‘BBB 22’: DG acusado de intolerância religiosa e arrependimentos marcam dia na casa

Bárbara Correa - Especial para o Estadão

Dia ainda teve show da Beija-Flor e Eslovênia sugerindo paredão entre ela e Arthur Aguiar

DG foi criticado por internautas após usar o termo 'mandinga' e Eliezer se arrependeu de seu voto.

DG foi criticado por internautas após usar o termo 'mandinga' e Eliezer se arrependeu de seu voto. Foto: Globoplay

Após a formação do paredão na noite deste domingo, 28, o dia no Big Brother Brasil 22 foi marcado por choro e arrependimento de votos e uma fala de Douglas Silva sobre Lina que repercutiu negativamente fora da casa. O brother disse que a cantora fez uma "mandinga" para Pedro Scooby

Tudo começou quando Scooby encontrou uma das tranças de Linn, que a participante cortou quando mudou o visual e deu de presente para o surfista. Douglas respondeu: "Por isso cê não tá conseguindo dormir".

Arthur e Lucas, que também estavam no cômodo, riram do comentário, e o ator explicou o que quis dizer para o surfista, que não tinha entendido: "As mandingas vêm, filho. Ainda mais você que está brincando e dormindo. Passa óleos essenciais e 'pô, não sei o que está acontecendo'. Toda hora passando óleos essenciais, mas aí pega o bagulho [trança]. Vai acabar com o óleo e não vai resolver o problema".

Equipes se posicionam

Após o ocorrido, os administradores das redes sociais de Lina se pronunciaran no perfil dela afirmando que está avaliando a melhor forma de conduzir a situação. A cantora é ex-Testemunha de Jeová e hoje segue religião de matriz africana, falando abertamente na casa sobre seu pai de santo.

Já a equipe de Douglas se pronunciou pedindo desculpas pela fala, definida por eles como "equivocada". Confira as publicações dos participantes:

Vyni e Eliezer arrependidos

Eliezer tenta aconselhar Vyni que se escondeu debaixo do cobertor

Eliezer tenta aconselhar Vyni que se escondeu debaixo do cobertor Foto: Globoplay

Depois de Jade descobrir que Vinícius e Eliezer não votaram em Douglas, como foi combinado entre o quarto lollipop, os integrantes do time pipoca se arrependeram de ter escolhido Jessilane e não o ator. Isso porque eles acreditam que se tivessem seguido o acordo, Larissa não estaria no paredão nesta semana. 

No raio-x, Eliezer desabafou sobre seus votos na última noite, explicando sua escolha e relatando que acabou "pensando de forma individual". No final da manhã de hoje, Vyni passou alguns minutos escondido sob a manta, sem falar com ninguém. No entanto, o cearense podia ser ouvido fungando.

Eliezer tentou consolá-lo, mas acabou também chorando: "A gente não consegue voltar atrás, cara. Queria muito, também. Ou não. Ou queria. Ai, meu Deus... Eu odeio ter esse sentimento, de querer voltar atrás. Dessa vez afetou pessoas além de mim, porque quando é só comigo, f*da-se. Estou me sentindo muito culpado". 

Arthur x Eslôvenia

Enquanto aguardavam na sala pelo início de uma ação patrocinada, Arthur e Eslôvenia conversaram sobre o jogo e os próximos paredões, momento que gerou críticas da miss. Depois do papo, ela chamou o brother de "soberbo".

De acordo com a pernambucana, Arthur teria a provocado sobre os dois enfrentarem uma possível berlinda juntos. Mas, a equipe do ator postou um vídeo com o diálogo completo entre os dois, que foi um pouco diferente do relatado pela modelo.

No trecho, Arthur comenta que fará um paredão"só de quem não foi" na próxima semana. Eslô, então, disparou: "Melhor ainda, vamos eu e tu?".  Arthur rebateu: "Ué, de novo? Quer eu vá em outro, o quarto paredão?".

"Não, ele fica 'bora mandar quem não foi', então bora eu e tu então", respondeu a miss. "Quarto paredão? Então bora", finalizou o ator.

Carnaval com Beija-Flor

Os brothers foram surpreendidos com uma escola de samba ao vivo: a Beija-Flor entrou na casa e fez um evento particular para todos ps competidores.  O elenco ouviu a voz emblemática de Neguinho da Beija-Flor, o intérprete da escola, e vibraram.

Todos correram para a área externa ao som da bateria. Douglas Silva e Natália foram os nomes mais empolgados, se jogando no samba ao som de sambas-enredo e com bebida liberada.