'BBB': Relembre as edições do 'Big Brother' com o Quarto Branco

André Carlos Zorzi - O Estado de S.Paulo

Ao todo, oito participantes já passaram pelo cômodo, que teve seu retorno anunciado por Boninho para o 'BBB 20'

Quarto Branco do 'BBB 9'.

Quarto Branco do 'BBB 9'. Foto: Reprodução de 'Big Brother Brasil' (2009) / Globo

O Quarto Branco do Big Brother Brasil terá sua volta no BBB 20. A informação foi confirmada pelo diretor Boninho na quarta-feira, 19.

"Vamos fazer um Quarto Branco 2.0! E para pressionar, o teto vai apertar! Em breve!", escreveu em seu Instagram.

Um cômodo todo branco, contando apenas com camas, poucos móveis e um botão vermelho no centro chamou atenção desde a 1ª vez em que apareceu no reality show, em 2009. Ele ainda voltou no ano seguinte, no BBB 10.

Ao todo, foram oito participantes que passaram pelo Quarto Branco, sendo que um deles, Leonardo Jancu, não aguentou o confinamento e pediu para sair do programa

À época, além de críticas, a Globo enfrentou uma apuração do Ministério Público, que avaliou se houve prática de tortura por conta do cômodo, após ter recebido cinco denúncias ligadas ao fato.

Relembre abaixo as aparições do Quarto Branco ao longo da história do Big Brother Brasil.

BBB 9 - A estreia do Quarto Branco 

Em 30 de janeiro de 2009, uma sexta-feira, o participante Newton, conhecido como Tom, atendeu o Big Fone e foi informado de que deveria escolher duas pessoas para compartilhar um "castigo" usando roupas brancas no domingo seguinte. Ele escolheu Ralf e Leo.

"Vocês têm água potável, terão alimentação e uns biscoitinhos, até. Uma beleza, não tem nada demais. É só ficar aí", afirmou a voz do apresentador Pedro Bial ao 'recepcioná-los' no Quarto Branco.

Não foi dada uma data definida para sua saída do local, mas um grande botão vermelho ao lado de uma sirene luminosa ficavam no centro do cômodo - quem quisesse sair, bastava apertar. Automaticamente, estaria livre, porém, também eliminado do Big Brother Brasil.

Os três chegaram a indicar Alexandre para o 3º Paredão da edição, na semana em que o líder Emanuel escolheu Max e a casa votou em Priscila. Caso o escolhido do trio fosse eliminado dois dias depois, na terça-feira, eles estariam liberados a retornar para casa.

Alexandre acabou sendo eliminado, mas isso acabou sendo indiferente, já que Leo não resistiu e pediu para sair ainda na tarde de segunda-feira. Seus dois colegas foram liberados para retornar à casa principal.

"É pior que um hotel e um pouquinho melhor que uma prisão", afirmou Newton a colegas após a experiência.

Questionado por Pedro Bial sobre os motivos da desistência, Leo respondeu: "Só quem está lá dentro sabe. O tédio... Eu já vinha em um momento de fraqueza dentro da casa antes de tocar o Big Fone. Para mim, entrar de novo e ficar aprisionado naquele quarto minúsculo sem ver a luz do dia, sem nada, foi demais".

O participante ainda citou a dificuldade de ficar confinado com "dois jogadores do seu lado fazendo pressão psicológica".

À época, diversas denúncias foram feitas ao Ministério Público do Rio de Janeiro alegando que se tratava de uma forma de tortura.

'O conceito de crueldade não se aplica'

Em entrevista ao O Globo em 15 de fevereiro de 2009, Pedro Bial foi questionado se o Quarto Branco "foi crueldade".

"Não. Já houve provas de resistência muito mais cruéis. O conceito de crueldade não se aplica a, ou não explica, relações de um jogo consensual. Só entra no BBB quem quer, quem quer muito, e topa ir às últimas conseguências", defendeu.

Na sequência, o apresentador continuou: "Quem foi para o Quarto Branco o fez por propósitos próprios. Além disso, poderia sair quando bem entendesse, bastando apertar um botão"

Novos participantes no Quarto Branco do BBB 9

Ainda no BBB 9, quase dois meses depois, em 27 de março, Francine atendeu ao Big Fone, e teve de escolher uma dupla de participantes que não estivesse no Paredão para ir ao quarto branco. O fato seria mantido em segredo até que fosse pedido que eles fossem para lá.

Ela, então, entregou um colar preto para Psicila e outro para Flavio, indicando que eram seus escolhidos. Dois dias depois, ambos foram para o cômodo.

A regra, porém, era um pouco diferente. "A partir de agora, vocês fazem parte da prova do líder. Quem quiser sair do quarto antes do final da prova, basta apertar o botão vermelho. Mas, quem apertá-lo, estará automaticamente no Paredão", informou uma voz não idenfificada, à dupla.

Em 29 de março de 2009, um dia movimentado: Josiane foi eliminada com 68% em um paredão contra Ana. Pouco depois, Ana se tornaria líder em uma prova que contou com auxílio do Quarto Branco.

Os dois fizeram parte da prova do líder em uma dinâmica que escolhiam cores, sem saber o que isso significava. Diante do público, cada um dos outros participantes tinha em mãos uma raquete colorida. As escolhas tomadas pelo Quarto Branco influenciavam na prova.

Logo em seguida, houve a formação de um novo Paredão. Desta vez, a dupla que estava no próprio Quarto Branco foi alvo da casa. Na sequência, foram liberados do Quarto Branco. Flávio acabou eliminado pouco depois.

No BBB 9, uma televisão na sala da casa exibia o Quarto Branco aos seus colegas de confinamento. 

BBB 10 - O retorno do Quarto Branco

Na 10ª edição do Big Brother Brasil, vencida por Marcelo Dourado, o Quarto Branco apareceu novamente.

Na noite de uma quinta-feira, 19 de fevereiro, Angélica, também conhecida como Morango, atendeu o Big Fone e foi informada de que estaria no Quarto Branco. Ela teria que escolher outros dois colegas para acompanhá-la e o trio iria imediatamente ao cômodo. 

A voz ainda ressaltava que, caso o líder ou o anjo tivessem atendido o Big Fone, eles não participariam da etapa, e apenas indicariam três outras pessoas. 

Morango optou por chamar Cacau e Serginho para o Quarto Branco, onde o trio ficou até o Paredão de domingo. 

Uma votação foi aberta ao público para que um dos confinados no cômodo fosse imunizado. Com 46% da preferência do público, diante de 31% de Cacau e 23% de Angélica, Serginho ficou imune. 

Minutos depois, Morango foi indicada ao Paredão pelo restante da casa. Na sequência, o trio retornou à casa principal do BBB 10. Ao todo, passaram cerca de 50 horas no Quarto Branco.