'Acho que vou ser 'cancelada'', diz Anitta sobre nova série da Netflix

André Carlos Zorzi - O Estado de S.Paulo

Em coletiva, cantora deu novos detalhes de 'Anitta: Made In Honório', que estreia em 16 de dezembro

Cena de 'Anitta: Made In Honório', da Netflix

Cena de 'Anitta: Made In Honório', da Netflix Foto: Reprodução de 'Anitta: Made In Honório' (2020) / Netflix

A série Anitta: Made In Honório, estreia na Netflix na próxima quarta-feira, 16 de dezembro. Nesta segunda-feira, 14, a cantora participou de coletiva virtual de imprensa, na qual o Estadão esteve presente, para falar sobre a nova produção. 

Segundo ela, a atração será diferente de Vai Anitta, sua série anterior na plataforma: "Dessa vez a gente está contando mais sobre eu como pessoa, os bastidores, cada aspecto da Anitta, personagem, da Larissa [seu nome real], por trás do personagem."

"Vamos mostrar a pessoa que eu sou, com defeitos e qualidades. Tem hora que eu tenho defeitos. Pedi que eles não tirassem e respeitaram o meu pedido, que mantivesse também as partes em que eu assisto e falo 'meu Deus... Essa sou eu, que coisa horrível!'. Única coisa que pedi é que mostrassem o motivo do meu 'surto' em vários momentos", prosseguiu. 

Entre os momentos polêmicos, cita o episódio de Anitta: Made In Honório que mostra o dia de seu show no Rock In Rio, quando estava passando pelo estresse de não ter suas roupas prontas a tempo. Anitta se deparou com uma senhora de idade, sua fã, sentada em um sofá na sua casa.

"Eu trato com carinho, mas [...] pergunto para todo mundo que c***lhos que uma fã está fazendo dentro da minha casa no dia do Rock In Rio", relata. "Eu acho que vou ser cancelada", brinca a cantora.

Anitta destaca que já acha "super normal" a presença de câmeras em seu cotidiano, e se diz tranquila e natural à frente delas: "A  gente sabe que não vai entrar nada que eu não queira".

Sobre pessoas com as quais teve relacionamentos ao longo das gravações, explica o motivo de não ter mostrado suas identidades: "pedi para botar emoji na cara de todos eles. Se não ia ficar 50 caras e todo mundo ia se perder na narrativa."

Em relação a algumas polêmicas nas quais se envolveu durante o período de gravação de Anitta: Made In Honório, afirmou: "Eu não dou visibilidade para coisas que não merecem a minha visibilidade. A gente só dá visibilidade ao que engrandece, em geral."

VEJA TAMBÉM: Relembre as polêmicas de Anitta

Instagram / @pabllovittar | Alexandre Schneider / Netflix / Divulgação | Instagram / @thenewclassic
Ver Galeria 26

26 imagens

"A série não está inteira positiva para mim, mostra também meus defeitos, mas não entra em coisas que são assuntos de outras pessoas. Não gosto de dar minha visibilidade, meu nome, para polêmicas alheias. Gosto de dar para as minhas próprias polêmicas", completou.

Entre os momentos retratados na série, estão o seu primeiro encontro com o irmão que 'descobriu' ter recentemente, e também com a cantora norte-americana Mariah Carey - que, segundo ela, por azar, não foi um momento registrado nas câmeras.

Anitta abordou também a questão de relacionamentos abusivos em sua vida: "Hoje eu consigo identificar muito mais rápido. Antigamente, não conseguia. A gente pensa que relacionamento abusivo é só namoro, amoroso, e não é. A gente tem vários tipos, como amizade."

"Me policio, porque, às vezes, a gente tem comportamentos que podem não ser tão legais. Meu irmão fala bastante sobre como eu tinha dificuldade em demonstrar minha satisfação e meu carinho, e hoje em dia melhorei muito", continua.

A cantora conta que haverá a presença de um trecho de música inédita em Anitta: Made In Honório: "Um forró que era para eu ter lançado no meio desse ano. Por conta da pandemia, o clipe não seria do jeito que eu queria, em clima de festa junina, com participação internacional... Toca um pedacinho na série, mas não vou lançar ainda."

Assista ao trailer de Anitta: Made In Honório abaixo.