, intérprete de Daphne Bridgerton, perde o destaque. No entanto, desempenha a importante missão de ajudar o irmão mais velho a encontrar o amor. Assim como ela, que ficou com um papel secundário na nova temporada, outros personagens coadjuvantes ganham profundidade e um enredo mais individual.

O Estadão conversou com quatro desses atores, que comentaram sobre as gravações e compartilharam opiniões sobre a trajetória de seus respectivos personagens na segunda temporada.

 

As mulheres Featherington

Na nova temporada de 'Bridgerton', as mulheres da família Featherington têm de encarar dificuldades financeiras enquanto mantêm o status social.

Na nova temporada de 'Bridgerton', as mulheres da família Featherington têm de encarar dificuldades financeiras enquanto mantêm o status social. Foto: Liam Daniel/Netflix

"Para mim foi um enredo completamente diferente. Eu estava sem o meu marido, então essa temporada é toda sobre como conseguir nosso dinheiro de volta e como sobreviver". Essas são as palavras de Polly Walker, atriz que interpreta Portia Featherington, uma mãe de três filhas que perde o marido na primeira temporada e tenta manter a pose diante da nobreza britânica enquanto enfrenta dificuldades financeiras.

Em um bate-papo descontraído, as atrizes Polly Walker e Bessie Carter, intérprete de Prudence Featherington, revelaram que admiram a força de Portia. Apesar de agir de uma maneira que as mães não costumam agir hoje em dia, Polly acredita que "por trás de tudo, há um forte amor por suas filhas e ela fará qualquer coisa por elas. Elas são tudo para Portia, eu acho que ela é uma ótima mãe, uma mãe leoa". 

Vivendo em busca do casamento perfeito, Bessie acredita que Prudence, sua personagem, tenta imitar a mãe. "Eu quero ser muito como a minha mãe [na série], porque eu a vejo como uma forte leoa e quero ser assim", comenta a atriz.

Os Featherington possuem um papel importante dentro da série — especialmente com Penelope como Lady Whistledown, a fofoqueira da trama — mas não apenas por isso. Mesmo quando o patriarca da família estava vivo, eram as mulheres que se destacavam e, desta vez, não é diferente. Entre artimanhas e espirituosidade, a família tenta dar a volta por cima e restabelecer seu lugar na alta sociedade.

Bessie conta que sua cena favorita da segunda temporada é justamente após um escândalo envolvendo Prudence. "É comigo e com a Nicola Coughlan, que interpreta a Penelope [...] Parecia uma cena de final de drama de época e eu pensava 'você está em Bridgerton e está passando pela escadaria, há velas e você está fofocando e sussurrando'. Como atriz, eu achei aquilo intimidador e perfeitamente excitante", revela.

Já para Polly, a cena final é a mais satisfatória, porque é possível ver o resultado de toda a jornada de Portia até ali. A atriz diz que "foi importante para mostrar alguma verdade e dar à ela alguma humanidade, porque muitas pessoas dizem 'ah, a Portia, ela é um monstro, mas não é'".

 

Os irmãos Bridgerton

Colin Bridgerton (Luke Newton) e Benedict Bridgerton (Luke Thompson) protagonizam cenas cômicas e dilemas individuais enquanto tentam encontrar seu próprio caminho.

Colin Bridgerton (Luke Newton) e Benedict Bridgerton (Luke Thompson) protagonizam cenas cômicas e dilemas individuais enquanto tentam encontrar seu próprio caminho. Foto: Liam Daniel/Netflix

Os atores Luke Newton e Luke Thompson não compartilham apenas o mesmo nome na vida real, mas também levam o mesmo sobrenome nas telas. Benedict e Colin Bridgerton, interpretados por Thompson e Newton respectivamente, são os irmãos do sexo masculino mais velhos depois de Anthony, mas não dividem os mesmos deveres do visconde.

Na tentativa de descobrir o próprio caminho, os dois ganham cenas importantes para o desenvolvimento dos personagens. Sem deixar as relações de lado, eles tentam se encontrar na vida profissional — Benedict, na arte, e Colin, nos negócios. 

Mesmo assim, romance e sexo não ficam de fora, afinal, Benedict é um dos solteiros mais requisitados da sociedade londrina. A torcida do ator Luke Thompson é para que seu personagem abrace a vida artística por completo, mas também encontre o amor: "Não são a mesma coisa, mas estão conectados. A busca por ambos é complicada e se mostra ainda mais complicada na segunda temporada". "Tem um momento adorável entre ele e Anthony, quando ele se abre um pouco sobre como seria estar apaixonado por alguém", acrescenta. 

Já Colin, conta com o amor de Penelope, ainda pouco desenvolvido na nova temporada. Para Luke Newton, tem sido ótimo acompanhar o relacionamento dos dois: "Eu acho muito divertido interpretar essa versão lenta de como duas pessoas podem ou devem eventualmente virar um casal".

Após interpretarem cenas cômicas, discussões familiares e dilemas individuais, os atores estão bastante animados com o lançamento da segunda temporada. "Muito do que as pessoas amam em Bridgerton está lá, mas ao mesmo tempo não se compara [com a primeira temporada] porque é diferente, há uma história de amor diferente. Então, eu estou realmente interessado em ver como será recebido e o que as pessoas vão comentar", afirma Thompson.

Há, ainda, a novidade de lançar a produção em grande escala, ao contrário do que aconteceu com a primeira temporada, devido a pandemia de coronavírus. Sobre a participação em eventos de lançamento, Newton se mostrou feliz: "Celebrar com todo o elenco é muito animador, é uma história nova, mas também uma experiência nova".

Confira a entrevista completa: