Atores de '500 Dias com Ela' assistem ao filme dez anos após lançamento

Redação - O Estado de S.Paulo

Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levitt comentaram cenas do longa-metragem com uma nova perspectiva; atriz cita 'era do Me Too'

Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levit em cena do filme '500 Dias com Ela'.

Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levit em cena do filme '500 Dias com Ela'. Foto: Fox Searchlight Pictures via Reuters

Os atores Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levitt, protagonistas do filme 500 Dias com Ela, se reencontraram para rever o filme exatamente dez anos e uma semana depois do lançamento do longa-metragem.

Com exclusividade para a revista Entertainment Weekly, eles discutiram sobre seus personagens e parecem ter uma melhor compreensão do filme.

"Esse é um filme com zero ironia dramática. Zero. É 100% do ponto de vista de Tom [personagem de Gordon-Levitt], sobre o qual falamos antes, mas é uma coisa que as pessoas não entendem muito bem sobre o filme. Elas acham que Summer [personagem de Zooey] é uma vilã", disse a atriz.

Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levitt em 2018.

Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levitt em 2018. Foto: Danny Moloshok/Reuters

Gordon-Levitt considerou que parte dessa impressão provém da dublagem do filme, que soa autoritária. "Todos nós pensamos que nossa perspectiva é autoritária, e Tom acha que sua perspectiva é autoritária. Mas a vida é muito mais subjetiva do que isso", afirmou. Zooey comentou que, na era do #MeToo, é possível ter uma perspectiva diferente da história.

Eles seguiram conversando sobre cenas do longa, e o ator comentou a atuação de Zooey quando a personagem dela canta em um karaokê. "O engraçado de você cantando em um karaokê nesse filme é que você teve de parecer que não é tão boa cantora quanto realmente você é", comentou.