Vitorino Campos mergulha em filme francês para a temporada de inverno

Marina Domingues - O Estado de S.Paulo

Estilista baiano mistura sua alfaiataria impecável com elementos da moda urbana

Desfile Vitorino Campos Inverno 2015

Desfile Vitorino Campos Inverno 2015 Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Vitorino Campos se inspirou em uma cena na piscina do filme francês "A Liberdade é Azul" para criar uma coleção fresca, como se tivesse acabado de sair da água. E essa referência já aparecia no chão da sala de desfile, que remetia ao fundo de uma piscina. O estilista trouxe para a temporada de inverno uma proposta de peças desconstruídas, como casacos abertos, que lembravam roupões recém-saídos de uma aula de natação, estolas apoiadas nos ombros, com um quê de toalha, e saias-lápis com o zíper propositalmente aberto na parte traseira, como se estivessem sendo tiradas para entrar na água. Por baixo, maiôs de lycra em tela transparente faziam as vezes de top. Os tecidos também entraram na onda e ganharam brilho aquoso, e muitos tons de azul, tanto em looks totais, como nas estampas de água em movimento.

O jeans apareceu pela primeira vez na passarela do estilista, e, com ele, elementos da moda urbana, como jaquetas e camisetas em tela vazada, sempre por baixo de outra peça, adicionando textura ao look. O contraponto foi feito pela alfaiataria impecável de Vitorino, com calças bem cortadas e blazer estruturado. Esse foi, inclusive, o ponto forte da coleção apresentada, que mostrou mais uma vez o savoir faire do baiano - que já brilhou essa semana à frente da Animale, com sua técnica e beleza. Ao apostar no jeans, no entanto, Vitorino escolheu percorrer um caminho difícil, no qual não conseguiu mostrar tanto primor.

Renata Jubran/AE
Ver Galeria 7

7 imagens