'BBB 22': Eli e Natália discutem mais uma vez e medo de Jessi sobre paredão marcam o dia

Beatriz França - Especial para o Estadão

No Jogo da Discórdia, a mineira escolheu o affair para cumprir castigo extra do Monstro e decisão tem rendido discussões

No 'BBB 22', Eli e Natália protagonizam mais uma discussão sobre castigo extra do Monstro e Jessi teme resultado do paredão desta terça, 12.

No 'BBB 22', Eli e Natália protagonizam mais uma discussão sobre castigo extra do Monstro e Jessi teme resultado do paredão desta terça, 12. Foto: Globo

Os dias do Big Brother Brasil continuam movimentados e o clima na casa mais vigiada do Brasil segue tenso. Após o Jogo da Discórdia da última segunda-feira, 11, Eliezer e Natália acabaram trocando algumas farpas — que rendeu até esta terça, 12.

Terça-feira também é dia de eliminação e o paredão está entre Gustavo, Natália e Paulo André. Para aliviar o clima, a produção do reality preparou uma ação especial de Páscoa com uma das marcas patrocinadoras.

Mas, durante a dinâmica, Eli e Natália voltaram a discutir. Além disso, o publicitário desabafou sozinho no Quarto do Líder e Jessi revelando sentimento para o paredão desta terça, 12, são destaques do dia. Confira:

 

Páscoa antecipada no BBB 22

 

 

Os moradores da casa mais vigiada do Brasil foram presenteados com uma Páscoa antecipada e celebraram a data com orelhinhas de coelho. 

Os brothers caçaram ovos pelo gramado do BBB 22, e ainda puderam dedicar e enviar chocolates para as pessoas queridas de suas vidas.

 

Fim de Eli e Natália?

 

 

Após o desentendimento que tiveram na noite da última segunda, 11, por causa da consequência do Jogo da Discórdia, Natália e Eli voltaram a conversar sobre o castigo extra do monstro que o líder recebeu da mineira.

“Quando eu tirei a consequência, a primeira coisa que eu perguntei ao Tadeu foi: ‘Vai perder o Vip?’, ‘vai perder o quarto?’. Ele falou ‘não’. Então eu falei: ‘Vou colocar o Eli porque nesse momento a Jessi está muito fragilizada emocionalmente e estou com medo dela não aguentar’”, explicou a emparedada. 

“Eu não sabia qual seria o tipo de monstro e falei: ‘Como o Eli está mais tranquilo, ao menos nesses dois dias, acho que para ele vai ser melhor e conversando com ele, vai me entender’”, continuou a designer de unhas.

Eli aproveitou para desabafar sobre ter que cumprir o Monstro-Polvo: “Você sabia como estava me sentindo antes e sabia o quanto aquela prova era importante pra mim. Tenho certeza que o Tadeu não te explicou o Monstro. Ele não explicou nem no ao vivo”.

“Poderia ser de resistência, então, mesmo que eu não tivesse perdido o quarto, o Vip, eu poderia ficar em pé aqui à noite inteira, durante um dia, até amanhã, que daria na mesma. Era uma liderança de dois dias, super repentina, super curta e você, também, sabia disso. Da mesma forma que você só pensou na Jessi”, disparou o publicitário.

Depois de ouvir o affair, a mineira se recolheu e conversou com Pedro Scooby, que tentou acalmar a sister. Natália reclamou sobre o comportamento de Eliezer durante a confusão: “É a terceira vez que ele grita comigo, e última. Não tem o que conversar porque a pessoa só quer ver o lado dela, sabe?”.

 

 

‘Sabia que estava sozinho’

 

 

Após a briga com a mineira, Eli foi para o Quarto do Líder e desabafou sozinho no cômodo: “Eu sabia que estava sozinho aqui. Eu só tive a certeza que estou sozinho nesse lugar”.

“Falei para ela como estava me sentindo. Sendo votado durante dois meses pela maioria da casa, por nunca ter sido convidado para nenhuma dinâmica. Por nunca ter ido ao Almoço do Líder, nunca ter ganhado e, principalmente, não ter saído da Xepa. Por estar sempre no Monstro, sempre me escolhem pra ser monstro e ainda sou egoísta”, continuou.

Aos prantos, Eliezer concluiu seu desabafo para si mesmo: “Tô cansado. Eu tô muito cansado”.

 

'Já estou pensando no paredão'

 

 

No Quarto Grunge, Jessi e Natália desabafaram sobre jogo e os próximos paredões do BBB 22. “Ai ai, Natália. Eu já estou pensando nisso, no paredão e no novo paredão. Eu já estou pensando porque, independentemente de qualquer coisa, se eu não ganhar a prova, estou no paredão”, declarou a professora.

“Quero muito acreditar que você vai ficar e que eu vou e vou voltar, mas, se você sair, já estou sentindo que vou no seguinte”, continuou Jessi. 

A bióloga ainda brincou que iria ela, Linn da Quebrada e Natália para o Domingão na mesma semana: “Na semana que a gente vai para o Domingão, vamos nós três. [...] Já pensou?”. Natália responde: “A briga!”.

Em seguida, a mineira revelou que está com “coração apertado” e fala sobre a discussão que teve com Eli: “Eu já estava super mal, você lembra como eu estava e ainda acontece isso… Estou com um sentimento meio de culpa, sabe?”. “Não acho que exista culpa”, opinou Jessilane. “Achei que ele fosse ser mais compreensivo, sabe?”, comenta a mineira. 

“Eu entendo o que Eli sentiu, nesse sentido do Monstro. Porque, é isso, ele já foi para o Monstro várias vezes, tem esse contexto da Liderança, e aí, por isso, eu consigo entender ele ter se sentido mal e tudo mais. Mas, também estou entendendo o seu lado, agradeci por você ter pensado em mim. Só que é isso, né, aqui, a gente não tem tempo para sofrer demais. Eu não posso ficar chorando por cinco dias", opina, mais uma vez, Jessi.

"Só que parece que aqui dentro eu não tenho um dia para mim. Parece que comigo as coisas vão acontecendo uma atrás da outra. Parece que eu não tenho um espacinho de tempo", conclui a mineira.

Big Brother Brasil vai ao ar após Pantanal e o público ficará sabendo quem deixa o reality: Gustavo, Natália e Paulo André.