Após 24 anos como coadjuvante, Felipe Folgosi volta a ser protagonista em nova série

Gabriel Perline - O Estado de S.Paulo

'171 - Negócio de Família' estreia neste domingo, 23, no Universal Channel

Felipe Folgosi

Felipe Folgosi Foto: Moonshot Pictures

Felipe Folgosi estreou na TV em 1993, e logo como protagonista da novela Olho no Olho, na Globo, quando interpretou o paranormal Alef. De lá para cá, diversas novelas em seu currículo, mas somente com personagens coadjuvantes. Após 24 anos, ele volta a ser o dono do papel principal em uma trama. A partir de hoje, será visto na pele de Diógenes na comédia dramática 171 - Negócio de Família, produção da Moonshot Pictures para o Universal Channel. 

"É até clichê falar, mas é um dos personagens mais bacanas que já fiz em teledramaturgia", disse ao E+, durante uma visita da reportagem ao set de gravações. "O meu personagem tem vários conflitos, porque ele começa de um jeito e o público vai acompanhar a transformação do Diógenes ao longo da série. Ele quer ser o oposto do pai, é um cara que sofreu muito na infância por causa do abandono do pai. E ele tem um filho, e não quer cometer com seu filho os erros que o pai cometeu com ele. O público vai se identificar com a história por dois motivos: primeiro pela família, já que as questões familiares estão bem presentes. E também porque vivemos num momento importante de questionamento da ética."

Como o título sugere, o fio condutor da trama é o estelionato. Moreira (Norival Rizzo) é um golpista profissional, capaz de dar nó até em gota d'água. Ele some do mapa e vive pelo mundo aplicando seus golpes, mas retorna para casa dez anos depois, exatamente no dia do velório de sua mulher. O que deveria ser um encontro emocionante, acaba como um pesadelo para Diógenes, que a vida inteira renegou o histórico do pai e buscou o caminho da ética e da verdade. E são estes os valores que tenta passar para o seu filho, Chicão (Giovanni de Lorenzi).

"Ele é um gerente de banco, muito caxias. Quando o Moreira volta, o filho dele adora o avô, que é supercarismático. Ele começa a ficar com ciúmes ao ver que seu filho está gostando mais do avô", explica Folgosi. "Ele é um rapaz muito correto, mas a chegada de seu pai o desestabiliza e ele começar a flertar com o lado do crime, e ele se questiona se isso é uma característica hereditária, se ele é um golpista em potencial."

A história é ambientada no bairro da Mooca, em São Paulo, e será contada em 13 episódios. Com roteiro de Marc Bechar e direção de Roberto d'Avila, 171 - Negócio de Família vai ao ar aos domingos, às 23h, no Universal Channel.