'A Fazenda': Marcos Mion desabafa sobre expulsão de Phellipe Haagensen

Redação - O Estado de S.Paulo

'Minha vontade era entrar lá, não sei como agiria, é uma coisa que ferve o sangue e a gente quer resolver na hora', afirmou o apresentador da Record TV

Phellipe Haagensen e Marcos Mion, ex-participante e apresentador de 'A Fazenda', respectivamente.

Phellipe Haagensen e Marcos Mion, ex-participante e apresentador de 'A Fazenda', respectivamente. Foto: Antonio Chahestian / Record TV / 'A Fazenda 11' / Divulgação

O apresentador Marcos Mion se posicionou sobre a expulsão de Phellipe Haagensen da 11ª edição de A Fazenda após um beijo forçado em Hariany Almeida ocorrido na última sexta-feira, 27. A emissora demorou cerca de dois dias até realizar o anúncio e tirar o participante da casa.

"O sangue ferve e é impossível ficar quieto. Por isso, peço licença ao programa para dizer que: assédio, abuso e qualquer situação de violência de qualquer espécie contra mulheres são crimes", escreveu Mion ao lado do vídeo.

Na sequência, o apresentador tentou justificar a demora do programa em tomar precauções - o que foi visto por parte do público como uma busca por audiência: "Eu entendo muito o mundo da internet, o imediatismo."

"Minha vontade era entrar lá. Eu falei isso, se eu tivesse lá, não sei como eu agiria, porque é uma coisa que ferve o sangue de um jeito e a gente quer resolver na hora", continuou.

VEJA TAMBÉM: Machado, agressão e amigo do diretor: relembre expulsões em reality shows brasileiros

Reprodução de 'Fazenda de Verão' (2012) / Record TV | Reprodução de 'Big Brother Brasil 17' (2017) / Globo | Reprodução de 'Big Brother Brasil 7' (2007) / Globo
Ver Galeria 16

16 imagens

"Só que, como falei, tem todo um lado de trâmite da parte jurídica, que precisa ser feita. Tem escalas desse processo. Tem que ser criado um caso para ser feito direito, de forma efetiva", explicou Marcos Mion.

Em seguida, falou "Por mais que a gente veja o abuso e seja óbvio, sempre existe uma 'defesa', um outro lado, e o tempo necessário para se criar esse caso é o que comprova a situação. 

"A gente teve várias vezes o Phelippe assumindo que fez isso, a Hariany várias vezes assumindo que não gostou, não foi conivente, e aí sim o departamento jurídico da Record conseguiu construir um caso com nome, porque não adianta só falar 'foi assédio'."

Mion, então, voltou a ressaltar que sua função no programa é na apresentação: "Lá no programa, eu não posso me manifestar. Tenho que ser isento como apresentador. Mas aqui na minhas redes sociais, não. Todo mundo [na produção] estava muito indignado.  É uma cena muito escrota aquele 'beijo roubado'. Isso não se faz com ninguém."

"Hoje em dia assediadores e abusadores não passarão, em nenhum lugar do mundo. O mundo mudou. Preciso me manifestar como cidadão, como um homem que é filho de uma mulher, marido de outra, que é pai de uma menina. Não dá para ficar calado vendo uma coisa como essa", encerrou Marcos Mion.

Confira abaixo os vídeos publicados por Marcos Mion e seu posicionamento sobre a expulsão de Phellipe Haagensen de A Fazenda 11:

 

 

A expulsão de Phellipe Haagensen em A Fazenda 

A origem da expulsão de Phellipe Haagensen se deu durante uma discussão com Hariany, quando o ator beijou, sem consentimento, sua colega de confinamento.

"Ele beijou minha boca!", denunciou Hariany. Após mais bate-boca, a integrante do reality disse ao ator: "Você beijou a minha boca sem a minha permissão. Se eu quiser te denunciar, eu te denuncio, seu otário!".

Phellipe respondeu que não tinha medo da colega de programa. “Se você se sentiu desconfortável, vai lá e faz a denúncia. Me leva para casa? Eu não quero que você se sinta como se eu tivesse te dado um beijo à força. Eu acho você muito bonita", afirma. 

VEJA TAMBÉM: A Fazenda 11 - conheça os participantes do reality show em 2019

"Eu tenho um namorado, eu tenho uma família. Você tem que me respeitar", reagiu Hariany.

Posteriormente a ex-BBB fez uma reclamação formal à direção do programa: "O Phellipe me assediou, beijou na minha boca sem eu querer. Tava discutindo com ele, me deu um beijo. Depois, a gente tava discutindo de novo, ele veio e tentou me agarrar de novo. Acredito que isso não seja certo."